Metodologia do Trabalho Científico - Cleber Cristiano Prodanov, Ernani Cesar de Freitas
277 pág.

Metodologia do Trabalho Científico - Cleber Cristiano Prodanov, Ernani Cesar de Freitas


DisciplinaMetodologia Científica60.957 materiais1.284.774 seguidores
Pré-visualização50 páginas
quanto a sua cientificidade.
É muito importante observar alguns outros atributos que conferem qualidade 
ao texto, tais como: possuir autonomia autoral com criticidade e posicionamento, ter 
precisão na utilização de termos e expressões, utilizar linguagem fluída, informativa 
sem redundâncias e repetições viciosas, primar pela adequação linguística, evitar 
rebuscamentos que obscurecem o sentido e que podem causar ambiguidades e 
incompreensões de sentidos.
Lembramos que, na elaboração do texto de um trabalho científico, as Normas 
de documentação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) deverão ser 
consultadas e utilizadas, visando adequar-se à padronização das citações textuais e 
referências bibliográficas e, da mesma forma, no que se refere às ilustrações (figuras, 
gráficos, quadros, tabelas etc.) e à apresentação gráfica do texto.
CaPaSuMáRIO PRINCIPAlvOlTAR AvANçARSuMáRIO CAPíTulO
4.1 dEFiniÇÃo do tEma E do títUlo (o QUÊ?) ...120
4.2 jUStiFiCatiVa (Por QUÊ?) ..................................120
4.3 FormUlaÇÃo do ProblEma ............................. 121
4.4 ConStrUÇÃo dE hiPÓtESES...............................122
4.5 ESPECiFiCaÇÃo doS objEtiVoS (Para QUÊ?) ..124
4.6 mEtodologia (Como?) ........................................126
4.7 EmbaSamEnto tEÓriCo (QUaiS ConCEitoS?)..130
4.7.1 Revisão da bibliografia .......................................................................... 131
4.7.2 Conceitos e construtos ......................................................................... 131
4.7.3 Definição dos termos ............................................................................ 132
4.7.4 Seleção das obras e dos trabalhos sobre o tema ............................... 133
4.8 Cronograma (QUando?) ...................................139
4.9 orÇamEnto (Com QUanto?) .............................139
4.10 rEFErÊnCiaS .......................................................... 141
EStrUtUra do 
ProjEto dE PESQUiSa ..............119-1414
Metodologia do Trabalho Científico 120
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
44 EStrUtUra do ProjEto dE PESQUiSa
4.1 DEFINIçãO DO TEMA E DO TíTulO (O QuÊ?)
O tema é o assunto que desejamos provar ou desenvolver. Pode surgir de 
uma dificuldade prática enfrentada pelo pesquisador, da sua curiosidade científica, 
de desafios encontrados na leitura de outros trabalhos ou da própria teoria. Pode ter 
surgido pela entidade responsável, portanto, \u201cencomendado\u201d, o que, porém, não lhe 
tira o caráter científico.
Independentemente de sua origem, o tema é, nessa fase, necessariamente 
amplo, precisando bem o assunto geral sobre o qual desejamos realizar a pesquisa.
Do tema é feita a delimitação, que deve ser dotada de um sujeito e um objeto. 
Já o título, acompanhado ou não por subtítulo, difere do tema. Enquanto este último 
sofre um processo de delimitação e especificação, para torná-lo viável à realização da 
pesquisa, o título sintetiza o seu conteúdo.
4.2 JuSTIFICATIvA (POR QuÊ?)
É o único item do projeto que apresenta respostas à questão \u201cpor quê?\u201d. 
De suma importância, geralmente é o elemento que contribui mais diretamente na 
aceitação da pesquisa pela(s) pessoa(s) ou entidade que vai financiá-la.
A justificativa consiste em uma exposição sucinta, porém completa, das 
razões de ordem teórica e dos motivos de ordem prática que tornam importante a 
realização da pesquisa.
Deve enfatizar:
a) o estágio em que se encontra a teoria que diz respeito ao tema;
b) as contribuições teóricas que a pesquisa pode trazer: confirmação 
geral, confirmação na sociedade particular em que se insere a pesquisa, 
Metodologia do Trabalho Científico 121
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
especificação para casos particulares, clarificação da teoria, resolução de 
pontos obscuros;
c) a importância do tema do ponto de vista geral;
d) a importância do tema para casos particulares em questão;
e) possibilidade de sugerir modificações no âmbito da realidade abarcada pelo 
tema proposto;
f) descoberta de soluções para casos gerais e/ou particulares.
g) A justificativa difere da revisão da bibliografia e, por esse motivo, não apresenta 
citações de outros autores.
4.3 FORMulAçãO DO PROBlEMA
A formulação do problema prende-se ao tema proposto: ela esclarece a 
dificuldade específica com a qual nos defrontamos e que pretendemos resolver por 
intermédio da pesquisa. Para ser cientificamente válido, um problema deve passar 
pelo crivo das questões seguintes.
O problema:
- pode ser enunciado em forma de pergunta?
- corresponde a interesses pessoais (capacidade), sociais e científicos, isto é, 
de conteúdo e metodológicos? Esses interesses estão harmonizados?
- constitui-se o problema em questão científica, ou seja, relacionam-se entre si 
pelo menos duas variáveis?
- pode ser objeto de investigação sistemática, controlada e crítica?
- pode ser empiricamente verificado em suas consequências?
Formulação do problema:
Esclarecer a questão de pesquisa, definir o problema - O quê? Como?
Observar: viabilidade; relevância; novidade; exequibilidade; oportunidade.
A formulação do problema deve ser interrogativa, clara, precisa e objetiva; 
possuir solução viável; expressar uma relação entre duas ou mais variáveis; ser 
Metodologia do Trabalho Científico 122
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
fruto de revisão de literatura e reflexão pessoal. O problema, assim, consiste em um 
enunciado explicitado de forma clara, compreensível e operacional, cujo melhor modo 
de solução ou é uma pesquisa ou pode ser resolvido por meio de processos científicos. 
Concluímos disso que perguntas retóricas, especulativas e afirmativas (valorativas) 
não são perguntas científicas.
O problema de pesquisa pode ser enunciado de forma afirmativa quando 
se tratar de questão norteadora, se julgado pelo pesquisador que essa alternativa 
seja mais adequada em relação ao objeto de investigação. Nesse caso específico, 
informamos \u201cQuestão norteadora\u201d e não \u201cProblema de Pesquisa\u201d; nesse particular, 
não há enunciado para delimitar hipótese.
4.4 CONSTRuçãO DE HIPÓTESES
As hipóteses constituem \u201crespostas\u201d supostas e provisórias ao problema. A 
principal resposta é denominada hipótese básica, podendo ser complementada por 
outras, que recebem a denominação de secundárias.
Destacamos, no entanto, que há situações em que não se enuncia(m) 
hipótese(s) em função da especificidade da pesquisa, da investigação. A esse 
respeito, verificar seção 3.5.3.f.
Características das hipóteses:
- consistência lógica;
- verificabilidade
- simplicidade;
- relevância;
- apoio teórico;
- especificidade;
- plausibilidade;
- clareza;
- profundidade;
- fertilidade;
- originalidade.
Metodologia do Trabalho Científico 123
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
Enunciado das hipóteses:
- é uma suposição que fazemos na tentativa de explicar o problema;
- como resposta e explicação provisória, relaciona duas ou mais variáveis do 
problema levantado;
- deve ser testável e responder ao problema;
- serve de guia na pesquisa para verificar sua validade.
Surge de: 
- observação;
- resultados de outras pesquisas;
- teorias;
- intuição.
Uma hipótese aplicável deve:
- ser conceitualmente clara;
- ser específica (identificar o que deve ser observado);
- ter referências empíricas (verificável);
- ser parcimoniosa (simples);
- estar relacionada com as técnicas disponíveis;
- estar relacionada com uma teoria.
Cabe-nos lembrar, contudo, por um lado, que em algumas pesquisas as 
hipóteses são implícitas e em outras são formalmente expressas. \u201cGeralmente, 
naqueles estudos em que o objetivo é o de descrever determinado fenômeno ou as 
características de um grupo, as hipóteses não são enunciadas formalmente. Nesses 
casos,
Renan
Renan fez um comentário
olá querida, onde podemos conseguir em pdf. vc pode nos ajudar?
0 aprovações
Evandro
Evandro fez um comentário
Não consigo abrir.Por quê?
0 aprovações
Fábio
Fábio fez um comentário
Obrigado!!
0 aprovações
Carregar mais