Exemplo monografia - Administração

Exemplo monografia - Administração


DisciplinaAdministração138.002 materiais975.548 seguidores
Pré-visualização35 páginas
coleta e análise de dados X X 
Capacidade de adaptar a política de preços de 
acordo com a demanda X X 
Capacidade de alocar recursos e capacidades 
adequados para cada atividade X X 
Quadro 11: Competências Organizacionais na relação com o negócio e estágio de 
maturidade 
Fonte: Resultados da Pesquisa 
 
 
79 
 
Ainda, outra classificação que se faz das Competências Organizacionais 
elencadas até então, é se são Básicas, Seletivas ou Essenciais para a organização, 
como sugeridas por Ruas (2005). 
Dessa forma, classificam-se como Competências Básicas, a \u201cCapacidade de 
treinar colaboradores adequadamente\u201d e a \u201cCapacidade de alocar recursos e 
capacidades adequados para cada atividade\u201d, visto que são as que contribuem para 
a sobrevivência da organização. E a \u201cCapacidade de relacionamento com clientes\u201d, 
a \u201cCapacidade de estimular um ambiente de criação e inovação\u201d e a \u201cCapacidade de 
adaptar a política de preços de acordo com a demanda\u201d, por serem competências 
que podem ser diferenciadores, no sentido de auxiliar a empresa a manter um bom 
posicionamento no mercado, são elencadas como Competências Seletivas. 
De acordo com Prahalad e Hamel (1990), as Competências Essenciais 
proporcionam um diferencial fundamental para a competitividade da empresa, e 
atendem aos seguintes critérios: (1) aportam uma contribuição importante ao valor 
percebido pelo cliente; (2) contribuem para a expansão da empresa no médio e 
longo prazo; e (3) contribuem para uma diferenciação da empresa com seus 
concorrentes e é difícil de ser copiada. Assim, apenas a \u201cCapacidade de 
desenvolver e fortalecer soluções diferenciadas em coleta e análise de dados\u201d 
atende a esta classificação. Esta competência diferencia a empresa das demais do 
setor, por ser a base de processos inovativos e por sustentar a imagem de qualidade 
de seus serviços e produtos. Isto requer um conhecimento exclusivo, sendo assim 
uma competência difícil de ser imitada pelos concorrentes. O Quadro 12 resume a 
classificação das competências organizacionais. 
 
COMPETÊNCIAS ORGANIZACIONAIS 
BÁSICAS SELETIVAS ESSENCIAIS 
Capacidade de relacionamento com 
clientes Capacidade de treinar 
colaboradores adequadamente 
Capacidade de estimular um 
ambiente de criação e inovação Capacidade de alocar recursos 
e capacidades adequados para 
cada atividade 
Capacidade de adaptar a política de 
preços de acordo com a demanda 
Capacidade de desenvolver e 
fortalecer soluções 
diferenciadas em coleta e 
análise de dados 
Quadro 12: Competências Organizacionais básicas, seletivas e essenciais 
Fonte: Resultados da Pesquisa 
 
 
 
80 
4.2.4 Mapeamento das Competências Funcionais: a Identificação da Articulação e 
das Contribuições das Áreas da ABC Ltda. 
 
As competências funcionais surgem como uma categoria intermediária de 
competências, que se encontra entre as competências organizacionais e as 
competências individuais (WOOD JR e PICARELLI7, 1999 apud RUAS, 2005). Uma 
forma de se enxergar mais claramente as competências funcionais talvez seja 
imaginando o que deve ser feito e quem deve fazer, na organização, para gerar 
demanda, gerar oferta e dar suporte. Ruas (2005) afirma que 
 
as competências funcionais parecem ser uma das instâncias mais 
adequadas para que se possa avaliar a aderência da noção estratégica de 
competência (organizacional) às práticas de trabalho em cada uma de suas 
áreas, ou seja, se as diretrizes expressas nas competências organizacionais 
estão incorporadas ou não aos artefatos operacionais da organização. 
 
Para Ruas (2009b, p.5) \u201cmapear competências funcionais torna-se uma tarefa 
muito complexa, já que envolver lidar com elementos tangíveis e intangíveis de 
diferentes naturezas\u201d. Por esta razão o autor, querendo reduzir a complexidade 
desta fase, mas ao mesmo tempo manter o objetivo de articular a relação entre as 
capacidades da organização, as de suas áreas ou funções e as de suas pessoas; 
desenvolveu o conceito de Contribuições de Áreas (CtAs). Estas representam as 
\u201centregas\u201d que cada área ou função deve aportar para a organização a fim de 
sustentar as Competências Organizacionais e com isso contribuir para o 
desempenho estratégico. 
 
 
4.2.4.1 Identificação da Articulação entre as Áreas 
 
Pelo fato da ABC Ltda. ser uma pequena empresa, várias funções e 
atividades dependerem de mais de uma área, e todos os gestores interagem com 
todas as áreas. Logo, não seria surpresa que a maioria das áreas tivessem 
participação em todas as Competências Organizacionais. O Gerente administrativo-
financeiro, por exemplo, revela que: 
 
7
 WOOD JR, T.; PICARELLI, V. F. Remuneração por Habilidades e por Competências. São Paulo: Atlas, 1999, apud RUAS, 
R. L. Observações acerca do Conceito, Natureza e Aplicação da Noção de Competências nas Empresas. Parte 1. 
 
 
81 
 
\u201cInterajo com todas as outras áreas, não tem mais com uma ou 
com outra [...] com o comercial, tem a questão de vendas que é 
diretamente relacionado com o financeiro: a identificação de 
pagamentos, o histórico e o perfil de cliente. Já na área técnica, 
interagimos sobre licenciamento do software\u201d. 
 
Frente a esta realidade, consideramos que todas as áreas da empresa são 
relevantes na análise das Competências Organizacionais, pois cada gestor tem 
responsabilidades distintas que, todavia, se encontram em determinados pontos 
comuns. Algumas responsabilidades, como por exemplo, o prazo de atendimento ao 
cliente, são compartilhadas pelos setores \u2018Comercial\u2019 e \u2018Técnico\u2019. Assim, com base 
na análise das respostas dos gestores da empresa às perguntas \u201cquais as suas 
principais atividades e responsabilidades?\u201d, \u201cquais os cargos/funções e 
departamentos com os quais interage para conseguir realizar o seu trabalho?\u201d e 
\u201cquais os desafios enfrentados em seu dia-a-dia\u201d, pôde-se chegar às seguintes 
articulações entre as áreas da empresa relacionadas com as Competências 
Organizacionais, dispostas no Quadro 13. 
 
ÁREA RELEVANTE COMPETÊNCIAS ORGANIZACIONAIS 
COMERCIAL COMUNICAÇÃO TÉCNICO ADM-FINANCEIRO 
Capacidade de treinar colaboradores 
adequadamente X X 
Capacidade de relacionamento com clientes X X X 
Capacidade de estimular um ambiente de criação 
e inovação X X 
Capacidade de desenvolver e fortalecer soluções 
diferenciadas em coleta e análise de dados X 
Capacidade de adaptar a política de preços de 
acordo com a demanda X X X 
Capacidade de alocar recursos e capacidades 
adequados para cada atividade X X 
Quadro 13: Articulação entre as áreas e as Competências Organizacionais 
Fonte: Resultados da Pesquisa 
 
Analisando o Quadro 13 é possível verificar que a \u201cCapacidade de 
desenvolver e fortalecer soluções diferenciadas em coleta e análise de dados\u201d, única 
Competência Essencial da empresa é atribuída exclusivamente ao setor \u2018Técnico\u2019, 
que usualmente é o setor mais robusto em uma MPE de software, sendo este 
apoiado pelos demais setores. Contudo, se imagina que este resultado não seja 
 
 
82 
fruto unicamente deste papel tradicional e pioneiro da parte técnica, mas sim se dê 
em razão desta área representar fundamentalmente o core da empresa de software. 
Prahalad e Hamel (1990) entendem que estas Competências Essenciais 
podem constituir a base da ação estratégica interna e externa da empresa, 
atendendo às capacidades dinâmicas (TEECE e PISANO, 1997) que exigem o que 
está na Missão da ABC Ltda., ou seja, que a empresa, por meio da área \u2018Técnica\u2019, 
ofereça \u201csoluções inovadoras de tecnologia e de método em coleta e análise de 
dados (core da ABC Ltda.), propiciando serviços, capacitação, autonomia e 
melhores condições de tomada de decisão nas organizações\u201d. 
 A \u201cCapacidade de treinar colaboradores adequadamente\u201d é atribuída