Código de Processo Civil Anotado - OAB Paraná
2021 pág.

Código de Processo Civil Anotado - OAB Paraná


DisciplinaDireito Processual Civil I45.863 materiais807.986 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Público, ou iniciada de ofí-
cio pelo juiz, tudo será pago no final, observando a mesma regra de interesse e 
benefício ditada no artigo. 
II. Controvérsia no curso da ação
Instalando-se controvérsia ao longo do procedimento, instala-se, daí, a resistên-
cia e o contraditório. Por conseguinte, tal fato exigirá, ao final, a aplicação das re-
gras tradicionais da responsabilidade pelas despesas processuais e honorários 
advocatícios. Haverá, pois, um vencedor e um vencido e aquele que resistiu 
indevidamente deve arcar com as despesas relativas a isso. 
JULGADOS 
Jurisdição voluntária
\u201cProcesso de jurisdição voluntária. Entre as despesas rateadas, em processo de 
jurisdição voluntária, não se incluem os honorários de advogados dos interessa-
dos\u201d.(STJ. 4T. REsp 44.136/SP. Rel. Min. Dias Trindade. J. 22/03/1994).
\u201cNão há condenação em honorários advocatícios na retificação de registro quan-
do inexistente litígio, uma vez que não se pode falar em vencido e vencedor\u201d. 
(STJ. 3T. REsp 85308/MG. Rel. Min. Eduardo Ribeiro. J. 19/11/1998). 
\u201cJurisdição voluntária. Alienação de coisa comum. Falta de oposição dos inte-
ressados. Não há lugar para condenação em honorários, devendo proceder-se 
ao rateio das despesas\u201d. (STJ. 3T. REsp 94.366/RS. Rel. Min. Eduardo Ribeiro. 
J. 28/04/1998)
\u201cDenotado pelas instâncias ordinárias ter sido o pedido de retificação de re-
Artigo 23Kleber Cazzaro
Art. 24. Nos procedimentos de jurisdição voluntária, as despe-
sas serão adiantadas pelo requerente, mas rateadas entre os 
interessados.
AUTOR
Kleber Cazzaro
94
gistro imobiliário processado pelo rito de jurisdição voluntária e não pelas vias 
ordinárias, a impugnação do pleito por um dos confinantes não tem força ba-
stante, por si só, para configurar resistência, a ponto de evidenciar uma lide. 
Despesas processuais que deverão ser repartidas entre os interessados, nos 
termos do art. 24 do CPC. Cada um arcará com os honorários advocatícios de 
seus respectivos patronos.\u201d (STJ. 4T. REsp 276.069/SP. Rel. Min. Fernando Gon-
çalves. J. 08/03/2005)
Ônus de sucumbência em processo de jurisdição voluntária
\u201cExtinção do processo em 1º grau, ante o advento da emenda constitucional 
nº 62/09, que causou o perecimento do interesse de agir da parte autora. Ho-
norários de sucumbência. Aplicação da regra do art. 24 do CPC. Jurisdição 
voluntária. Cada parte (interessado) deve arcar com os honorários de seu advo-
gado\u201d. (TJPR. 5CC. AC 923549-8. Rel. Rogério Ribas. J. 31.07.2012)
\u201cAlvará Judicial. Condenação da requerente aos ônus de sucumbência. Impossi-
bilidade. Inventariante que exerce mero ato de administração do espólio. Desca-
bimento de honorários advocatícios nos procedimentos de jurisdição voluntária 
inexistência de litigiosidade custas a serem suportadas pelo espólio\u201d. (TJPR. 
12CC. AC 753324-6. Rel.: José Cichocki Neto. J. 09.11.2011)
\u201cHomologação de cessão de crédito de precatório. Tendo sido extinto o pedido 
de homologação de cessão de crédito por falta de interesse processual super-
veniente, não há falar-se em condenação do Apelado ao pagamento dos ho-
norários advocatícios, por ausência de sucumbência. Considerando que, tanto 
o Apelante quanto o Apelado deram causa à instauração deste procedimento, 
com fulcro no princípio da causalidade, cada um deverá pagar a metade das 
custas processuais\u201d. (TJPR. \u2013 5CC. Ap Civel 0875758-8. Rel. Leonel Cunha. J. 
24/04/2012)
I. Juízo divisório
Refere-se a processos que servem para promover a extinção da comunhão de 
imóvel entre múltiplos interessados, ou, ao revés, fixar os limites de cada um 
sobre ele. O objetivo é por fim à situação de condomínio que há entre os interes-
sados requerentes do pedido, adequando-se cada um no que é seu ou no que 
se ajustaram entre si. 
Artigo 24Kleber Cazzaro
Art. 25. Nos juízos divisórios, não havendo litígio, os interessados 
pagarão as despesas proporcionalmente aos seus quinhões.
AUTOR
Kleber Cazzaro
95
II. Tipos
a) Ação demarcatória: cabe ao proprietário para obriga o seu confiante a es-
tremar os respectivos prédios, fixando-se novos limites entre eles ou aviventan-
do-se os já apagados. (CPC, arts. 950 a 966); b) Ação divisória: compete ao 
condômino para obrigar os demais consortes a partilhar a coisa comum. (CPC, 
arts. 967 a 981 e CC, art. 1320); c) Ação discriminatória: ação de exclusiva 
competência do Poder Público Federal ou Estadual de promover a identificação 
e a separação das terras devolutas, das terras de propriedade particular, já titu-
ladas e estremadas do domínio público. Serve para afastar a incerteza jurídica 
do domínio público ou particular de terras; d) Ação de partilha: objetiva encer-
rar condomínio originado por sucessão hereditária. 
III. Proporcionalidade das despesas x sucumbência
O rateio das despesas proporcionalmente aos quinhões dos envolvidos no pro-
cedimento ocorrerá apenas quando não houver resistência dentro deles. Haven-
do litígio, segue a regra do artigo 20 do CPC, arcando o vencido com a verba 
sucumbencial tradicional. E isso ocorrerá sempre na primeira fase. Na fase 
sequêncial, que servirá apenas para os trabalhos divisórios propriamente ditos, 
as despesas relativas a isso serão sempre rateadas entre os envolvidos e na 
medida do quinhão de cada um dentro do bem discutido. 
JULGADOS 
Sucumbência em ação de divisão de terras
\u201cPara os efeitos do princípio do sucumbimento, a ação de divisão de terras per-
tence à espécie daquelas em que não há condenação, podendo o juiz fixar a 
verba de honorários, segundo apreciação equitativa\u201d. (STF. Pleno. ERE. 92.064/
SP. Rel. Min. Alfredo Buzaid. J. 09.03.1983) 
\u201cAção de divisão. Não fere o art. 20 do CPC a sentença que (confirmada pelo 
acórdão), julgando procedente a ação, deixa a fixação dos honorários para a 
segunda fase\u201d. (STJ. 3T. REsp 119826/PR. Rel. Min. Nilson Naves. J. 24/11/1997)
\u201cO Superior Tribunal de Justiça, ao interpretar o artigo 23 do Código de Proces-
so Civil, vem entendendo ser inaplicável, em honorários advocatícios, o princípio 
da solidariedade, salvo se expressamente consignado na sentença exequenda, 
que restou irrecorrida\u201d. (STJ. 3T. REsp 489.369/PR. Rel. Min. Castro Filho. J. 
01/03/2005)
\u201cAção discriminatória. Sentença que condena os réus ao pagamento solidário 
das custas e honorários advocatícios. Entendimento do STJ que obsta a con-
denação solidária, haja vista o disposto no artigo 23, CPC. Condenação que 
deve ser rateada de forma igualitária entre os réus\u201d. (TJPR. 4CC. AC 950095-2. 
Rel. Maria Aparecida Blanco de Lima. J. 09.04.2013)
Artigo 25Kleber Cazzaro
96
Reintegração. Área comum, nos fundos de prédio, utilizada exclusivamente pelos 
proprietários dos apartamentos térreos. Litígio instaurado a partir da demolição 
de muro, que resultou em ofensa a posse exercida há décadas, sem oposição 
dos demais condôminos. Ocupação que não corresponde a mera tolerância. 
Esbulho caracterizado. Honorários devidos. (TJPR. 17CC. AC 347437-3. Rel. Os-
valdo Nallim Duarte. J. 15.02.2012)
Ação demarcatória. Ônus do pagamento dos honorários periciais. Pretensão 
de partilha e responsabilização do réu, cujos quesitos formulados oneraram a 
perícia. Prova requerida por ambas as partes. Interesse mútuo evidenciado. De-
terminação de rateio do valor das despesas da prova pericial. (TJPR. 17CC. AI 
411988-4. Rel. Fernando Vidal de Oliveira. J. 08.08.2007)
I. Princípio da causalidade: 
1.1. Se acontecer antes de ter ocorrido a citação, a parte autora desistente 
apenas custeará as despesas tradicionais do processo. Não haverá responsa-
bilidade com honorários porque até então a parte adversária não foi chamada 
para compor a lide. Por conseguinte, esta não precisa anuir ao pedido do autor. 
(CPC, 267, § 4º). 1.2. Situação diversa acontece quando ocorre desistência en-
tre o momento em que a parte ré recebe a citação e o seu comparecimento