A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
41 pág.
Apostila - aulas - QUI112

Pré-visualização | Página 6 de 12

os equilíbrios com as constantes apropriadas 
b. Explique, baseado no método do princípio de Le Chatelier, por que a adição do nitrato de amônio 
causou a dissolução do precipitado. 
c. Haveria diferença se fosse utilizado o cloreto de amônio ao invés do nitrato de amônio? 
 
5. Baseado nas constantes de equilíbrio apresentadas, explique as seguintes observações de um aluno (escreva 
todas as reações que ocorrem): 
Pb(II) –(acetato): log β4=8,5 (onde log β4=logK1+logK2+logK3+logK4); 
 Kps=1,8.10
-3 (ou pKs=2,74) ; 
Pb(II) - (hidroxila) log β6=61,0 (onde log β6=logK1+...+logK6); 
 Kps=1,43.10
-15 (ou pKs=14,8);
 pSo=31,96(ou So=1,1.10
-32) 
 Pb(II) - (sulfeto) Kps=8.10
-28 (ou pKs=27,1);
 
Ácido acético: pka=4,76 ; KH= 766 
ácido sulfídrico pKa1 7,02; pKa2= 13,9 KH=9,8.10
-2 H2O
 pKw=14
 
20 
 
a) Uma solução aquosa de acetato de chumbo foi alcalinizada e formou-se um precipitado. (Considere a 
formação de até 6 espécies de hidroxocomplexos usando o conceito ácido- base de Lewis 
b) Adicionou-se mais hidróxido de sódio e o precipitado dissolveu-se 
c) Sobre a solução anterior adicionou-se sulfeto de sódio e formou-se um precipitado cinza escuro. 
 
6. Escreva todas as reações químicas que podem ocorrer para uma solução aquosa de sulfeto de prata; 
Justifique os equilíbrios com as constantes apropriadas. 
Ag(I) – (hidroxila) : log K1= 2; logK2=1,99; 
 Kps=1,95.10
-8(ou pKs=7,71); pSo=19,71 (ou S0=1,95.10
-20) 
Ag(I) – (sulfeto) Kps=6,3.10
-50(ou pKs=49,2) 
ácido sulfídrico pKa1 7,02; pKa2= 13,9 KH=9,8.10
-2 
H2O pKw=14 
 
7. Exercício contextualizado: A identificação de oxalato em solução se baseia na precipitação de oxalato de 
cálcio. Uma amostra contendo oxalato de sódio foi misturada com nitrato de cálcio formando um precipitado 
branco. 
Dados 
Ca(II)- (hidroxila) log K1=1,33; logK2=13 ; 
 Kps=5,5.10
-6 (ou pKs=5,26) ; pSo=31,93 (ou S0=1,17.10
-32) 
Ca(II)-(oxalato) Kps=2,32.10
-9(ou pKs=8,63) 
Ácido oxálico: pKa1= 1,27 pKa2= 4,27 
H2O pKw=14 
C C
OHOH
O O estrutura do ácido oxálico 
 
a. Escreva todas as reações. Justifique os equilíbrios com as constantes apropriadas. 
 
b. Explique pelo Princípio de Le Chatelier Explique o que aconteceria nos itens i, ii, iii e iv se o pH do 
meio fosse diminuído 
 
i) Avaliando a influência de diminuir o pH sobre a concentração de C2O4
2-
(aq) no equilíbrio ácido base 
ii) Baseado na resposta do item anterior, qual será a influência sobre o equilíbrio de solubilidade do sal pouco 
solúvel 
iii) Avaliando a influência de ↓pH sobre a concentração de Ca2+(aq) no equilíbrio de formação de hidroxo-complexo 
(1ª complexação 
iv) Baseado na resposta do item anterior, qual será a influência sobre o equilíbrio de solubilidade do sal pouco 
solúvel? 
v) Compare o resultado obtido pelos itens ii e iv . O que você verifica? 
 
 
8. Os ânions cromato (CrO4
2-, torna a solução amarela) e dicromato (Cr2O7
2-, torna a solução alaranjada) 
coexistem devido a um equilíbrio químico representado por: 
2 CrO4
2-
(aq) + 2 H
+
(aq) ⇌Cr2O7
2-
(aq) + H2O(l) Keq=1.10
-14 
Dados: 
ácido crômico H2CrO4: pKa1=- 0,2 pKa2= 6,52 
 H2Cr2O7: pKa1 não é bem caracterizado na literatura, valores variam entre -0,8 e 1,6; considerar ácido forte 
 pKa2= 1,8 
 Ba(II) - (hidroxila) logK1= 0,64; logK2=3 ; 
 Kps= 2,5,10
-4 (ou pKs=3,6); pSo=41,32 (ou So=4,79.10
-42) 
 Ba(II) - (cromato) Kps=1,17.10
-10(ou pKs=9,93) 
 H2O pKw=14 
 
21 
a) Escreva as reações que ocorrem em uma solução obtida pela mistura de cromato de potássio e dicromato de 
potássio; Justifique os equilíbrios com as constantes apropriadas. (inclua o equilíbrio já apresentado) 
 
b) Analise pelo princípio de Le Chatelier, qual deverá ser a coloração da solução se o pH do meio reacional for 
aumentado. Justifique. 
 
c) Escreva as reações que podem ocorrer após a adição de nitrato de bário ao meio reacional 
 
d) Em que faixa de pH a solubilidade do sal pouco solúvel poderá ser diminuída. (avalie o diagrama de 
distribuição de espécies abaixo) 
0,0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
0,7
0,8
0,9
1,0
2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13
0
1
2
pH

Distribuição espécies H2CrO4/HCrO4
-/CrO4
2-
 
0,0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
0,7
0,8
0,9
1,0
0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 14,0
0 1
Distribuição espécies Ba2+/ BaOH+
pH
 
0,0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
0,7
0,8
0,9
1,0
0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 14,0
íon cromato" íon bário
pH
'
Distribuição de espécies Ba2+/CrO4
2-
 
 
22 
9. Um teste para a identificação do sulfato é baseado na precipitação com bário. Entretanto, outros íons como 
por exemplo o carbonato, podem forma um sal pouco solúvel com esse cátion. Responda as questões i,ii e iii 
sobre sais de carbonato e sulfato 
Dados: 
Ba(II) - (hidroxila) logK1= 0,64; logK2=3 ; 
 Kps= 2,5,10
-4 (ou pKs=3,6) ; pSo=41,3 (ou So=5,01.10
-42) 
Ba(II) - (sulfato) Kps=1,08.10
-10 (ou pKs=9,97) 
Ba(II) - (carbonato) Kps=2,58.10
-9(ou pKs=8,59) 
ácido sulfúrico: pka1=-3; pKa2=1,92; ácido carbônico; pKa1=6,37; pKa2=10,32; KH=0,033 
H2O pKw = 14 
 
a) Escreva todas as equações do sistema sulfato de bário (Justifique os equilíbrios com as constantes) 
b) Escreva todas as equações do sistema carbonato de bário(Justifique os equilíbrios com as constantes) 
c) Usando as curvas de distribuição de espécies apresentadas abaixo, explique a influência do pH sobre cada 
um destes sais pouco solúveis de bário. 
0,0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
0,7
0,8
0,9
1,0
0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 14,0
0 1 2
Sistema HSO4
-/SO4
2-
pH
 
0,0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
0,7
0,8
0,9
1,0
0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 14,0
0 1 2
Sistema H2CO3/HCO3
-/CO3
2-
pH
 
0,0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
0,7
0,8
0,9
1,0
0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 14,0
1 0
Sistema Ba2+/BaOH+
pH
'
 
 
23 
 
10. Exercício Contextualizado: Um método para a determinação de cálcio em alimento envolve a queima do 
alimento até sobrarem apenas as cinzas, que contém o cálcio, por exemplo, na forma de carbonato. É 
adicionado ácido clorídrico às cinzas e o pH do sobrenadante é ajustado antes da adição de oxalato de 
amônio. O novo precipitado formado é separado e o teor de cálcio nele é determinado. Dados: 
Ca(II) - (hidroxila) log β2=14; (onde log β2= log K1+ log K2) 
 Kps= 5,5.10
-6 (ou pKs=5,26) ; pSo=31,93 (ou So=1,17.10
-32) 
Ca(II) - (carbonato) Kps=3,4.10
-9(ou pKs=8,47)
 
Ca(II) - (oxalato ) Kps=2,32.10
-9(ou pKs=8,63) 
 ácido carbônico; pKa1=6,37; pKa2=10,32; KH=0,033 amônio: pKa=9,24; KH=58 
 ácido clorídrico: pKa= - 6,2 Ácido oxálico: pKa1= 1,27 pKa2= 4,27 
H2O pKw=14 
C C
OHOH
O O estrutura do ácido oxálico 
a. Escreva todas as equações até antes da adição de ácido clorídrico 
b. Escreva todas as equações após a adição de ácido clorídrico 
c. Explique, por Le Chatelier, qual a influência do ácido clorídrico sobre a solubilidade do carbonato de cálcio. 
d. Usando as curvas de distribuição de espécies, estime a faixa de pH que o sobrenadante pode ter para que o 
pH não influencie a formação