Características das Escolas do Pensamento Estratégico
3 pág.

Características das Escolas do Pensamento Estratégico


DisciplinaGestão de Processos8.843 materiais178.862 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Professora: Luciene de Sousa
 Disciplina: Est
 
ESCOLAS DO PENSAMENTO ESTRATÉGICO
 
1) Escola do Design = 
concepção. Nesta escola são
Exemplo: Fazer análise do ambiente utilizando a ferramenta Matriz SWOT, a fim de avaliar 
os pontos fortes e fracos da situação interna e as ameaças e oportunidades da situação 
externa, para criar/gerar a base da estratégia da empresa
 
2) Escola do planejamento
formal, sustentado por técnicas, programas, planos
mais elaborada, com planos mais complexos e controles específicos.
Exemplo: As atividades de controle desenvolvidas pelo setor de Planejamento e Con
de Produção (PCP) de uma empresa. A partir de uma análise delas é possível verificar os 
pontos a melhorar na empresa, como por exemplo, melhorar a programação da produção 
de um setor químico com produção em bateladas.
 
3) Escola Posicionamento
passados e dos dados estatísticos, a fim de planejar o futuro
impulsionador desta escola, contribuindo com ferramentas como as "cinco forças de 
Porter". 
Exemplo: Fazer análise da atratividade/competitividad
forças de Porter referente ao negócio, a fim de analisar a rivalidade dos concorrentes, as 
ameaças de novos entrantes, a ameaça de produtos substitutos, o poder de barganha dos 
fornecedores e dos clientes. A partir da anális
estratégia competitiva para entrar ou manter
 
4) Escola Empreendedora
visionário. Este processo está na mente do líder, o empreendedor que tem uma visão de 
futuro da organização e um senso de direção a longo prazo
Exemplo: Pequenas empresas que são adminis
negócio são dependentes das 
concorrência. Por exemplo, um posto de combustível num bairro, para aumentar suas 
vendas ou manter seus clientes, o líder/empreendedor passa
Professora: Luciene de Sousa 
Disciplina: Estratégia Empresarial 
ESCOLAS DO PENSAMENTO ESTRATÉGICO - Principais características 
= Formação de estratégia é vista como um processo de 
são utilizados entendimentos da matriz SWOT. 
Fazer análise do ambiente utilizando a ferramenta Matriz SWOT, a fim de avaliar 
os pontos fortes e fracos da situação interna e as ameaças e oportunidades da situação 
externa, para criar/gerar a base da estratégia da empresa. 
do planejamento = a formação da estratégia é vista como um processo 
formal, sustentado por técnicas, programas, planos. Deriva da escola de Design, mas é 
mais elaborada, com planos mais complexos e controles específicos. 
As atividades de controle desenvolvidas pelo setor de Planejamento e Con
de Produção (PCP) de uma empresa. A partir de uma análise delas é possível verificar os 
pontos a melhorar na empresa, como por exemplo, melhorar a programação da produção 
de um setor químico com produção em bateladas. 
Posicionamento = O administrador é mais analista, faz uma análise dos fatos 
passados e dos dados estatísticos, a fim de planejar o futuro. Michael Porter foi o 
impulsionador desta escola, contribuindo com ferramentas como as "cinco forças de 
: Fazer análise da atratividade/competitividade de um setor, descrevendo as 5 
forças de Porter referente ao negócio, a fim de analisar a rivalidade dos concorrentes, as 
ameaças de novos entrantes, a ameaça de produtos substitutos, o poder de barganha dos 
fornecedores e dos clientes. A partir da análise dos resultados, é possível pensar numa 
estratégia competitiva para entrar ou manter-se no mercado. 
Escola Empreendedora = a formação de estratégia é vista como um processo 
visionário. Este processo está na mente do líder, o empreendedor que tem uma visão de 
futuro da organização e um senso de direção a longo prazo. 
: Pequenas empresas que são administradas pelo próprio dono e criador do 
negócio são dependentes das ideias e visões dele para formular estratégias de 
concorrência. Por exemplo, um posto de combustível num bairro, para aumentar suas 
vendas ou manter seus clientes, o líder/empreendedor passa a comercializar GNV, visto 
ticas 
ormação de estratégia é vista como um processo de 
Fazer análise do ambiente utilizando a ferramenta Matriz SWOT, a fim de avaliar 
os pontos fortes e fracos da situação interna e as ameaças e oportunidades da situação 
sta como um processo 
Deriva da escola de Design, mas é 
As atividades de controle desenvolvidas pelo setor de Planejamento e Controle 
de Produção (PCP) de uma empresa. A partir de uma análise delas é possível verificar os 
pontos a melhorar na empresa, como por exemplo, melhorar a programação da produção 
faz uma análise dos fatos 
Michael Porter foi o 
impulsionador desta escola, contribuindo com ferramentas como as "cinco forças de 
e de um setor, descrevendo as 5 
forças de Porter referente ao negócio, a fim de analisar a rivalidade dos concorrentes, as 
ameaças de novos entrantes, a ameaça de produtos substitutos, o poder de barganha dos 
e dos resultados, é possível pensar numa 
a formação de estratégia é vista como um processo 
visionário. Este processo está na mente do líder, o empreendedor que tem uma visão de 
tradas pelo próprio dono e criador do 
e visões dele para formular estratégias de 
concorrência. Por exemplo, um posto de combustível num bairro, para aumentar suas 
a comercializar GNV, visto 
que é uma tendência de novo combustível que os clientes estão aderindo e não há 
nenhum posto na região oferecendo este produto. 
5) Escola Cognitiva = a formação de estratégia é vista como um processo mental. 
Exemplo: Perante um ambiente em crise econômica, como por exemplo, a crise mundial 
vivida em consequência do não pagamento das hipotecas nos EUA, o estrategista de uma 
empresa utiliza seu conhecimento inconsciente e/ou consciente, relacionando-o com a 
percepção do ambiente, e formula uma estratégia de sobrevivência financeira para a 
empresa. 
 
6) Escola do Aprendizado = formação da estratégia é vista como um processo 
emergente, que procede do comportamento que estimula o pensamento retrospectivo para 
que se possa compreender a ação. A estratégia realiza-se ao longo do tempo, através de 
seus membros, individualmente ou coletivamente. 
Exemplo: O conhecimento tácito de um indivíduo pode visualizar coisas ocultas e formular 
idéias e estratégias que só pelo conhecimento explícito não seria possível. Por exemplo, 
os operários que trabalhavam no processo de fabricação de creme dental possuíam uma 
solução mais simples e barata do que os engenheiros para o problema de caixas de creme 
dental vazias, pois obtinham o conhecimento tácito do processo. 
 
7) Escola do Poder = a formação da estratégia é vista como um processo de 
negociação, utilizando a influência do poder e da política. É subdividida em micropoder 
(formação de estratégia pela persuasão, barganha ou confronto direto entre os atores que 
dividem o poder na empresa) e macropoder (utiliza seu poder sobre os outros e parceiros 
de alianças para negociar estratégias coletivas de seu interesse). 
Exemplo: Vários municípios solicitam recursos federias para financiar obras de 
saneamento para a população. Todos se enquadram nos pré-requisitos definidos pelo 
governo, porém os recursos são limitados e não será possível atender a todos. Os 
prefeitos que possuem influência política com os governantes, geralmente por serem do 
mesmo partido, terão mais probabilidade de conseguir os recursos para seu município. 
 
8) Escola Cultural = a formação da estratégia é vista como um processo coletivo, de 
interação social, baseado nas crenças e nas interpretações comuns aos membros de uma 
organização, as quais são adquiridas através de um processo de aculturação ou 
socialização. Nesta visão, é difícil criar novas estratégias, pois dependem da aceitação 
cultural e consenso de expectativas. 
Exemplo: Uma estratégia de fusão de empresas pode acarretar em confronto de diferentes 
culturas. As diferenças culturais menos evidentes podem servir para desfazer a união. 
 
9) Escola Ambiental = a formação