Aula 01 Microscopia
50 pág.

Aula 01 Microscopia


DisciplinaBiologia Celular25.545 materiais864.143 seguidores
Pré-visualização1 página
Prof.: Alvaro 
Biologia Celular 
MICROSCOPIA 
Teoria celular 
\u2022 Todo ser vivo é 
composto por 
células. 
 
\u2022 Nível básico de 
classificação 
dos seres vivos. 
\u2022 Estas células podem 
ser MUITO diferentes 
\u2022 Forma 
\u2022 Tamanho 
\u2022 Função 
\u2022 Diversidade química 
\u2022 Como é que você sabe que são diferentes? 
VENDO 
CÉLULAS 
\u2022 Olho nu 
\u2022 Lupa 
\u2022 Microscópio 
óptico 
\u2022 Microscópio 
Eletrônico 
O que podemos ver? 
Ampliação das imagens 
Microscópio de Hooke Secção de cortiça observada 
\u201c...pude perceber claramente que toda a cortiça era perfurada e porosa, assemelhando-se a um 
favo de mel... esses poros ou células não eram muito profundos e eram semelhantes a um 
grande número de pequenas caixas... Esta observação microscópica da textura da cortiça \u2013 que 
eu creio ter sido a primeira porque não há nada escrito por outra pessoa que o tenha 
mencionado \u2013 dão uma razão inteligível dos fenómenos que se dão na cortiça, por exemplo, a 
sua extrema ligeireza.\u201d (Hooke, 1665) 
Lupa ou microscópio estereoscópico 
Face abaxial do limbo foliar, visualizada 
sob microscópio estereoscópio (40X) 
Gânglio celiacomesentérico 
(C1), sob microscópio 
estereoscópico (6 X). 
Soros de uma samambaia 
Triatoma infestans 
(Barbeiro) 
Microscópio óptico 
Aumento de até 2000X 
A B C 
A \u2013 Mesófilo B \u2013 Neutrófilos e Hemácias C \u2013 Estômato 
 
D \u2013 T. cruzi E \u2013 Euglena sp. F \u2013 Giardia lamblia 
D E F 
Óleo de imersão 
Microscópio Óptico de Contraste de 
Fase 
Atraso no comprimento de onda 
Microscópio Óptico de Contraste 
Interferencial 
Imagem desmembrada em duas \u2013 3D 
Microscópio óptico invertido 
Microscópio Óptico de Fluorescência 
Corantes especiais são excitados pela luz ultravioleta 
Imunofluerescência 
Fluorescência comum 
Fluorescência confocal a 
laser 
\u2022 Vilosidades intestinais 
Com o microscópio confocal é 
possível gerar imagens 3D 
Lepidozia reptans com ampliação de 20 
vezes em uma montagem com 
microscopia confocal 
Larva Chrysopa sp. com 
ampliação de 20 vezes 
usando o método confocal 
Uma cabeça de formiga ampliada dez 
vezes usando o método confocal com 
autofluorescência. 
Uma folha de grama ampliada 200 
vezes, que usou reconstrução confocal 
e autofluorescência. 
Porque vemos objetos menores 
em microscopia eletrônica? 
\u2022 LUZ 
\u2022 Elétrons 
Microscópio Eletrônico de 
transmissão 
Tela de observação 
Painel de controle 
Fonte dos elétrons 
Inserção das amostras 
Câmera 
Formação da imagem 
1 
Elétrons do feixe 
Átomos da 
amostra 
2 3 
1. Não desviado 
2. Desvio elástico 
3. Desvio inelástico 
Tela fluorescente 
O feixe de elétrons interage com átomos da amostra 
Microscópio Eletrônico de Varredura 
Fonte de elétrons 
Detector de elétrons 
Suporte de amostra 
 
Resumindo 
 ÓPTICO TRANSMISSÃO VARREDURA 
PROBLEMAS A RESOLVER 
\u2022 Crescimento 
\u2022 Respiração 
\u2022 Obtenção e distribuição de nutrientes 
\u2022 Eliminação de excretas 
\u2022 Defesa 
\u2022 Coordenação 
\u2022 Trocas de calor 
 
Superfície Relativa 
Superfície Relativa 
Superfície Relativa 
Superfície Relativa 
Barra ou Cubos de Gelo 
Superfície Relativa 
Bife ou Peça de Carne 
Superfície Relativa 
Poça ou Lagoa 
Superfície Relativa 
Microvilosidades Intestinais: 
Absorção de alimentos 
Superfície Relativa 
Microvilosidades Intestinais: 
Absorção de alimentos 
Superfície Relativa 
Microvilosidades Intestinais: 
Absorção de alimentos 
Superfície Relativa 
Alvéolos 
Superfície Relativa 
Brânquias 
Superfície Relativa 
Brânquias 
Superfície Relativa 
Ectotermia 
Visão Geral da Célula