Código de Processo Civil Anotado - OAB Paraná
2021 pág.

Código de Processo Civil Anotado - OAB Paraná


DisciplinaDireito Processual Civil I45.895 materiais808.667 seguidores
Pré-visualização50 páginas
e 7/STJ. 4. Agravante não trouxe nenhum argumento capaz de modificar 
a conclusão do julgado, o qual se mantém por seus próprios fundamentos. 5. 
Agravo regimental não provido.\u201d 
(STJ, AgRg no REsp 996033, Terceira Turma, Rel. Min. Ricardo Villas Boas Cue-
va, Julg. 04/12/2012, Pub., DJe 11/12/2012). 
I \u2013 Aceitação do assistente simples para intervir no processo: 
Qualquer das partes pode alegar que o terceiro não possui interesse jurídico 
Artigo 50Maria de Lourdes Viégas Georg
Art. 51. Não havendo impugnação dentro de 5 (cinco) dias, o 
pedido do assistente será deferido. Se qualquer das partes ale-
gar, no entanto, que falece ao assistente interesse jurídico para 
intervir a bem do assistido, o juiz:
I \u2013 determinará, sem suspensão do processo, o desentranha-
mento da petição e da impugnação, a fim de serem autuadas 
em apenso;
II \u2013 autorizará a produção de provas;
III \u2013 decidirá, dentro de 5 (cinco) dias, o incidente.
AUTOR
Maria de Lourdes Viégas Georg
146
para ingressar na demanda como assistente, no prazo preclusivo de 5 (cinco) 
dias. Do mesmo modo, o juiz, de ofício, controlará a admissibilidade da partici-
pação do terceiro, indeferindo seu ingresso se não houver o interesse jurídico do 
assistente. Não havendo impugnação o juiz acolherá o pedido do terceiro para 
intervir como assistente. 
II \u2013 Procedimento da impugnação: 
Havendo impugnação o juiz determinará, sem que o processo seja suspenso, a 
abertura de autos em apenso, determinando a juntada do requerimento do ter-
ceiro e a impugnação, autorizando a produção de provas. Produzidas as provas 
ou não, o juiz decidirá o incidente no prazo de 5 (cinco) dias. O prazo do juiz é 
prazo impróprio, inexistindo para ele a preclusão temporal. 
III \u2013 Natureza jurídica do ato judicial que defere e que indefere o pedido de 
assistência: O ato judicial que acolhe o pedido de assistência é uma decisão 
interlocutória, atacada pelo agravo em sua modalidade legal, ou seja, pela mo-
dalidade de retenção. Do mesmo modo, a decisão que não aceita a assistência 
também é uma decisão interlocutória, entretanto, ao contrário da decisão que 
acolhe a assistência, o recurso cabível é o recurso de agravo pela modalidade 
de instrumento pois o terceiro não teria como reiterar o agravo retido nas razões 
ou contrarrazões de apelação já que não participaria do processo. Tal entendi-
mento não é pacífico tendo o Superior Tribunal de Justiça já decidido no sentido 
de que a decisão proferida em relação ao pedido de assistência é mero despa-
cho, sendo, portanto, irrecorrível.
JULGADOS 
Assistência da OAB/PR
1.\u201dPROCESSUAL CIVIL. ASSISTÊNCIA. OAB/PR. AGRAVO DE INSTRUMENTO 
INTERPOSTO POR \u2018ADVOGADO EMPREGADO\u2019, OBJETIVANDO A PERCEPÇÃO 
DE HONORÁRIOS CONSIDERADOS DEVIDOS À SOCIEDADE DE ECONOMIA 
MISTA EMPREGADORA. ARTIGO 4º, DA LEI 9.527/97. INTERESSE JURÍDICO. 
NÃO CARACTERIZAÇÃO. ARTIGO 51, DO CPC. AUSÊNCIA DE IMPUGNAÇÃO. 
PRINCPIO DO LIVRE CONVENCIMENTO DO JUIZ.\u201d 
(STJ, REsp 821.586, Primeira Turma, Rel. Ministro Luiz Fux, Julg. 07/10/2008).
Irrecorribilidade em face de despacho
2.\u201dPROCESSUAL CIVIL. DESPACHO DE QUE INDEFERE PARTICIPAÇÃO COMO 
ASSISTENTE. AUSÊNCIA DE CONTEÚDO DECISÓRIO. IRRECORRIBILIDADE. 
ART. 504 DO CPC. AGRAVO INTERNO NÃO CONHECIDO.I \u2013 Nos termos do art. 
162, §§ 2º e 3º do Código de Processo Civil, \u2018decisão interlocutória e ato pelo 
qual o juiz, no curso do processo, resolve questão incidente\u2019 e \u2018são despachos 
todos os demais atos do juiz praticados no processo, de ofício ou a requerimento 
da parte, a cujo respeito a lei não estabelece outra forma\u2019. A diferenciação está 
na existência, ou não, de conteúdo decisório, bem como do gravame. Enquanto 
a decisão interlocutória possui conteúdo decisório, podendo trazer prejuízos a 
Artigo 51Maria de Lourdes Viégas Georg
147
uma das partes, os despachos são pronunciamentos meramente ordinatórios, 
sem solucionar controvérsias, visando a impulsionar o andamento do processo.
II \u2013 Nos termos do art. 504 do Código de Processo Civil, não é cabível recurso 
algum dos despachos de mero expediente. In casu, o despacho que indeferiu o 
pedido de participação no feito como assistente não possui qualquer conteúdo 
decisório, não causando gravame ao ora agravante, motivo pelo qual não pode-
ria ter sido desafiado pelo presente agravo. III \u2013 Agravo interno não conhecido.\u201d 
(STJ, AgRg no REsp 769.733, Quinta Turma, Rel. Min. Gilson Dipp, Julg. 
11/10/2005).
I \u2013 Poderes e ônus do assistente:
 
Possui os mesmos poderes e os mesmos ônus do assistido, tendo sua atividade 
processual subordinada ao do assistido não podendo praticar atos contrários à 
vontade daquele. Havendo omissão do assistido, o assistente poderá supri-la, 
desde que não aja contra a vontade do assistido. Em outras palavras, o assi-
stente poderá recorrer de uma decisão, ainda que o assistido não o faça. Entre-
tanto, se o assistido expressamente renunciou ao direito de recorrer o assistente 
não poderá interpor recurso. Ao lado dos poderes do assistente, há também, 
proibições. O assistente está proibido de praticar atos que digam respeito à lide 
entre as partes, como, exemplificativamente, desistir da ação; modificar a causa 
de pedir; aditar a inicial ou a contestação da parte assistida. 
II \u2013 Revelia do assistido: 
 
Caso o assistente do réu apresente contestação será considerado seu gestor de 
negócios no processo. A contestação do assistente deve ser protocolizada no 
prazo da defesa (antes, portanto, da revelia) e elide os efeitos da revelia. Se o 
assistente ingressa no processo após a revelia do assistido, sua intervenção não 
elide os efeitos dos revelia. Ingressando no processo o revel, cessa a gestão de 
negócios e o assistente passa a agir como coadjuvante da parte assistida. 
Artigo 51Maria de Lourdes Viégas Georg
Art. 52. O assistente atuará como auxiliar da parte principal, 
exercerá os mesmos poderes e sujeitar-se-á aos mesmos ônus 
processuais que o assistido.
Parágrafo único. Sendo revel o assistido, o assistente será con-
siderado seu gestor de negócios.
AUTOR
Maria de Lourdes Viégas Georg
148
JULGADOS 
1.\u201dPROCESSUAL CIVIL. ASSISTÊNCIA SIMPLES. INTERPOSIÇÃO DE RECURSO. 
POSSIBILIDADE. INTELIGÊNCIA DO ART.52, CPC. A regra inserta no art. 52 do 
CPC é expressa no sentido de que o assistente simples é auxiliar da parte prin-
cipal, possuindo os mesmos poderes e sujeitando-se aos mesmos ônus pro-
cessuais, não podendo, todavia, praticar atos contrários à vontade do assistido. 
Segundo a melhor exegese deste preceito, pode o assistente interpor recurso, 
ainda que não o faça o assistido, desde que não haja por parte deste expressa 
manifestação em sentido contrário. Precedentes. Recurso especial conhecido e 
provido.\u201d 
(STJ, REsp 99123/PR, Sexta Turma, Rel. Min. Vicente Leal, Julg. 03/06/2002, 
Pub. 01/07/2002, p. 410).
Em sentido contrário; 
2.Ementa: \u201dPROCESSUAL CIVIL. RECURSO ESPECIAL. ASSISTENTE SIMPLES. 
ILGETIMIDADE RECURSAL NA AUSÊNCIA DE RECURSO DO ASSISTIDO. 1. Fa-
lece legitimidade recursal ao assistente simples quando a parte assistida desiste 
ou não interpõe o recurso especial.2.... 
(STJ, REsp 1056127/RJ, Segunda Turma, Rel. Min. Mauro Campbell Marques, 
Julg. 19/08/2008. Pub., DJe 16/9/2008). 
I \u2013 Caráter coadjuvante do assistente: 
A norma em exame ratifica a posição coadjuvante do assistente não impedindo 
que o assistido pratique todos os atos que imponham a disposição do direito 
material em disputa.
II \u2013 Cessação da assistência: 
Com o término do processo cessa a atividade do assistente. Caso o assistente 
morra não haverá a habilitação de seus herdeiros ou sucessores pois ele não é 
parte; caso faleça o assistido, o assistente continuará assistindo os herdeiros ou 
sucessores do assistido.
Artigo 52Maria de Lourdes Viégas Georg
Art. 53. A assistência não obsta a que a parte principal reconhe-