Historia do Brasil   Frei Vicente do Salvador   Iba Mendes
254 pág.

Historia do Brasil Frei Vicente do Salvador Iba Mendes


DisciplinaHistória do Brasil I2.461 materiais40.878 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Frei Vicente do Salvador 
História do Brasil 
1500 1500 1500 1500 \u2014 1627162716271627 
 
 
 
 
 
Escrito em 1627, e publicado em originalmente em 1918. 
 
 
Vicente Rodrigues Palha 
(1564\u20141636) 
 
 
 
 \u201cProjeto Livro Livre\u201d 
 
Livro 379 
 
 
 
 
 
 
 
 
Poeteiro Editor Digital 
São Paulo - 2014 
www.poeteiro.com 
Projeto Livro Livre 
 
O \u201cProjeto Livro Livre\u201d é uma iniciativa que propõe 
o compartilhamento, de forma livre e gratuita, de 
obras literárias já em domínio público ou que 
tenham a sua divulgação devidamente autorizada, 
especialmente o livro em seu formato Digital. 
 
No Brasil, segundo a Lei nº 9.610, no seu artigo 41, 
os direitos patrimoniais do autor perduram por 
setenta anos contados de 1° de janeiro do ano 
subsequente ao de seu falecimento. O mesmo se observa em Portugal. Segundo 
o Código dos Direitos de Autor e dos Direitos Conexos, em seu capítulo IV e 
artigo 31º, o direito de autor caduca, na falta de disposição especial, 70 anos 
após a morte do criador intelectual, mesmo que a obra só tenha sido publicada 
ou divulgada postumamente. 
 
O nosso Projeto, que tem por único e exclusivo objetivo colaborar em prol da 
divulgação do bom conhecimento na Internet, busca assim não violar nenhum 
direito autoral. Todavia, caso seja encontrado algum livro que, por alguma 
razão, esteja ferindo os direitos do autor, pedimos a gentileza que nos informe, 
a fim de que seja devidamente suprimido de nosso acervo. 
 
Esperamos um dia, quem sabe, que as leis que regem os direitos do autor sejam 
repensadas e reformuladas, tornando a proteção da propriedade intelectual 
uma ferramenta para promover o conhecimento, em vez de um temível inibidor 
ao livre acesso aos bens culturais. Assim esperamos! 
 
Até lá, daremos nossa pequena contribuição para o desenvolvimento da 
educação e da cultura, mediante o compartilhamento livre e gratuito de obras 
sob domínio público, como esta, do Frei Vicente do Salvador: \u201cHistória do 
Brasil\u201d. 
 
 
É isso! 
 
 
Iba Mendes 
iba@ibamendes.com 
 
BIOGRAFIA 
 
Missionário e historiador franciscano brasileiro nascido em Matuim, cerca de 35 
quilômetros ao norte de Salvador da Bahia, considerado o autor do primeiro 
documento da historiografia brasileira (1627), dando uma visão oficiosa do 
cenário da chegada dos portugueses na Bahia e uma das leituras indispensáveis 
para o conhecimento do primeiro século da vida no Brasil. 
 
Ele pertencia a uma das famílias que ajudaram Tomé de Souza, nomeado o 1° 
Governador Geral do Brasil (1549) a construir Salvador. Depois de estudos no 
Colégio dos Jesuítas da Bahia, foi para a capital do reino e cursou Direito em 
Coimbra e doutorou-se em teologia pela Universidade de Coimbra. Ordenou-se 
e voltou ao Brasil (1587) onde exerceu sucessivamente os cargos de cônego, 
vigário-geral e governador do bispado da Bahia, até entrar para a Ordem 
Franciscana (1597) adotando o nome de Frei Vicente do Salvador. Foi guardião 
da Ordem da Paraíba (1603-1606), servindo na Paraíba, Pernambuco e Bahia, e 
viajou para a cidade do Rio de Janeiro, onde permaneceu (1607-1608) e 
colaborou na fundação do Convento de Santo Antônio. Foi para Portugal onde 
pesquisou dados para a sua História do Brasil, que concluiu em sua terra natal. 
Missionou na Paraíba, residiu em Pernambuco e cooperou na fundação da casa 
franciscana do Rio de Janeiro (1607), sendo o seu primeiro prelado. Tornou 
posteriormente a Pernambuco, onde leu um curso de artes, no convento da 
ordem, em Olinda. Regressando à Bahia aí foi guardião do respectivo convento 
(1612). Eleito em Lisboa custódio da Custódia Franciscana Brasileira, no mesmo 
ano voltou para Pernambuco. Ainda foi a Portugal, regressou novamente à 
Bahia, como guardião. No regresso à Bahia (1624) foi aprisionado na baía de 
Todos os Santos pela esquadra holandesa que invadiu o Brasil (1624-1625), mas 
logo foi libertado. Esteve ao Rio de Janeiro e com a saúde enfraquecida voltou 
mais uma vez para Salvador e morreu em Salvador. A origem de seu livro foi 
atender um pedido do erudito português Manuel Severim de Faria, para que 
escrevesse um tratado Das cousas do Brasil. 
 
A 20 de dezembro (1627) assinou a dedicatória de sua História do Brasil ao 
amigo português, uma obra dividida em cinco livros, abrangendo desde a 
chegada dos portugueses até a época do governo de Diogo Luís de Oliveira, 14° 
Governador Geral (1626-1635) e pós invasão holandesa à Bahia. Nessa obra 
relatou a história da sua terra desde o descobrimento até à expulsão dos 
holandeses, de uma forma rigorosa, ainda que com uma visão medieval da 
história, descritiva e linear, mas com o mérito de ter realizado a primeira 
tentativa no gênero. O livro permaneceria inédito por mais de dois séculos, até 
ser encontrada nos códices da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro (1881) 
por Capistrano de Abreu, que a publicou integralmente pela primeira vez (1888) 
e numa edição definitiva (1918). Além dos relatos históricos, redigiu 
informações sobre o processo de colonização e críticas á ações da corte e fez a 
primeira proposta para que o Brasil fosse o centro do império. Também 
escreveu sobre os costumes, a fauna e flora e riquezas naturais. Escreveu 
também Crônica da Custódia do Brasil (1618), cujos originais foram perdidos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
--- 
Referência bibliográfica: 
Portal da Universidade Federal de Campina Grande - Centro de Tecnologia e Recursos 
Naturais: www.dec.ufcg.edu.br 
ÍNDICE 
 
DEDICATÓRIA.............................................................................................. 
 
LIVRO PRIMEIRO - EM QUE SE TRATA DO DESCOBRIMENTO DO BRASIL, 
COSTUMES DOS NATURAIS, AVES, PEIXES, ANIMAIS E DO MESMO 
BRASIL.......................................................................................................... 
 
LIVRO SEGUNDO - DA HISTÓRIA DO BRASIL NO TEMPO DO SEU 
DESCOBRIMENTO.......................................................................................... 
 
LIVRO TERCEIRO - DA HISTÓRIA DO BRASIL DO TEMPO QUE O 
GOVERNOU TOMÉ DE SOUZA ATÉ A VINDA DO GOVERNADOR MANUEL 
TELES BARRETO............................................................................................ 
 
LIVRO QUARTO - DA HISTORIA DO BRASIL DO TEMPO QUE O GOVERNOU 
MANUEL TELES BARRETO ATÉ A VINDA DO GOVERNADOR GASPAR DE 
SOUZA........................................................................................................... 
 
LIVRO QUINTO - DA HISTÓRIA DO BRASIL DO TEMPO QUE O GOVERNOU 
GASPAR DE SOUZA ATÉ A VINDA DO GOVERNADOR DIOGO LUIZ DE 
OLIVEIRA........................................................................................................ 
 
 
1 
 
 
 
3 
 
 
31 
 
 
 
55 
 
 
 
101 
 
 
 
175 
 
 
 
 1 
 
DEDICATÓRIA 
 
AO LICENCIADO MANUEL SEVERIM DE FARIA CHANTRE NA SANTA SÉ DE ÉVORA 
 
O motivo que teve Aristóteles para se divertir da especulação, a que o seu 
gênio e inclinação natural o levava, como consta da sua Lógica, Física, e 
Metafísica, e dar-se a escrever livros históricos e morais, quais as suas Éticas 
epólicas e a história de animais, além de lho mandar o grande Alexandre, e lhe 
fazer as despesas, foi ver também, que estimava tanto o livro de Homero, em 
que se contam os feitos heróicos de Achiles, e de outros esforçados guerreiros 
que, segundo refere Plutarco in vita Alexandre de ordinário o trazia consigo, ou 
quando o largava da mão o fechava em escritório guarnecido