A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
140 pág.
AULAS DE 1 A 10 - Contabilidade Tributária(1)

Pré-visualização | Página 9 de 39

no estoque da adquirente e o total da fatura.
R$62.687,50 e R$85.000,00;
R$71.187,50 e R$85.000,00;
R$68.956,25 e R$93.500,00;
R$70.401,25 e R$93.500,00;
R$61.901,25 e R$93.500,00.
Gabarito (D, A, C, E, B)
�
RESUMO DAS OPERAÇÕES COM IPI, ICMS, PIS E COFINS
	
TRIBUO
	
FATO GERADOR
	
CARACTERÍSTICAS
	INDUSTRIAL E EQUIPARADAS
	COMERCIAL
	
	
	
	MATERIAIS
	IMOBILIZADO
	PRODUTOS
	IMOBILIZADO
	
IPI
	
DESEMBARAÇO ADUANEIRO;
SAÍDA DO ESTABELECIMENTO;
ARREMATAÇÃO.
	INCIDÊNCIA
	SIM
	SIM
	SIM
	SIM
	
	
	
BASE DE CÁLCULO
	VALOR DA MERCADORIA (NA IMPORTAÇÃO A BC É ACRESCIDA DO II E DAS DESPESAS ADUANEIRAS PAGAS) 
	VALOR DO BEM (NA IMPORTAÇÃO A BC É ACRESCIDA DO II E DAS DESPESAS ADUANEIRAS PAGAS)
	VALOR DA MERCADORIA (NA IMPORTAÇÃO A BC É ACRESCIDA DO II E DAS DESPESAS ADUANEIRAS PAGAS)
	VALOR DO BEM (NA IMPORTAÇÃO A BC É ACRESCIDA DO II E DAS DESPESAS ADUANEIRAS PAGAS)
	
	
	COMPENSAÇÃO
	VALOR INTEGRAL NAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES
	
NÃO
	
NÃO
	
NÃO
	
	
ICMS
	CIRCULAÇÃO DE MERCADORIAS;
PREST. SERV. DE TRANSPORTE INTERESTAD./INTERMUNICIPAL;
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO;
FORNEC. DE MERCADORIAS NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS;
ENTRADA NO PAÍS DE PROD. IMPORTADOS;
SERV. PRESTADO EM OUTRO PAÍS OU CUJA PRESTAÇÃO SE TENHA INICIADO NO EXTERIOR;
ENTRADA NO ESTADO DESTINATÁRIO DE DERIVADOS DE PETRÓLEO E ENERGIA ELÉTRICA, QUANDO NÃO DESTINADOS A COMERCIALIZAÇÃO/INDUSTRIALIZAÇÃO. 
	INCIDÊNCIA
	SIM
	SIM
	SIM
	SIM
	
	
	
BASE DE CÁLCULO
	VALOR DA TRANSAÇÃO LÍQUIDO DO IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO INCLUÍDO O IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO LÍQUIDA DO IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO INCLUINDO O IPI
	
	
	
COMPENSAÇÃO
	
VALOR INTEGRAL NAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES
	
CRÉDITO COMPENSADO A RAZÃO DE 1/48 AO MÊS, A PARTIR DO MÊS DA ENTRADA NO ESTABELECIM. DO COMPRADOR 
	
VALOR INTEGRAL NAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES
	
CRÉDITO COMPENSADO A RAZÃO DE 1/48 AO MÊS, A PARTIR DO MÊS DA ENTRADA NO ESTABELECIM. DO COMPRADOR 
	
	
PIS
	
RECEITAS BRUTA 
(MENOS EXCLUSÕES EXPRESSAS)
	INCIDÊNCIA
	SIM
	SIM
	SIM
	SIM
	
	
	
BASE DE CÁLCULO
	VALOR DA TRANSAÇÃO LÍQUIDO DO IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO INCLUÍDO O IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO INCLUÍDO O IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO INCLUINDO O IPI
	
	
	
COMPENSAÇÃO
	
VALOR INTEGRAL NAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES
	CRÉDITO COMPENSADO A PARTIR DA DEPRECIAÇÃO OU RAZÃO DE 1/48 AO MÊS, A PARTIR DO MÊS DA ENTRADA NO ESTABELECIM. DO COMPRADOR 
	
VALOR INTEGRAL NAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES
	CRÉDITO COMPENSADO A PARTIR DA DEPRECIAÇÃO OU RAZÃO DE 1/48 AO MÊS, A PARTIR DO MÊS DA ENTRADA NO ESTABELECIM. DO COMPRADOR 
	
	
COFINS
	
RECEITA BRUTA 
(MENOS EXCLUSÕES EXPRESSAS)
	INCIDÊNCIA
	SIM
	SIM
	SIM
	SIM
	
	
	
BASE DE CÁLCULO
	VALOR DA TRANSAÇÃO LÍQUIDO DO IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO INCLUÍDO O IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO INCLUÍDO O IPI
	VALOR DA TRANSAÇÃO INCLUINDO O IPI
	
	
	
COMPENSAÇÃO
	
VALOR INTEGRAL NAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES
	CRÉDITO COMPENSADO A PARTIR DA DEPRECIAÇÃO OU RAZÃO DE 1/48 AO MÊS, A PARTIR DO MÊS DA ENTRADA NO ESTABELECIM. DO COMPRADOR 
	
VALOR INTEGRAL NAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES
	CRÉDITO COMPENSADO A PARTIR DA DEPRECIAÇÃO OU RAZÃO DE 1/48 AO MÊS, A PARTIR DO MÊS DA ENTRADA NO ESTABELECIM. DO COMPRADOR 
�
AULA 4
TRIBUTAÇÃO EM OPERAÇÕES COM PRODUTOS E MERCADORIAS 
# OPERAÇÕES DE VENDA #
OBJETIVOS 
IDENTIFICAR OS PRINCIPAIS TRIBUTOS EM REGIME DE NÃO CUMULATIVIDADE INCIDENTES NAS OPERAÇÕES DE VENDA;
APURAR E COMPENSAR TRIBUTOS INCIDENTES SOBRE AS VENDAS;
COMPREENDER E APLICAR O ADEQUADO TRATAMENTO CONTÁBIL NAS VENDAS;
EVIDENCIAR OS RESULTADOS DAS VENDAS;
EFETUAR O RECOLHIMENTO DOS SALDOS A PAGAR PELOS REGIMES CUMULATIVOS E NÃO CUMULATIVOS.
INTRODUÇÃO
A natureza das contrapartidas das transações de venda de mercadorias, produtos ou serviços é devedora para os recursos que entram (Caixa, Bancos e Clientes). As Receitas apuradas têm natureza credora, sendo uma conta de Sistema de Resultado (Faturamento Bruto, Receita Bruta de Vendas, Receita de Vendas ou Vendas). Pelo princípio da competência, nas vendas deve haver a baixa dos estoques e apuração do Custo referente a receita obtida. A baixa tem natureza a crédito dos estoques e sua contrapartida é a débito no Sistema de Resultado à conta representativa do Custo (CMV para empresas comerciais ou CPV para empresas industriais) apurado na operação. Neste contexto, iremos apurar as receitas e os tributos inerentes as transações de venda pelo regime não cumulativo, bem como as suas respectivas demonstrações e recolhimento de saldos de tributos a pagar.
 
TRIBUTOS Incidentes sobre Vendas NO REGIME NÃO CUMULATIVO 
Em função das diversas legislações tributárias (federal, estaduais e/ou municipais), quando uma empresa efetua uma venda de mercadorias, de produtos ou uma prestação de serviços, parte do valor não pertence ao vendedor. No preço estão embutidos impostos e contribuições incidentes sobre o valor das vendas que deverão ser recolhidos aos cofres públicos nos prazos determinados.
Entre os Impostos e Contribuições sobre as vendas podemos ter:
Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicações - ICMS.
Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISSQN.
Imposto de Exportação - IE.
Contribuição para o Programa de Integração Social – PIS – FATURAMENTO.
Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social - COFINS.
O Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI não integra a Receita Bruta de Vendas, por determinação da legislação do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica, Decreto nº3.000/99, art. 279, parágrafo único. Os demais impostos e contribuições integram o valor da Receita Bruta de Vendas (exceto se cobrados destacadamente do comprador ou contratante – ex. ICMS por substituição tributária) e serão dela deduzidos para apuração da Receita Líquida de Vendas. 
Para um correto entendimento dos registros contábeis das vendas de mercadorias e dos tributos incidentes sobre estas operações, diversos lançamentos serão efetuados, com incidência de ICMS, IPI, PIS e COFINS. As alíquotas do PIS e da COFINS no regime não cumulativo são 1,65% e 7,6%, respectivamente. O ICMS e o IPI têm alíquotas diversas em função da seletividade, diversidade dos produtos e operações, situação jurídica, considerações econômicas, incentivos, isenções, entre outras. Utilizaremos 17% e 10% respectivamente (alíquotas hipotéticas).
Revenda de Mercadorias 
Revenda à vista por R$300.000, sem a incidência do IPI, mas com incidência de ICMS (17%), PIS (1,65%) e COFINS (7,6%).
Reconhecimento da Receita:
BANCOS CONTA MOVIMENTO 
a RECEITA BRUTA DE VENDAS 			R$ 300.000,00
Pelo reconhecimento dos tributos incidentes:
TRIBUTOS SOBRE VENDAS
a DIVERSOS					
a C/C ICMS 					R$51.000,00
a C/C PIS 						R$ 4.950,00
a C/C COFINS					R$22.800,00		R$78.750,00
A conta Tributos Sobre Vendas é debitada, pois irá reduzir a Receita Bruta de Vendas. A contrapartida efetuada em contas que representam obrigações da empresa junto às fazendas públicas, portanto, contas de passivo. Do valor de R$300.000 cobrados, somente R$221.250 pertencem à empresa, o restante R$78.750 pertence aos cofres públicos.
Vendas de um Produto Fabricado pela empresa
Considere a venda à vista de produto fabricado pela empresa, pelo preço de venda de R$500.000, com alíquota de IPI de 10% e ICMS, PIS e COFINS às alíquotas anteriores.
Nesta transação ocorre a incidência de IPI, calculado em R$50.000. O IPI não integra a Receita Bruta de Vendas. Portanto, para um correto registro da operação pode-se utilizar uma outra conta denominada Faturamento Bruto. Depois o valor do IPI incidente na operação é reconhecido para se encontrar a Receita Bruta de Vendas. A contabilização será:
BANCOS CONTA