Metodologia do Trabalho Científico - Cleber Cristiano Prodanov, Ernani Cesar de Freitas
277 pág.

Metodologia do Trabalho Científico - Cleber Cristiano Prodanov, Ernani Cesar de Freitas


DisciplinaMetodologia Científica60.848 materiais1.280.664 seguidores
Pré-visualização50 páginas
a serem utilizadas na construção do Projeto de Pesquisa
(continua)
M
ét
od
os 1. Abordagem Dedutivo; indutivo; hipotético-dedutivo; dialético.
2. Procedimentos Histórico; comparativo; estatístico; funcionalista; estruturalista; monográfico.
Metodologia do Trabalho Científico 112
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
T
éc
n
ic
as
3. Documentação direta
inte
nsi
va Observação
Sistemática; assistemática; não 
participante; participante; individual; em 
equipe; na vida real; em laboratório.
Entrevistas Estruturada; não estruturada; painel.
ext
en
siv
a
Questionários
Perguntas abertas; perguntas fechadas; 
perguntas de múltipla escolha; perguntas 
de fato; perguntas de intenção; perguntas 
de opinião.
4. Documentação indireta
Pesquisa 
Documental
Arquivos públicos; arquivos particulares; 
fontes estatísticas; fontes não escritas.
Pesquisa 
Bibliográfica
Publicações avulsas; boletins; jornais; 
revistas; livros; monografias.
Fonte: adaptado de Roesch (1999)
i) Tabulação e apresentação dos dados
Nessa etapa, podemos lançar mão de recursos manuais ou computacionais 
para organizar os dados obtidos na pesquisa de campo. Atualmente, com o advento 
da informática, é natural que escolhamos os recursos computacionais para dar suporte 
à elaboração de índices e cálculos estatísticos, tabelas, quadros e gráficos.
j) Análise e interpretação dos dados
Essa fase da pesquisa, analítica e descritiva, prevê a interpretação e a análise 
dos dados tabulados, os quais foram organizados na etapa anterior. A análise deve ser 
feita a fim de atender aos objetivos da pesquisa e para comparar e confrontar dados 
e provas com o objetivo de confirmar ou rejeitar a(s) hipótese(s) ou os pressupostos 
da pesquisa. 
A análise e a interpretação desenvolvem-se a partir das evidências observadas, 
de acordo com a metodologia, com relações feitas através do referencial teórico e 
complementadas com o posicionamento do pesquisador. 
Após a etapa de coleta de dados, o pesquisador dispõe de todas as 
informações necessárias à conclusão de seu trabalho. Isso significa que, nessa etapa, 
a(s) hipótese(s) já terá(ão) sido verificada(s) e a resposta ao Problema de Pesquisa foi 
obtida. Essa é a etapa da análise dos dados da pesquisa, que antecede à fase final, a 
de apresentação das conclusões.
Quadro 9 \u2013 Métodos e técnicas a serem utilizadas na construção do Projeto de Pesquisa
(conclusão)
Metodologia do Trabalho Científico 113
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
Entretanto, antes da conclusão, propriamente dita, é necessário agrupar os 
dados, sintetizando-os, para que sejam ordenados de forma lógica e possam dar as 
respostas desejadas de forma clara e objetiva. Para cada técnica de coleta de dados 
utilizada, deve corresponder um tratamento adequado à sua natureza. 
Diante das possibilidades analíticas dos dados da pesquisa, entendemos que 
é importante destacar que muitos estudos de campo possibilitam a análise estatística 
de dados, sobretudo, quando se valem de questionários ou formulários para coleta de 
dados. No entanto, diferentemente dos levantamentos, os estudos de campo tendem 
a utilizar variadas técnicas de coleta de dados. Daí por que, nesse tipo de pesquisa, 
os procedimentos de análise costumam ser predominantemente qualitativos.
A análise qualitativa é menos formal do que a quantitativa, pois, nesta última, 
seus passos podem ser definidos de maneira relativamente simples. A análise qualitativa 
depende de muitos fatores, como a natureza dos dados coletados, a extensão da 
amostra, os instrumentos de pesquisa e os pressupostos teóricos que nortearam a 
investigação. Podemos, entretanto, definir esse processo como uma sequência de 
atividades, que envolve a redução dos dados, a sua categorização, sua interpretação 
e a redação do relatório. 
Assim, essa etapa representa o momento em que o pesquisador obtém os 
dados coletados por meio da aplicação de técnicas de pesquisa, usando instrumentos 
específicos para o tipo de informação que deseja obter, de acordo com o objeto de 
pesquisa em análise. Esses dados, após seu registro, são organizados e classificados 
de forma sistemática, passando pelas fases de seleção, codificação e tabulação, para 
o caso de pesquisas quantitativas, conforme segue.
Seleção: de posse dos dados coletados, é necessário fazer uma análise crítica, 
para identificar questões falsas, confusas ou distorcidas. É interessante verificar se os 
dados coletados estão completos ou se é preciso retornar ao campo para nova coleta. 
Nessa fase, a redução dos dados consiste em processo de seleção, simplificação, 
abstração e transformação dos dados originais provenientes das observações de 
campo. Para que essa tarefa seja desenvolvida a contento, é necessário ter objetivos 
claros, até mesmo porque estes podem ter sido alterados ao longo do estudo de campo.
Codificação: utilizada para caracterizar os dados que se relacionam, conforme 
a sequência: classificação dos dados, agrupando-os sob determinadas categorias; 
atribuição de um código, um número ou uma letra, de forma que a cada um deles seja 
atribuído um significado.
A codificação possibilita a transformação do que é qualitativo em quantitativo. 
A categorização consiste na organização dos dados para que o pesquisador consiga 
Metodologia do Trabalho Científico 114
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
tomar decisões e tirar conclusões a partir deles. Isso requer a construção de um conjunto 
de categorias descritivas, que podem ser fundamentadas no referencial teórico da 
pesquisa. Nem sempre, porém, essas categorias podem ser definidas de imediato. 
Para chegarmos a elas, é preciso ler e reler o material obtido até que tenhamos o 
domínio de seu conteúdo, a fim de, em seguida, contrastá-lo com o referencial teórico.
Nas pesquisas quantitativas, as categorias são frequentemente estabelecidas 
a priori, o que simplifica sobremaneira o trabalho analítico. Já nas pesquisas 
qualitativas, o conjunto inicial de categorias, em geral, é reexaminado e modificado 
sucessivamente, com vistas a obter ideais mais abrangentes e significativos. Por outro 
lado, nessas pesquisas, os dados costumam ser organizados em tabelas, gráficos, 
enquanto, nas pesquisas qualitativas, necessitamos nos valer de textos narrativos, 
descritivos, esquemas, matrizes etc.
Tabulação e interpretação: os dados coletados são dispostos em tabelas e 
gráficos, organizados de acordo com a estruturação anterior, servindo para facilitar sua 
compreensão e interpretação. Os dados são classificados pela divisão em subgrupos 
e reunidos de modo que as hipóteses possam ser comprovadas ou refutadas. Os 
resultados obtidos são analisados, criticados e interpretados.
A categorização dos dados possibilita sua descrição. Contudo, mesmo que 
a pesquisa seja de cunho descritivo, é necessário que o pesquisador ultrapasse a 
mera descrição, buscando acrescentar algo ao questionamento existente sobre o 
assunto. Nas análises qualitativas, o pesquisador faz uma abstração, além dos dados 
obtidos, buscando possíveis explicações (implícitas nos discursos ou documentos), 
para estabelecer configurações e fluxos de causa e efeito. Isso irá exigir constante 
retomada às anotações de campo, ao campo, à literatura e até mesmo à coleta de 
dados adicionais.
Na análise, o pesquisador entra em detalhes mais aprofundados sobre os 
dados decorrentes do trabalho estatístico, a fim de conseguir respostas às suas 
indagações, e procura estabelecer as relações necessárias entre os dados obtidos e 
as hipóteses formuladas. 
Em ambos os casos, o pesquisador deve ultrapassar a mera descrição dos 
resultados obtidos, acrescentando algo novo ao que já conhecemos sobre o assunto. 
Esse processo de análise e interpretação dos dados ocorre concomitantemente
Renan
Renan fez um comentário
olá querida, onde podemos conseguir em pdf. vc pode nos ajudar?
0 aprovações
Evandro
Evandro fez um comentário
Não consigo abrir.Por quê?
0 aprovações
Fábio
Fábio fez um comentário
Obrigado!!
0 aprovações
Carregar mais