Resumo Direito Constitucional   Aula 14 (06.02.2012)
26 pág.

Resumo Direito Constitucional Aula 14 (06.02.2012)


DisciplinaDireito Constitucional I70.415 materiais1.624.906 seguidores
Pré-visualização10 páginas
de uma norma, a fim 
de dar homogeneidade à matéria. 
Art. 97. Somente pelo voto da maioria absoluta de seus membros ou dos membros 
do respectivo órgão especial poderão os tribunais declarar a inconstitucionalidade 
de lei ou ato normativo do Poder Público. 
b) art. 285-A, CPC: 
Art. 285-A. Quando a matéria controvertida for unicamente de direito e no juízo já 
houver sido proferida sentença de total improcedência em outros casos idênticos, 
poderá ser dispensada a citação e proferida sentença, reproduzindo-se o teor da 
anteriormente prolatada. (Incluído pela Lei nº 11.277, de 2006) 
§ 1o Se o autor apelar, é facultado ao juiz decidir, no prazo de 5 (cinco) dias, não 
manter a sentença e determinar o prosseguimento da ação. (Incluído pela Lei nº 
11.277, de 2006) 
 Direito Constitucional 
Data: 06.02.2012 
O presente material constitui resumo elaborado por equipe de monitores a partir da aula 
ministrada pelo professor em sala. Recomenda-se a complementação do estudo em livros 
doutrinários e na jurisprudência dos Tribunais. 
 
 Centro: Rua Buenos Aires, 56 - 2º, 3º e 5º andares \u2013 Tel.: (21) 2223-1327 19 
Barra: Shopping Downtown \u2013 Av. das Américas, 500 - bl. 21, salas 157 e 158 \u2013 Tel.: (21) 2494-1888 
Conheça nossa loja online: www.enfaseonline.com.br 
 
 
§ 2o Caso seja mantida a sentença, será ordenada a citação do réu para responder 
ao recurso. (Incluído pela Lei nº 11.277, de 2006) 
c) art. 475, CPC: 
Art. 475. Está sujeita ao duplo grau de jurisdição, não produzindo efeito senão 
depois de confirmada pelo tribunal, a sentença: (Redação dada pela Lei nº 10.352, 
de 2001) 
I \u2013 proferida contra a União, o Estado, o Distrito Federal, o Município, e as 
respectivas autarquias e fundações de direito público; (Redação dada pela Lei nº 
10.352, de 2001) 
II \u2013 que julgar procedentes, no todo ou em parte, os embargos à execução de 
dívida ativa da Fazenda Pública (art. 585, VI). (Redação dada pela Lei nº 10.352, 
de 2001) 
§ 1o Nos casos previstos neste artigo, o juiz ordenará a remessa dos autos ao 
tribunal, haja ou não apelação; não o fazendo, deverá o presidente do tribunal 
avocá-los. (Incluído pela Lei nº 10.352, de 2001) 
§ 2o Não se aplica o disposto neste artigo sempre que a condenação, ou o direito 
controvertido, for de valor certo não excedente a 60 (sessenta) salários mínimos, 
bem como no caso de procedência dos embargos do devedor na execução de 
dívida ativa do mesmo valor. (Incluído pela Lei nº 10.352, de 2001) 
§ 3o Também não se aplica o disposto neste artigo quando a sentença estiver 
fundada em jurisprudência do plenário do Supremo Tribunal Federal ou em 
súmula deste Tribunal ou do tribunal superior competente. (Incluído pela Lei nº 
10.352, de 2001) 
d) art. 475-L, CPC: 
Art. 475-L. A impugnação somente poderá versar sobre: (Incluído pela Lei nº 
11.232, de 2005) 
II \u2013 inexigibilidade do título; (Incluído pela Lei nº 11.232, de 2005) 
§ 1o Para efeito do disposto no inciso II do caput deste artigo, considera-se 
também inexigível o título judicial fundado em lei ou ato normativo declarados 
inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal, ou fundado em aplicação ou 
interpretação da lei ou ato normativo tidas pelo Supremo Tribunal Federal como 
incompatíveis com a Constituição Federal. (Incluído pela Lei nº 11.232, de 2005) 
e) art. 103-A, CRFB: 
Art. 103-A. O Supremo Tribunal Federal poderá, de ofício ou por provocação, 
mediante decisão de dois terços dos seus membros, após reiteradas decisões sobre 
matéria constitucional, aprovar súmula que, a partir de sua publicação na 
imprensa oficial, terá efeito vinculante em relação aos demais órgãos do Poder 
Judiciário e à administração pública direta e indireta, nas esferas federal, estadual 
e municipal, bem como proceder à sua revisão ou cancelamento, na forma 
 Direito Constitucional 
Data: 06.02.2012 
O presente material constitui resumo elaborado por equipe de monitores a partir da aula 
ministrada pelo professor em sala. Recomenda-se a complementação do estudo em livros 
doutrinários e na jurisprudência dos Tribunais. 
 
 Centro: Rua Buenos Aires, 56 - 2º, 3º e 5º andares \u2013 Tel.: (21) 2223-1327 20 
Barra: Shopping Downtown \u2013 Av. das Américas, 500 - bl. 21, salas 157 e 158 \u2013 Tel.: (21) 2494-1888 
Conheça nossa loja online: www.enfaseonline.com.br 
 
 
estabelecida em lei. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004) (Vide Lei 
nº 11.417, de 2006). 
§ 1º A súmula terá por objetivo a validade, a interpretação e a eficácia de normas 
determinadas, acerca das quais haja controvérsia atual entre órgãos judiciários ou 
entre esses e a administração pública que acarrete grave insegurança jurídica e 
relevante multiplicação de processos sobre questão idêntica. 
§ 2º Sem prejuízo do que vier a ser estabelecido em lei, a aprovação, revisão ou 
cancelamento de súmula poderá ser provocada por aqueles que podem propor a 
ação direta de inconstitucionalidade. 
§ 3º Do ato administrativo ou decisão judicial que contrariar a súmula aplicável ou 
que indevidamente a aplicar, caberá reclamação ao Supremo Tribunal Federal 
que, julgando-a procedente, anulará o ato administrativo ou cassará a decisão 
judicial reclamada, e determinará que outra seja proferida com ou sem a 
aplicação da súmula, conforme o caso." 
 
1.7.3. Espécies de Súmulas 
Pode-se falar em 3 tipos de súmulas. 
a) súmula persuasiva ou persuasória: é a hipótese em que o tribunal apenas 
expõe o seu entendimento sobre a matéria, servindo apenas como uma orientação aos 
tribunais inferiores. Esse efeito meramente indicativo significa que qualquer 
tribunal/órgão jurídico pode estabelecer uma súmula (exemplo: o TJ e a AGU possuem 
súmulas). 
b) súmula obstativa ou impeditiva de recurso: serve como base para a não 
aceitação de um recurso, como indica a nomenclatura. Dois exemplos são o art. 518, 
parágrafo 1º, CPC e art. 543-A, parágrafos 5º e 7º, CPC. 
Art. 518, § 1o O juiz não receberá o recurso de apelação quando a sentença estiver 
em conformidade com súmula do Superior Tribunal de Justiça ou do Supremo 
Tribunal Federal. (Renumerado pela Lei nº 11.276, de 2006) 
 
Art. 543-A. O Supremo Tribunal Federal, em decisão irrecorrível, não conhecerá do 
recurso extraordinário, quando a questão constitucional nele versada não oferecer 
repercussão geral, nos termos deste artigo. (Incluído pela Lei nº 11.418, de 2006). 
§ 5o Negada a existência da repercussão geral, a decisão valerá para todos os 
recursos sobre matéria idêntica, que serão indeferidos liminarmente, salvo revisão 
da tese, tudo nos termos do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal. 
(Incluído pela Lei nº 11.418, de 2006). 
§ 7o A Súmula da decisão sobre a repercussão geral constará de ata, que será 
publicada no Diário Oficial e valerá como acórdão. (Incluído pela Lei nº 11.418, de 
2006). 
 Direito Constitucional 
Data: 06.02.2012 
O presente material constitui resumo elaborado por equipe de monitores a partir da aula 
ministrada pelo professor em sala. Recomenda-se a complementação do estudo em livros 
doutrinários e na jurisprudência dos Tribunais. 
 
 Centro: Rua Buenos Aires, 56 - 2º, 3º e 5º andares \u2013 Tel.: (21) 2223-1327 21 
Barra: Shopping Downtown
Sebastião
Sebastião fez um comentário
muito obrigada pretendo fazer concurso pro STF Analista e vou me prepara para concurso de Juiz federal substituto com o pessoal do Ênfase são muitos bons, investimento certo!
1 aprovações
Carregar mais