apontamentos
9 pág.

apontamentos


DisciplinaFundamentos da Economia16.389 materiais209.792 seguidores
Pré-visualização3 páginas
economia: Conjunto de atividades de uma determinada sociedade (país, região, zona económica, etc.) relacionadas com a produção e utilização de bens e serviços
Economia: ciência que explica os fenómenos da economia.
- Debruça-se sobre o estudo das atividades produtivas e das formas de utilização dos resultados dessas atividades
-Enquanto ciência social, preocupa-se com os comportamentos humanos associados às atividades produtivas e não propriamente as transformações técnicas e físicas que levam à transformação de matérias-primas em produtos finais
Microeconomia Vs Macroeconomia
Microeconomia - debruça-se sobre comportamentos individuais (ou de um reduzido número de entidades) relativamente à produção e utilização de bens.
-O que leva uma empresa a produzir determinada quantidade de um bem e não de outro?
-O que leva o consumidor a comprar determinado cabaz de bens e não outro?
Macroeconomia - debruça-se igualmente sobre a produção, mas preocupando-se com a totalidade da produção de bens e serviços de um país ou região. Foca-se no agregado
Foca-se no agregado ou somatório dos comportamentos individuais (consumidores, empresas, famílias, etc.) 
A atividade económica de uma dada sociedade resulta da agregação de comportamentos
Mas não se trata de uma mera multiplicação de comportamentos individuais
Da interação entre os indivíduos surgem fenómenos novos que não existiam quando se considerava os mesmos isoladamente
Exemplo: quantidade de moeda detida por um indivíduo vs. quantidade de moeda detida por todos os indivíduos
A Macroeconomia tem que explicar fenómenos que não existiam na Microeconomia 
Os fenómenos macroeconómicos têm dinâmicas próprias \u2013 é um corpo autónomo
A Macroeconomia procede a alguma abstração nos comportamentos individuais, procurando encontrar um comportamento-tipo comum a um grupo de indivíduos. 
Procede a uma \u201carrumação\u201d dos decisores económicos num pequeno conjunto de grupos - Agentes Económicos
Cada agente económico corresponde a uma série de indivíduos, entidades e/ou instituições para os quais é possível reconhecer uma certa homogeneidade de comportamentos.
Agentes Económicos
Famílias
 
Entidade de menor dimensão a partilhar um orçamento
Têm um papel duplo no sistema económico:
- Fornecem força de trabalho que permite produzir bens e serviços
- Consomem bens e serviços para satisfazer necessidades
- Por vezes também se inclui as Instituições sem Fins Lucrativos ao Serviço das famílias neste grupo. Ambos fazem parte do sector privado.
Empresas 
Unidades institucionais cuja principal função económica é a de produzir bens e serviços comercializáveis, ou seja que são transacionados em mercados. Fazem igualmente parte do sector privado.
Estado (Administrações Públicas)
 
Tem por missão a provisão de bens e serviços não comercializáveis, ou seja que não são passíveis de serem objeto de transação em mercados, e que satisfazem necessidades coletivas
Adicionalmente contribui para a justiça social através de políticas que visam a redistribuição de rendimento
As suas receitas provêm sobretudo de contribuições obrigatórias (impostos) por parte de quem gera rendimento e não de uma atividade produtiva
Faz parte do sector público.
Instituições Financeiras 
Funcionam como intermediários entre quem poupa e quem necessita de recursos financeiros para financiar a atividade produtiva. Fazem parte do sector privado.
Exterior (Resto do Mundo) 
Embora não sendo exatamente um agente económico por si, representa uma forma agregada de considerar todos os agentes económicos residentes em todas as localizações com as quais a economia doméstica estabelece relações
Deriva das relações comerciais e financeiras que os agentes económicos de um país estabelecem com os agentes económicos de outros países
A Macroeconomia parte dos comportamentos individuais, agregando os indivíduos num número restrito de grupos (agentes económicos) e procura estudar o comportamento-tipo desses grupos, sempre tendo em consideração que a construção social acrescenta novas relações que não existiam ao nível individua
Será que a macroeconomia tem uma aplicação geral, independentemente da sociedade em questão e do tempo?
Em geral os resultados da aplicação dos conceitos macroeconómicos têm aplicação num número significativo de casos, sendo capazes de albergar diversas realidades
Mas com o intuito de medirmos atividades de produção e suas utilizações temos que proceder a uma delimitação no espaço e no tempo: 
- Delimitação para um determinado país ou região (ex: Portugal, Zona Euro) 
- Medições num período de tempo específico (ex: ano, trimestre)
A Macroeconomia preocupa-se com a produção agregada de uma determinada economia e num determinado período- produção do país X no período Y
Existindo um preço de venda é relativamente fácil obter o valor da produção de cada entidade que compõe a economia:
Exemplo 1- Medição da produção:
A PTcar (Empresa que produz automóveis) compra todos os pneus que a Tyrex (empresa que produz pneus) produz para produzir automóveis que depois vende ao público.
Sabendo que no ano de 2015 o valor das produções da Tyrex foram \u20ac2.500 milhõese da PTcar \u20ac10.000 milhões, qual é o valor da produção agregada?
A PTcar utiliza os pneus que são produzidos pela Tyrex como um consumo intermédio logo temos que medir o valor acrescentado de cada entidade produtiva
\u2022Cálculo da produção agregada:
+ \u20ac2.500 Milhões - valor acrescentado pela Tyrex
+ \u20ac7.500 Milhões - valor acrescentado pela PTcar
\u20ac10.000 Milhões - produção agregada
Medição da produção
Valor Acrescentado Bruto (VAB)
Obtém-se deduzindo ao valor da produção da entidade, o valor das matérias-primas e produtos intermédios que esta utilizou para realizar tal produção. Corresponde aos rendimentos gerados pela entidade.
VAB = Salários + Rendas + Juros + Lucros
O valor acrescentado por uma entidade é igual à soma dos rendimentos por esta gerados.
Medição do PIB
Podemos então chegar ao valor do PIB* ao agregar as produções individuais: 
(1) PIB = \u2211 (Vendas finais) efetuadas pelo conjunto de entidades produtivas numa determinada área geográfica durante um período de tempo
(2) PIB = \u2211 (Valor acrescentado) gerado pelo conjunto das entidades produtivas numa determinada área geográfica durante um período de tempo
(3) PIB = \u2211 (Salários + Rendas + Juros + Lucros)gerados pelo conjunto de entidades produtivas numa determinada área geográfica durante um período de tempo
*aproximadamente, como mais à frente se perceberá.
Alguns problemas que surgem na medição do PIB:
Ao longo do tempo o PIB pode aumentar quer por (1) aumento da atividade económica real, quer por (2) aumento dos preços para a mesma atividade
Em comparações internacionais é preciso encontrar um denominador comum - utilização de paridade de poder de compra em vez de uma unidade monetária comum
Quanto maior o país maior a probabilidade de o PIB ser mais elevado, não significando isto melhor desempenho - utilização de PIB per capita.
Nem toda a atividade produzida é contabilizada pelo PIB (ex.: produção doméstica (economia informal), economia subterrânea, economia legal que tenta escapar ao pagamento de impostos, bens e serviços produzidos pelo Estado)
PIB esconde a distribuição da riqueza pelos diversos fatores.
PIB vs. RNB
PIB considera a localização da produção 
Mede o rendimento gerado (ou valor acrescentado) em determinada área geográfica (ex: país), quer por residentes quer por não residentes.
RNB (rendimento nacional bruto) atende à questão da propriedade 
Mede o rendimento gerado (ou valor acrescentado) por todos os fatores de produção que são propriedade dos residentes de um país, independentemente do local onde esses fatores estão a ser empregues. Inclui o rendimento (ou valor acrescentado) auferido no estrangeiro e repatriado pelos residentes.RNB = PIB + Rendimentos recebidos do exterior (de residentes) - Rendimentos pagos ao exterior (a não residentes)
Justin
Justin fez um comentário
Íncrivel.
0 aprovações
Carregar mais