A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
140 pág.
AULAS DE 1 A 10 - Contabilidade Tributária(1)

Pré-visualização | Página 16 de 39

Margem de Valor Agregada.......................................30%
BASE DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA.......................R$45.045,00
Alíquota Interna do Estado........................................18%
ICMS TOTAL............................................................R$ 8.108,10
ICMS ST (R$8.108,10 - R$5.670,00)...................……….R$2.438,10 
TOTAL DA NOTA (R$45.045,00 + R$2.438,10)............R$47.483,10
Tratamento Contábil na Empresa Substituída
Nas empresas substituídas, a proposta de ignorar o ICMS no regis​tro contábil, nos casos de substituição tributária, não é totalmente pacífica. Parte dos argumentos, entende que o não registro do crédito do ICMS, do ICMS a Pagar e, principalmente, do ICMS sobre vendas no resultado causa perda de qualidade na informação na empresa substituída. Isso pode acontecer, principalmente nos grandes estabelecimentos comerciais que adquirem elevadas quantidades de produtos com substituição tributária. A omissão da parcela do ICMS pago na aqui​sição da mercadoria (que aqui se refere ao ICMS ST e não aquele ICMS normal incluído na nota fiscal, que é repassado indiretamente à etapa se​guinte) pode distorcer a informação transmitida pela demonstração do re​sultado do exercício.
Suponha que uma grande rede de supermercados, tenha receita de vendas de R$1.000,00, sendo metade das vendas de produtos com tributação normal do ICMS e a outra metade de produtos oriundos de substituição tributária. Se o ICMS sobre vendas informado for R$60,00, o leitor poderá ser induzido a uma informação equivocada e precipitada de que a tributação média sobre o consumo da empresa em análise estaria em 6%. Seria utópico, no Brasil, um percentual médio tão baixo. Mas, se o ICMS ST fosse reconhecido, a alíquota apresentada estaria mais próxima da rea​lidade.
QUESTÕES DISCURSIVAS:
Relacione e conceitue as principais espécies de substituição tributária apresentados.
Conceitue fato gerador presumido.
Com relação aos tributos objeto de substituição tributária identifique o tratamento a ser adotado e quais as obrigações da empresa substituta.
Com relação aos tributos objeto de substituição tributária identifique o tratamento a ser adotado pela empresa substituída.
Suponha que uma Cia. Industrial de Refrigerantes processa e vende determinado item, incluído na legislação de substituição tributária de um determinado estado. Sobre um determinado refrigerante, cujo preço de venda unitário é de R$2,00, incide uma alíquota de ICMS 18% e IPI a 10%. A margem de lucro definida em Lei para fins de substituição tributária do ICMS do produto é de 30%. Se a companhia vender 1.000 dúzias deste refrigerante a um distribuidor no mesmo estado, qual será o total da fatura, o ICMS retido próprio e o ICMS por efeito da substituição?
SOLUÇÃO:
Preço de venda (R$2 x 12.000)........................................ R$24.000,00
IPI destacado (10%)....................................................... R$ 2.640,00
ICMS próprio (R$24.000,00 x 0.18)................................... R$ 4.320,00
MVA 30% (R$26.400,00 x 1,30)....................................... R$34.320,00
ICMS total (R$34.320,00 x 0,18)...................................... R$ 6.177,60
ICMS ST (R$6.177,00 – R$4.320,00)................................. R$ 1.857,60
Total da Nota (R$34.320 + R$1.857,60)............................ R$36.177,60
Elabore a questão acima com os mesmos dados considerando um valor de frete e seguro de R$1.200,00.
Elabore a questão anterior considerando que o comprador seja em outro estado com o frete no valor de R$1.500,00.
QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA:
Marque a alternativa que contempla a principal característica da substituição tributária:
O recolhimento de tributos no final da cadeia produtiva;
A presunção da ocorrência do fato gerador até o consumidor final;
O substituído tributário é o responsável pelo recolhimento dos tributos;
A não incidência de tributos ao longo do ciclo econômico do produto;
A remissão de tributos incidentes ao longo do ciclo econômico do produto. 
De acordo com o estudado os refrigerantes e cervejas no Estado do Rio de Janeiro estão incluídos no regime de substituição tributária. Esta espécie aplicada é:
Substituição tributária para trás;
Substituição do tributário simples;
Substituição por responsabilidade presumida;
Substituição tributária para frente;
Substituição tributária por conveniência estatal. 
�
Nos institutos de substituição tributária há dois atores de destaque, o substituído e o substituto. Com base no que foi estudado identifique a alternativa correta:
O recolhimento dos tributos é de responsabilidade substituído;
O substituto não tem nenhuma responsabilidade perante a fazenda pública;
O substituto é o responsável tributário perante a fazenda pública;
O substituto é a entidade no final do ciclo do produto até o consumo;
Poderá haver mais de um substituto, conforme o produto. 
�
Admita-se a venda de mercadorias de um atacadista de um estado para uma empresa comercial em outro estado, por R$48.000, com frete e seguro incluído na nota de 5% e ICMS de 18%. Sabendo-se que a transação está incluída em convênio de substituição tributária, com margem de 20% e alícota de ICMS interna do destinatário de 17%, pode-se afirmar que o ICMS ST será de:
R$9.072,00;
R$1.886,40;
R$1.728,00;
R$1.814,40;
R$1.209,60.
GABARITO (B, D, C, E)
�
AULA 8
IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA (IRPJ) 
E O SIMPLES NACIONAL
OBJETIVO
Compreender os elementos conceituais, estruturais e princípios definidores do Imposto de Renda Pessoa Jurídica;
Compreender as hipóteses de incidência, contribuintes e formas de tributação do IRPJ;
Compreender o sistema Simples Nacional;
Definir, aplicar e calcular o imposto devido nas microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo sistema Simples Nacional. 
INTRODUÇÃO
Nas estruturas estatais de todo o mundo o Imposto de Renda representa uma importante fonte de recursos para financiamento das atividades públicas. Este tributo vincula-se ao conceito de renda estando calcado, principalmente, na noção de ganhos de capital, não obstante à vinculação com os conceitos de patrimônio, receita e faturamento, que constituem fatos geradores de outros impostos, por vezes afetos à competência dos demais entes federativos. A União tem a competência para instituir imposto sobre a renda e proventos de qualquer natureza, que somente pode incidir sobre o fato gerador renda e proventos de qualquer natureza, configurando-se sua aquisição a situação necessária e suficiente à ocorrência da obrigação tributária, conforme os ditames CTN. Neste contexto, os institutos contábeis configuram um importante elo nas estruturas para a tributação deste imposto sobre as pessoas jurídicas, assunto que passaremos a tratar a partir desta aula.
DISPOSITIVOS CONSTITUCIONAIS
Competência:
A Constituição Federal, em seu art. 153, inciso III, define que a competência Tributária do Imposto de Renda pertence à União.
Critérios Constitucionais que deverão informar o Imposto de Renda
De acordo com a Constituição Federal, o Imposto de Renda será informado pelos critérios da Generalidade, da Universalidade e da Progressividade, na forma da lei. Estes critérios significam o seguinte:
Generalidade - qualquer pessoa, independentemente da idade, profissão ou capacidade civil pode ser abrangida pelo Imposto de Renda;
Universalidade - todos os rendimentos e proventos são passíveis de tributação;
Progressividade - quanto maior o rendimento mais elevada deve ser a alíquota.
Princípio Constitucional da Anterioridade 
O princípio da Anterioridade está definido no art. 150, inciso III, b, que veda à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios cobrar tributos no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou, onde se conclui que qualquer alteração da

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.