A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Teoria do alcance de objetivos – Imogenes M. King

Pré-visualização | Página 1 de 1

Teoria do alcance de objetivos – Imogenes M. King
Imogenes M. King
Nasceu em 30/01/1923 Faleceu 24/12/2007
 84 anos 
Imogenes obteve sua graduação básica em Enfermagem no ano de 1946.
Bacharelou-se na área de educação em Enfermagem, grau obtido em 1948, após atuar 2 anos no departamento médico cirúrgico do mesmo hospital onde havia se formado.
Após isso Imogenes trabalhou por mais 10 anos na área médico cirúrgica, no Teachers College da Universidade de Collumbia em nova York, onde obteve graus de Mestre em Enfermagem, no ano de 1957 e PhD de Doutora em Educacão no ano de 1961.
Imogene foi diretora da Escola de enfermagem Ohio State University, atuou ainda como: educadora, Administradora e profissional de enfermagem.
Mesmo aposentada Dr. King continuou atuando marcando presença em convenções nacionais e internacionais.
Teoria de enfermagem de Imogene King foi apresentada em uma reunião do conselho internacional de Enfermeiros em 1999.
Teoria do alcance de objetivos
Imogenes nos mostra uma série de suposições que servirão de base a sua estrutura conceitual, entre elas o foco da enfermagem dentro dessa estrutura: a saúde dos indivíduos e o atendimento a saúde de grupos, visto que o ser humano é também um sistema aberto em constante interação com o meio que o cerca.
A rede conceitual proposta por Imogene é composta por três diferentes sistemas abertos e em interação. São eles: 
SISTEMA PESSOAL
SISTEMAS INTERPESSOAIS
SISTEMAS SOCIAIS
Sistemas Pessoais:
São indivíduos, que são considerados racionais, coscientes seres sociais.
- Imagem do corpo, tempo espaço, aprender.
Sistemas Interpessoais
- São compostos por dois, três, ou mais individuos que interagem numa dada situação. Os conceitos associados a este sistema são: Interações, transações comunicação, papel, estresse, lidar
Sistemas sociais 
“(Familia, Escola ...)” dá-se pela reunião de grupos com interesses e necessidades especiais, formando organizações e compondo sociedades. Os conceitos relacionados neste sistema são: Organização, autoridade, pode, status, tomada, decisão, papel.
A enfermagem é conceituada como percepção, pensamento, relacionamento e ação, frente ao comportamento dos indivíduos que vêm ao ambiente imediato e á realidade espacial e temporal, que compõe uma situação de enfermagem.
Neste modelo conceitual, parte-se da suposição de que a meta da enfermagem é ajudar individuo a manter sua saúde para que dessa maneira, ele possa desempenhar em seus papéis.
Supõe-se que os enfermeiros têm como funções ensinar, aconselhar e guiar indivíduos e grupos, ajudando-lhes a manter sua saúde.
Sua Estrutura se baseia no fato de que o foco da enfermagem é o cuidado de seres humanos.
Metaparadigma
 (é um abrangente conjunto de conceitos que identificam os fenômenos de interesse para uma determinada disciplina)
 È constituído pelos conceitos de: 
Seres humanos
Enfermagem
Saúde e ambiente
Seres Humanos
São compreendidos como seres sociais, conscientes, racionais, perceptivos, controladores, intencionais, voltamos para a ação e para o tempo. Nesse conceito o cliente é considerado um agente ativo no processo saúde-doença, cabendo ao enfermeiro, fundamentalmente, estabelecer interações propositadas com esses clientes, para o estabelecimento de metas.
O exercício da enfermagem é considerado como um processo de ação, reação e interação, pelo qual enfermeiro e cliente compartilham informações sobre suas percepções, em uma determinada situação de enfermagem.
A saúde é descrita como a combinação de experiências dinâmicas de vida do ser humano, implicando em ajustamentos contínuos aos estressores do ambiente interno e externo, através do uso de recursos próprios para alcançar o máximo potencial para a vida cotidiana.
Ambiente
O ambiente não foi definido especificamente para a teoria do alcance de metas apesar de ser indicado como um dos conceitos principais a estrutura conceitual de sistemas e compreendido como um sistema organizado e delimitado de regras sociais, comportamentos e práticas desenvolvidas para manter valores e mecanismos que regulam as práticas e as regas.
Aplicabilidade da teoria no PSF.
O PSF (Programa de Saúde da Familia) e uma proposta de reorientação do modelo assistencial brasileiro, criado em 1994, pelo Ministério da saúde, e foi implantado em maio de 2002.
A teoria de King apoia-se na interação de enfermeiro- cliente que é fundamental para o estabelecimento e alcance de metas de saúde, propiciando o desenvolvimento de potencialidades no cliente, pessoas e comunidades.
Da mesma forma apresenta-se a prosposta do PSF, voltada a que os enfermeiros possam criar condições para o desenvolvimento de potencialidades das pessoas, de suas famílias e da comunidade, acreditando que estas podem e devem exercer o controle social sobre os serviços de saúde e se autocuidarem.
Acadêmicos: Odair Junior 174639

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.