Código de Processo Civil Anotado - OAB Paraná
2021 pág.

Código de Processo Civil Anotado - OAB Paraná


DisciplinaDireito Processual Civil I45.630 materiais803.041 seguidores
Pré-visualização50 páginas
condenará o vencido a pagar ao vencedor 
as despesas que antecipou e os honorários advocatícios. Esta 
verba honorária será devida, também, nos casos em que o ad-
vogado funcionar em causa própria. 
Artigo 19Kleber Cazzaro
83
§ 1º O juiz, ao decidir qualquer incidente ou recurso, condenará 
nas despesas o vencido. 
§ 2º As despesas abrangem não só às custas dos atos do pro-
cesso, como também a indenização de viagem, diária de teste-
munha e remuneração do assistente técnico. 
§ 3º Os honorários serão fixados entre o mínimo de dez por cen-
to (10%) e o máximo de vinte por cento (20%) sobre o valor da 
condenação, atendidos: 
a) o grau de zelo do profissional; 
b) o lugar de prestação do serviço; 
c) a natureza e importância da causa, o trabalho realizado pelo 
advogado e o tempo exigido para o seu serviço. 
§ 4º Nas causas de pequeno valor, nas de valor inestimável, 
naquelas em que não houver condenação ou for vencida a Fa-
zenda Pública, e nas execuções, embargadas ou não, os ho-
norários serão fixados consoante apreciação eqüitativa do juiz, 
atendidas as normas das alíneas a, b e c do parágrafo anterior.
§ 5º Nas ações de indenização por ato ilícito contra pessoa, o 
valor da condenação será a soma das prestações vencidas com 
o capital necessário a produzir a renda correspondente às pres-
tações vincendas (art. 602), podendo estas ser pagas, também 
mensalmente, na forma do § 2º do referido art. 602, inclusive em 
consignação na folha de pagamentos do devedor. 
AUTOR
Kleber Cazzaro
Artigo 20Kleber Cazzaro
84
I. Crítica à prática
Critica-se a praxe que é adotada com regularidade pelos juízes. A de fixar os 
honorários sucumbenciais, nas sentenças condenatórias, em percentual sobre o 
valor da causa respectivamente julgada. Esta crítica vale porque se trata de cri-
tério que não está previsto dentro do sistema sucumbencial do CPC. Ou se fixa 
com base no valor da condenação, ou segue-se as regras de exceção, donde 
devem se valer da equidade. Nunca tomando-se por base o valor conferido a 
cada ação. Mas sim o resultado do julgamento dela. 
II. Critérios para decisões condenatórias
Na fixação dos honorários o juiz tem o dever de assiná-los sem se pautar pela 
fama do advogado. A remuneração deve ser arbitrada pelo cuidado e estudo 
revelados no processo e despendidos pelo advogado; o lugar onde houve a pre-
stação do serviço; se foi grande ou pequeno o tempo gasto desde a construção 
e o ajuizamento da causa, até sua finalização e entrega da prestação jurisdi-
cional para a parte respectiva. A relevância, importância e consequência disso 
tudo. Não há óbice, por exemplo, de que se fixe verba sucumbencial proporcio-
nal ao tamanho do serviço prestado pelos advogados que atuaram na causa, 
quando forem diversos que por ela passaram, e cada qual exerceu atividade em 
maior ou menor grau e/ou complexidade técnica.
III. Honorários do Advogado \u2013 EOAB
Os honorários incluídos na condenação, por arbitramento ou sucumbência, per-
tencem ao advogado, tendo este direito autônomo para executar a sentença 
nesta parte. Pode, inclusive, requerer que o precatório, quando necessário, seja 
expedido em seu favor. A condenação em honorários em ação judicial indepen-
de de pedido prévio explícito.
Súmula nº 185 do STF: \u201cEm processo de reajustamento pecuário, não respon-
de a união pelos honorários do advogado do credor ou do devedor\u201d.
Súmula nº 234 do STF: \u201cSão devidos honorários de advogado em ação de aci-
dente do trabalho julgada procedente\u201d
Súmula nº 256 do STF: \u201cÉ dispensável pedido expresso para condenação do 
réu em honorários, com fundamento nos arts. 63 ou 64 do Código de Processo 
Civil\u201d.
Súmula nº 257 do STF: \u201cSão cabíveis honorários de advogado na ação regres-
siva do segurador contra o causador do dano\u201d.
Súmula nº 389 do STF: \u201cSalvo limite legal, a fixação de honorários de advoga-
do, em complemento da condenação, depende das circunstâncias da causa, 
não dando lugar a recurso extraordinário\u201d.
Artigo 20Kleber Cazzaro
85
Súmula nº 450 do STF: \u201cSão devidos honorários de advogado sempre que 
vencedor o beneficiário de justiça gratuita\u201d.
Súmula nº 512 do STF: \u201cNão cabe condenação em honorários de advogado na 
ação de mandado de segurança\u201d.
Súmula nº 616 do STF: \u201cÉ permitida a cumulação da multa contratual com os 
honorários de advogado, após o advento do código de processo civil vigente\u201d.
Súmula nº 617 do STF: \u201cA base de cálculo dos honorários de advogado em 
desapropriação é a diferença entre a oferta e a indenização, corrigidas ambas 
monetariamente\u201d.
Súmula nº 14 do STJ: \u201cArbitrados os honorários advocatícios em percentual 
sobre o valor da causa, a correção monetária incide a partir do respectivo ajuiz-
amento\u201d.
Súmula nº 105 do STJ: \u201cNa ação de mandado de segurança não se admite 
condenação em honorários advocatícios\u201d.
Súmula nº 110 do STJ: \u201cIsenção do pagamento de honorários advocatícios, nas 
ações acidentarias, e restrita ao segurado\u201d
Súmula nº 111 do STJ: \u201cOs honorários advocatícios, nas ações previdenciárias, 
não incidem sobre as prestações vencidas após a sentença\u201d.
Súmula nº 131 do STJ: \u201cnas ações de desapropriação incluem-se no calculo da 
verba advocatícia as parcelas relativas aos juros compensatórios e moratórios, 
devidamente corrigidas\u201d.
Súmula nº 141 do STJ: \u201cOs honorários de advogado em desapropriação direta 
são calculados sobre a diferença entre a indenização e a oferta, corrigidas mo-
netariamente\u201d.
Súmula nº 153 do STJ: \u201cA desistência da execução fiscal, apos o oferecimento 
dos embargos, não exime o exequente dos encargos da sucumbência\u201d.
Súmula nº 201 do STJ: \u201cOs honorários advocatícios não podem ser fixados em 
salários-mínimos\u201d.
Súmula nº 306 do STJ: \u201cOs honorários advocatícios devem ser compensados 
quando houver sucumbência recíproca, assegurado o direito autônomo do ad-
vogado à execução do saldo sem excluir a legitimidade da própria parte\u201d.
Súmula nº 325 do STJ: \u201cA remessa oficial devolve ao Tribunal o reexame de to-
das as parcelas da condenação suportadas pela Fazenda Pública, inclusive dos 
honorários de advogado\u201d.
Artigo 20Kleber Cazzaro
86
Súmula nº 345 do STJ: \u201cSão devidos honorários advocatícios pela Fazenda 
Pública nas execuções individuais de sentença proferida em ações coletivas, 
ainda que não embargadas\u201d.
Súmula nº 421 do STJ: \u201cOs honorários advocatícios não são devidos à Defen-
soria Pública quando ela atua contra a pessoa jurídica de direito público à qual 
pertença\u201d.
Súmula nº 453 do STJ: \u201eOs honorários sucumbenciais, quando omitidos em 
decisão transitada em julgado, não podem ser cobrados em execução ou em 
ação própria\u201d
Súmula nº 488 do STJ: \u201cO § 2º do art. 6º da Lei n. 9.469/1997, que obriga à 
repartição dos honorários advocatícios, é inaplicável a acordos ou transações 
celebrados em data anterior à sua vigência\u201d.
JULGADOS 
Fixação dos Honorários Advocatícios
\u201cA fixação de verba honorária não deve provocar enriquecimento desproporcio-
nal tampouco pode aviltar a atividade advocatícia\u201d. (STJ. 2T. REsp 1349013/DF. 
Rel. Min. Castro Meira. J. 02/05/2013)
\u201cNa fixação dos honorários, quando vencida a Fazenda Pública, pode ser ado-
tado como base de cálculo o valor dado à causa ou à condenação, nos termos 
do art. 20, § 4º, do CPC\u201d. (STJ. 2T. AgRg no AREsp 177.642/SP. Rel. Min. Mauro 
Campbell Marques. J. 11/12/2012)
\u201cVencida ou vencedora a Fazenda Pública, a fixação dos honorários advocatí-
cios não está adstrita aos limites percentuais de 10% e 20%, podendo ser ado-
tado como base de cálculo o valor dado à causa ou à condenação, nos termos 
do art. 20, § 4º, do CPC, ou mesmo uma quantia fixa, segundo o critério de 
equidade\u201d (STJ. 2T. REsp 1351655/SP. Rel. Min. Herman Benjamin. J. 04/12/2012)
\u201cO fato de o precatório ter sido expedido em nome da parte não repercute na 
disponibilidade do crédito referente