A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
(Livro) David Ausubel - Aquisição e Retenção de Conhecimentos - Uma Perspectiva Cognitiva

Pré-visualização | Página 1 de 13

Aquisição e Retenção de Conhecimentos: Uma 
Perspectiva Cognitiva
por
David P. Ausubel
Distinto Professor Emérito
Graduate School
The City University of New York, E.U.A.
Plátano Edições Técnicas
Lisboa
DISTRIBUIÇÃO:
PARALELO EDITORA, LDA.
LISBOA:Rua João Ortigão Ramos, 29-B, 1500-363 LISBOA (tel. 
217 649 894)
CENTRO:Rua Manuel Madeira, 365 Pedrulha, 3020-303 COIMBRA 
(tel. 239 820 945)
NORTE: Alicerce Editora, Lda. Rua Guerra Junqueiro, 456, 4150-387 
PORTO (tel. 226 099 979)
The acquisition and retention of knowledge: A cognitive view
© 2000 Kluwer Academic Publishers
Aquisição e retenção de conhecimentos: Uma perspectiva cognitiva
David P. Ausubel 
Vitor Duarte Teodoro
Lígia Teopisto
Gabinete Técnico da Didáctica Editora
obra original
título
autor
revisão científica
tradução
capa,
composição
e montagem
impressão
e acabamento
1.ª edição
À memória de 
George Richard Wendt, 
que me deu a conhecer pela primeira vez, em 1938,
o entusiasmo intelectual de postular mecanismos de 
explicação dos processos psicológicos de aprendizagem
e de retenção humanas, que acabaram por se transformar 
na teoria da assimilação.
O conhecimento é significativo por definição. É o produto significativo de um processo psi-
cológico cognitivo (“saber”) que envolve a interacção entre ideias “logicamente” (cultural-
mente) significativas, ideias anteriores (“ancoradas”) relevantes da estrutura cognitiva
particular do aprendiz (ou estrutura dos conhecimentos deste) e o “mecanismo” mental do
mesmo para aprender de forma significativa ou para adquirir e reter conhecimentos.
O autor
ÍNDICE
Prefácio à e
Prefácio
Capítulo 1
Apresen
significa
Capítulo 2
Introduç
Capítulo 3
Apresen
significa
Capítulo 4
A nature
Capítulo 5
A teoria 
Capítulo 6
Os efeito
transferê
Capítulo 7
Prática e
Índice de au
Índice alfab
dição portuguesa ix
 xi
 1
tação da teoria da assimilação da aprendizagem e da retenção 
tivas
 20
ão: âmbito e objectivos
 39
tação de conceitos básicos da aprendizagem por recepção e da retenção 
tivas
 68
za do significado e da aprendizagem significativa
 102
da assimilação nos processos de aprendizagem e de retenção significativas
 146
s das variáveis da estrutura cognitiva na aquisição, retenção e 
ncia de conhecimentos
 180
 factores de motivação na aprendizagem e na retenção significativas
tores 213
ético 215
PREFÁCIO À EDIÇÃO PORTUGUESA
David Ausu
conhecida c
ria de Ausu
principal di
escrito pelo
complexa e 
uma profun
escolares, d
evidentemen
A Aquisi
da obra Psi
Verbal Lear
geração de 
voga nas dé
gem signific
autores, arg
sivo. Pelo c
aprendiz e q
ensino. Aus
significativa
da estrutura
estudante já
cesso de apr
nição, resul
culturalmen
diz e o seu p
As práti
nomeadame
significativo
bel apresenta neste livro uma visão actualizada da sua teoria da aprendizagem,
omo Teoria da Assimilação. Existe já em português ampla literatura sobre a teo-
bel, nomeadamente os livros mais recentes de J. D. Novak, que tem sido o seu
vulgador e continuador. Este livro apresenta, no entanto, a vantagem de ser
 autor principal da teoria, na sua linguagem bem própria, que surge a princípio
densa, mas que, uma vez dominados os conceitos principais da teoria, inspira
da reflexão sobre o que é ensinar e aprender, particularmente em contextos
e sala de aula, em que a aprendizagem verbal é dominante, mas não exclusiva,
te.
ção e Retenção de Conhecimentos: Uma Perspectiva Cognitiva é a actualização
cologia da Aprendizagem Verbal Significativa (The Psychology of Meaningful
ning, 1963) que, juntamente com outras obras de Ausubel, inspirou toda uma
educadores insatisfeitos com as teorias da aprendizagem pela descoberta, em
cadas de 1960 e 1970. Ausubel defende que o principal processo de aprendiza-
ativa é por recepção, não por descoberta. E, contrariamente a muitos outros
umenta que a aprendizagem significativa por recepção não é um processo pas-
ontrário, é, necessariamente, um processo activo, que exige acção e reflexão do
ue é facilitada pela organização cuidadosa das matérias e das experiências de
ubel descreve pormenorizadamente as condições em que essa aprendizagem
 por recepção pode ocorrer, dando especial importância ao papel da linguagem e
 conceptual das matérias, bem como aos conhecimentos e competências que o
 possui. Este conhecimento prévio é, para Ausubel, o factor determinante do pro-
endizagem. Note-se que, para Ausubel, o conhecimento é significativo por defi-
tando de um processo psicológico que envolve a interacção entre ideias
te significativas, já “ancoradas” na estrutura cognitiva particular de cada apren-
róprio mecanismo mental para aprender de forma significativa.
cas curriculares encontram-se num processo de mudança em muitos países,
nte em Portugal. Esperemos que esta obra de Ausubel possa dar um contributo
 para identificar o sentido que essa mudança deve tomar.
Vitor Duarte Teodoro
Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova 
de Lisboa, Campus da Caparica
Dezembro de 2001
x PREFÁCIO À EDIÇÃO PORTUGUESA
PREFÁCIO
Em 1963, n
uma primeir
oposição a u
aquisição e 
como por ex
activo, integ
da estrutura
mas particul
Este livr
Meaningful 
dos e, até ag
uma ênfase 
gem e na ret
criação de n
grande parte
orista da apr
nos anos set
Como é 
estão necess
dades, onde
tudo este ob
profundas e
e o melhora
Os proc
conhecimen
mesmo, não
é inegável q
gem por rec
mentos – re
universidade
“semântico”
As razõe
ção, como “
de um proce
significado(
no material 
a minha obra The Psychology of Meaningful Verbal Learning, procedeu-se a
a tentativa de apresentar uma teoria cognitiva de aprendizagem significativa em
ma aprendizagem verbal por memorização. Baseava-se na proposição de que a
a retenção de conhecimentos (particularmente de conhecimentos verbais, tal
emplo na escola ou na aprendizagem de matérias) são o produto de um processo
rador e interactivo entre o material de instrução (matérias) e as ideias relevantes
 cognitiva do aprendiz, com as quais as novas ideias estão relacionadas de for-
ares.
o é uma revisão total da minha monografia de 1963 – The Psychology of
Verbal Learning –, na medida em que refere os principais objectivos supracita-
ora, não atingidos, proporcionando uma expansão, clarificação, diferenciação e
maior nas principais variáveis e processos psicológicos envolvidos na aprendiza-
enção significativas, i.e., para que as inter-relações e interacções destes levem à
ovos significados em cada aprendiz. A preparação desta monografia surgiu, em
, da necessidade de resposta ao colapso virtual da orientação teórica neobehavi-
endizagem durante os últimos quarenta anos; bem como do aumento meteórico,
enta e seguintes, das abordagens construtivistas da teoria da aprendizagem.
óbvio, não é necessário referir que a aquisição e a retenção de conhecimentos
ariamente restringidas aos contextos de instrução formais das escolas e universi-
 professores e alunos interagem de formas estereotípicas, tendo em vista sobre-
jectivo. De facto, a aquisição e a retenção de conhecimentos são actividades
 de toda uma vida, essenciais para o desempenho competente, a gestão eficiente
mento das tarefas quotidianas.
essos psicológicos idênticos subjacentes à aquisição e à retenção formais do
to também podem ocorrer de modo informal, através da leitura sistemática e, até
 sistemática, da televisão educacional, do discurso oral intelectual, etc. Contudo,
ue o melhor âmbito para a utilização e melhoramento sistemáticos da aprendiza-
epção e da retenção significativas – para a aquisição e a retenção de conheci-
side nas práticas de instrução formais das escolas primárias e secundárias e das
s. Tulving (1972) refere-se ao último tipo de memória,