APOST PORTUGUES CONCURSOS
176 pág.

APOST PORTUGUES CONCURSOS


DisciplinaPortuguês para Concurso718 materiais4.772 seguidores
Pré-visualização50 páginas
As locuções prepositivas, em geral, são formadas de advérbio (ou locução adverbial) + 
preposição - abaixo de, acerca de, a fim de, além de, defronte a, ao lado de, apesar de, 
através de, de acordo com, em vez de, junto de, perto de, até a, a par de, devido a. 
Observa-se que a última palavra da locução prepositiva é sempre uma preposição, 
enquanto a última palavra de uma locução adverbial nunca é preposição. 
 
Sugestões,críticas,envio de questões para resolução em sala,envie e-mail para janainasicoli@hotmail.com 
Quanto ao emprego, as preposições podem ser usadas em: 
\uf0b7 combinação: preposição + outra palavra sem perda fonética (ao/aos); 
\uf0b7 contração: preposição + outra palavra com perda fonética (na/àquela); 
\uf0b7 não se deve contrair de se o termo seguinte for sujeito (Está na hora de ele falar); 
\uf0b7 a preposição após, pode funcionar como advérbio (= atrás) (Terminada a festa, saíram 
logo após.); 
\uf0b7 trás, atualmente, só se usa em locuções adverbiais e prepositivas (por trás, para trás 
por trás de). 
Quanto à diferença entre pronome pessoal oblíquo, preposição e artigo, deve-se 
observar que a preposição liga dois termos, sendo invariável, enquanto o pronome 
oblíquo substitui um substantivo. Já o artigo antecede o substantivo, determinando-o. 
As preposições podem estabelecer as seguintes relações: isoladamente, as preposições 
são palavras vazias de sentido, se bem que algumas contenham uma vaga noção de 
tempo e lugar. Nas frases, exprimem diversas relações: 
\uf0b7 autoria - música de Caetano 
\uf0b7 lugar - cair sobre o telhado, estar sob a mesa 
\uf0b7 tempo - nascer a 15 de outubro, viajar em uma hora, viajei durante as férias 
\uf0b7 modo ou conformidade - chegar aos gritos, votar em branco 
\uf0b7 causa - tremer de frio, preso por vadiagem 
\uf0b7 assunto - falar sobre política 
\uf0b7 fim ou finalidade - vir em socorro, vir para ficar 
\uf0b7 instrumento - escrever a lápis, ferir-se com a faca 
\uf0b7 companhia - sair com amigos / meio - voltar a cavalo, viajar de ônibus 
\uf0b7 matéria - anel de prata, pão com farinha 
\uf0b7 posse - carro de João 
\uf0b7 oposição - Flamengo contra Fluminense 
\uf0b7 conteúdo - copo de (com) vinho 
\uf0b7 preço - vender a (por) R$ 300, 00 
\uf0b7 origem - descender de família humilde 
\uf0b7 especialidade - formou-se em Medicina 
\uf0b7 destino ou direção - ir a Roma, olhe para frente. 
2.9 Interjeição: 
 
São palavras que expressam estados emocionais do falante, variando de acordo com o 
contexto emocional. Podem expressar: 
\uf0b7 alegria - ah!, oh!, oba! 
\uf0b7 advertência - cuidado!, atenção 
\uf0b7 afugentamento - fora!, rua!, passa!, xô! 
\uf0b7 alívio - ufa!, arre! 
\uf0b7 animação - coragem!, avante!, eia! 
\uf0b7 aplauso - bravo!, bis!, mais um! 
\uf0b7 chamamento - alô!, olá!, psit! 
\uf0b7 desejo - oxalá!, tomara! / dor - ai!, ui! 
 
Sugestões,críticas,envio de questões para resolução em sala,envie e-mail para janainasicoli@hotmail.com 
\uf0b7 espanto - puxa!, oh!, chi!, ué! 
\uf0b7 impaciência - hum!, hem! 
\uf0b7 silêncio - silêncio!, psiu!, quieto! 
São locuções interjetivas: puxa vida!, não diga!, que horror!, graças a Deus!, ora bolas!, 
cruz credo! 
2.10 Conjunção: 
 
É a palavra que liga orações basicamente, estabelecendo entre elas alguma relação 
(subordinação ou coordenação). As conjunções classificam-se em: 
Coordenativas, aquelas que ligam duas orações independentes (coordenadas), ou dois 
termos que exercem a mesma função sintática dentro da oração. Apresentam cinco 
tipos: 
\uf0b7 aditivas (adição): e, nem, mas também, como também, bem como, mas ainda; 
\uf0b7 adversativas (adversidade, oposição): mas, porém, todavia, contudo, antes (= pelo 
contrário), não obstante, apesar disso; 
\uf0b7 alternativas (alternância, exclusão, escolha): ou, ou ... ou, ora ... ora, quer ... quer; 
\uf0b7 conclusivas (conclusão): logo, portanto, pois (depois do verbo), por conseguinte, por 
isso; 
\uf0b7 explicativas (justificação): - pois (antes do verbo), porque, que, porquanto. 
Subordinativas - ligam duas orações dependentes, subordinando uma à outra. 
Apresentam dez tipos: 
\uf0b7 causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como, desde que; 
Palavra que liga orações basicamente, estabelecendo entre elas alguma relação 
(subordinação ou coordenação). As conjunções classificam-se em: 
\uf0b7 comparativas: como, (tal) qual, assim como, (tanto) quanto, (mais ou menos +) que; 
\uf0b7 condicionais: se, caso, contanto que, desde que, salvo se, sem que (= se não), a menos 
que; 
\uf0b7 consecutivas (conseqüência, resultado, efeito): que (precedido de tal, tanto, tão etc. - 
indicadores de intensidade), de modo que, de maneira que, de sorte que, de maneira 
que, sem que; 
\uf0b7 conformativas (conformidade, adequação): conforme, segundo, consoante, como; 
\uf0b7 concessiva: embora, conquanto, posto que, por muito que, se bem que, ainda que, 
mesmo que; 
\uf0b7 temporais: quando, enquanto, logo que, desde que, assim que, mal (= logo que), até 
que; 
\uf0b7 finais - a fim de que, para que, que; 
\uf0b7 proporcionais: à medida que, à proporção que, ao passo que, quanto mais (+ tanto 
menos); 
\uf0b7 integrantes - que, se. 
 
Sugestões,críticas,envio de questões para resolução em sala,envie e-mail para janainasicoli@hotmail.com 
As conjunções integrantes introduzem as orações subordinadas substantivas, enquanto 
as demais iniciam orações subordinadas adverbiais. Muitas vezes a função de interligar 
orações é desempenhada por locuções conjuntivas, advérbios ou pronomes. 
Classes de Palavras - Exercícios 
1. A alternativa que apresenta classes de palavras cujos sentidos podem ser modificados 
pelo advérbio são: 
a) adjetivo - advérbio - verbo. 
b) verbo - interjeição - conjunção. 
c) conjunção - numeral - adjetivo. 
d) adjetivo - verbo - interjeição. 
e) interjeição - advérbio - verbo. 
2. Das palavras abaixo, faz plural como "assombrações" 
a) perdão. 
b) bênção. 
c) alemão. 
d) cristão. 
e) capitão. 
3. Na oração "Ninguém está perdido se der amor...", a palavra grifada pode ser 
classificada como: 
a) advérbio de modo. 
b) conjunção adversativa. 
c) advérbio de condição. 
d) conjunção condicional. 
e) preposição essencial. 
4. Marque a frase em que o termo destacado expressa circunstância de causa: 
a) Quase morri de vergonha. 
b) Agi com calma. 
c) Os mudos falam com as mãos. 
d) Apesar do fracasso, ele insistiu. 
e) Aquela rua é demasiado estreita. 
5. "Enquanto punha o motor em movimento." O verbo destacado encontra-se no: 
a) Presente do subjuntivo. 
b) Pretérito mais-que-perfeito do subjuntivo. 
c) Presente do indicativo. 
d) Pretérito mais-que-perfeito do indicativo. 
e) Pretérito imperfeito do indicativo. 
 
Sugestões,críticas,envio de questões para resolução em sala,envie e-mail para janainasicoli@hotmail.com 
6. Aponte a opção em que muito é pronome indefinido: 
a) O soldado amarelo falava muito bem. 
b) Havia muito bichinho ruim. 
c) Fabiano era muito desconfiado. 
d) Fabiano vacilava muito para tomar decisão. 
e) Muito eficiente era o soldado amarelo. 
7 . A flexão do número incorreta é: 
a) tabelião - tabeliães. 
b) melão - melões 
c) ermitão - ermitões. 
d) chão - chãos. 
e) catalão - catalões. 
8. Dos verbos abaixo apenas um é regular, identifique-o: 
a) pôr. 
b) adequar. 
c) copiar. 
d) reaver. 
e) brigar. 
9. A alternativa que não apresenta erro de flexão verbal no presente do indicativo é: 
a) reavejo (reaver). 
b) precavo (precaver). 
c) coloro (colorir). 
d) frijo (frigir). 
e) fedo (feder). 
10. A classe de palavras que é empregada para exprimir estados emotivos: 
a) adjetivo. 
b) interjeição. 
c) preposição. 
d) conjunção. 
e) advérbio. 
11. Todas as formas abaixo expressam um tamanho menor que o normal, exceto: 
a) saquitel. 
b) grânulo. 
c) radícula. 
d) marmita. 
e) óvulo.