A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
112 pág.
Carl Rogers  do Diagnostico a Abordagem Centrada Na Pessoa

Pré-visualização | Página 1 de 29

• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
411 
• 
• 
• 
• 
• 
o 
o 
o 
o 
o 
o 
o 
o 
o 
o 
o 
• 
• ISBN 85 7 109-2-3 9 
• 
79857 5 7 
• 
• 
• 
• 
Diana Belém 
Cari Rogers: 
do diagnóstico à 
Aborclascm 
cntrada 
N.Cham. 
	 615.851 B428C 
Autor: Belem, Diana 
Título: Carl rogers : Do diagnostico a abordagem centrada 
X. 	 1111111111111111 
i e 
10375290 
68209 
mar 
É inusitado o encontro de Carl Rogers com 
a Cultura da Civilização do Nordeste do Brasil. 
Inusitado como freqüentemente o são os encontros 
humanos produtivos. Ele tão Norte Americano, da 
estirpe Nórdica, pelo menos num certo sentido; nós 
tão Nordestinos Brasileiros, tão Europa do Sul, tão 
África e Médio Oriente, tão Brasil. Ele um tributário 
do Humanismo místico Norte Americano, expresso 
nos discursos de Emerson, por exemplo, tributário 
da psicanálise existencialista, dos Culturalistas, da 
psicologia e psicoterapia fenomenológico-
existencial. Nós, tateantes nos meandros dos 
desdobramentos da cultura brasileira, em busca da 
constituição de uma psicologia e de uma 
psicoterapia que certamente não poderão calcar-se 
simplesmente nos moldes desenvolvidos pela 
psicologia na Europa e nos Estados Unidos... 
O fato, todavia, é que nos turbilhões dos anos -7 
cinqüenta e sessenta, nós fomos até Rogers, e Rogers 
veio até nós. O resultado do encontro é uma rica 
contribuição para a psicologia e psicoterapia no 
Nordeste e no Brasil, contribuição que faz parte 
efetiva e produtiva da psicologia e da psicoterapia 
que praticamos e constituímos, e que certamente 
está ainda longe de fornecer seus melhores frutos. 
Diana Belém descende das gerações 
pioneiras na protagonização deste encontro. Das 
gerações de Lúcio Flávio Campos, por exemplo, 
que entenderam pioneiramente, em Recife, a 
importância das sínteses Rogerianas e dispuseram-
se a praticá-las e transmiti-las, no universo de nossa 
psicologia ainda emergente. Carl Rogers, do 
diagnóstico à Abordagem Centrada na Pessoa, que 
Diana Belém oferece à comunidade de interessados 
na ACP, é uma celebração deste encontro de Rogers 
com a cultura nordestina e brasileira. É uma busca 
competente para colocar em perspectiva a evolução 
do pensamento de Rogers, desde os seus primórdios 
até as suas últimas fases, na segunda metade dos 
anos oitenta. É assim um instrumento valioso para 
o prosseguimento, entre nós, de uma avaliação 
. •. . 
	 . 	 : 	 " : 	 : 	 : 	 : 
desdobramento da Abordagem Centrada na Pessoa, 
no presente e nos tempos que estão por vir. 
Afonso Henrique Lisboa da Fonseca 
Psicólogo 
BAGAÇO 
Diana Bekénn 
RogtPrs: 
do Diagnóstico à Abordagem 
Centrada na Posso. 
Recife — 2000 
• 
• 
• 
• 
• 
Universidade Catálioe 
de Pernamteco 
BIOLIOTECA CENTRAL 
A03452910 
j..03.E000 • 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
Carl Rogers: 
do diagnóstico à Abordagem Centrada na Pessoa 
Copyright by Diana Belém 
Diana Maria de Hollanda Belém 
Rua Alberto Paiva, 192 - Graças - 52050-260 
Recife.Pernambuco. Brasil 
Telefone: (081)2285032, 4276788, 92724893 
E-mail: dianamhbelem@yahoo.com 
Recife. 2000 
R724b 	 Belém, Diana 
Carl Rogers : do diagnóstico à abordagem centrada na 
pessoa / Diana Belém. - Recife : Bagaço, 2000. 
216p. 
1. ROGERS, CARL R. (CARL RANSOM), 1902 
- 1987 - BIOGRAFIA. 2. PSICOTERAPIA. 3. RELA-
ÇÕES HUMANAS. I. Título. 
ISBN: 85-7409-233-9 
C D U 92CARL,R. 
PeR - BPEPCB 	 C D D 920 
Produção Gráfica: 
EDIÇÕES BAGAÇO 
Rua dos Arcos, 150 - Poço da Panela 
... porque para todo o propósito há 
tempo e modo. (Eclesiastes, 8.6) 	 • 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
Telefax: (081) 4410132 
bagacoeelogica.com.br 
Impresso no Brasil 
Aos meus filhos 
Epitácio e Andréa 
- expressão maior de criação - 
Um sentimento de gratidão por: 
Afonso H. Lisboa da Fonseca 
laraci Fernandes Advíncula 
Luiz Carlos uavalcantl 	 da Silva 
Sumário 
Prefácio 	 13 
introdução 	 19 
CAPÍTULO 1 
CARL RANSOM ROGERS: 
histórico e contextualização 	 27 
- Vida acadêmica 	 32 
- Contato com a Psicologia 	 34 
- Psicólogo clínico 	 38 
- Universidade de Ohio 	 41 
- Universidade de Chicago 	 44 
- Universidade de Wisconsin 	 46 
- Centro de Estudo da Pessoa - La Jolla 	 48 
Notas Pessoais 	 51 
Referências Bibliograficas 	 54 
CAPÍTULO 2 
CARL ROGERS E OTTO RANK 	 55 
- Terapia da Relação 	 59 
- Afinidades de Rogers com a 
Terapia da Relação 	 62 
- Divergências de Rogers com a 
Terapia da Relação 	 65 
Referências Bibliográficas 	 68 
CAPÍTULO 3 
TERAPIA NÃO-DIRETIVA - 1940/1950 
19- Período da Psicoterapia 
Centrada no Cliente: 	 69 
- O processo terapêutico 	
 75 
Referências Bibliográficas 	 80 
CAPÍTULO 8 
ABORDAGEM CENTRADA NA PESSOA: 
Psicoterapia de Grupo, Gupos 
de Encontro, Grandes Grupos 
e Comunidades 	 155 
- Grupo e psicoterapia 	 158 
- Grandes grupos 	 161 
- Grupo vivencial 	 163 
- Facilitador e poder 	 164 
- Tipos de grupos 	 166 
- Referências bibliográficas 	 168 
CAPÍTULO 9 
CARL ROGERS: Memorial 
Histórico e Contextualização 
por Marisa Amorim Sampaio 	 169 • 
BIBLIOGRAFIA 	 211 • 
CAPÍTULO 4 
PSICOTERAPIA REFLEXIVA — 1950/1957 
22 Período da Psicoterapia 
Centrada no Cliente: 	 81 
- A técnica 	 84 
- O terapeuta 	 86 
- As condições facilitadoras 	 92 
- O processo terapêutico 	 94 
- Referências bibliográficas 	 97 
CAPÍTULO 5 
CONSTRUÇÃO TEÓRICA — 1950/1957 	 99 
- Uma teoria da personalidade 	 102 
- Conceito de vida plena 	 110 
- Referências Bibliográficas 	 115 
CAPÍTULO 6 
PSICOTERAPIA EXPERIENCIAL — 1957... 
O 32 Período da Psicoterapia 
Centrada no Cliente: 	 117 
- O processo terapêutico 	 129 
- O quarto período da Psicoterapia 
Centrada no Cliente 
	
 136 
- Referências bibliográficas 	 140 
CAPÍTULO 7 
ENSINO CENTRADO NO ALUNO: 
Uma Aprendizagem Significativa 	 141 
- A aprendizagem significativa 	 147 
	149 	 
e 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
e 
e 
e 
e 
- A teoria da aprendizagem 
	
 151 
- O ensino centrado no aluno 	 152 
- Referências bibliográficas 
	
 154 
II 
! 
• 
0 
1 
- . ) 
- ) 
1 
.--) 
3 
") 
) 
3 
) 
) 
3 
3 
3 
3 
3 
3 
3 
J 
3 
J 
3; 
3 
U 
• 
• it 
• ' - • 1 1 
• 
• 
PREFÁCE0 
Toda vida implica numa história que dá sentido 
àquela existência. Resgatar essa história é possibili-
tar a compreensão e os sentidos daquela vida. Quan-
do esta tarefa é feita não só com o intuito de conhecer 
a história de alguém, mas, também, de beneficiar com 
este conhecimento a vida e a história de muitos ou-
tros, é digna de admiração e respeito. 
A psicóloga, psicoterapeuta e professora Diana 
Belém, ao escrever este livro sobre Carl Rogers e a 
trajetória do seu pensamento, cumpre significativamen-
te esse trabalho. Com 
 uma vocação ímpar para o en-
sino e um cuidado especial na elaboração das suas 
aulas, Diana Belém preparou uma apurada e didática 
pesquisa da biografia e da obra de Rogers, ensejando 
melhor o seu entendimento e aprofundamento. Colo-
ca à disposição de seus alunos, e para muitos outros 
interessados em conhecer esse autor, um
- texto claro 
e conciso. Construir com precisão suas aulas, comu-
nicá-las com vivacidade e ser um modelo de firmeza e 
dedicação, são exemplos coerentes de quem faz do 
• 
• 
• 
• Diana Maria de Hollanda Belém 
• 
• 
seu ofício de ensinar um espaço para o desenvolvi-
mento humano. 
• 
Nesta oportunidade, por indeclinável dever, como 
• 
profissional, também formada, dentro desta corrente 
• 
de pensamento, e por ter partilhado com Diana Belém 
• 
muitos dos