questionario unidade 2
3 pág.

questionario unidade 2


DisciplinaEducação Ambiental6.153 materiais41.420 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Pergunta 1
0,5 em 0,5 pontos
	
	

	
	A alfabetização ambiental é um processo contínuo de desenvolvimento de competências, habilidades, compreensões e ações, não um processo discreto em que se classificam as pessoas simplesmente como alfabetizadas ou não alfabetizadas. Nesse processo contínuo, Roth (1992, citado pelo EECO, 2000, p. 15-16) definiu três pontos, caracterizados por comportamentos observáveis. Cada ponto representa um aumento do nível de sofisticação no que diz respeito à aprendizagem de comportamentos ambientais. Esses três níveis de alfabetização ambiental descritos por Roth podem servir como diretrizes específicas para a educação não formal planejada para o público em geral. Os três níveis de alfabetização ambiental e seus comportamentos associados são:
	
	
	

	
		Resposta Selecionada:
	e. 
 Alfabetização ambiental nominal, funcional e operacional.

 

	Respostas:
	a. 
 Alfabetização ambiental organizacional, funcional e operacional.

 

	
	b. 
 Alfabetização ambiental nominal, organizacional e constitucional.

 

	
	c. 
Alfabetização ambiental funcional, constitucional e organizacional.

 

	
	d. 
 Alfabetização ambiental organizacional, constitucional e operacional.

 

	
	e. 
 Alfabetização ambiental nominal, funcional e operacional.

 

	Feedback da resposta:
	Resposta correta: E.
Comentário: É a única alternativa que apresenta os três níveis de alfabetização ambiental definidos por Roth (1992, citado pelo EECO, 2000, p. 15-16).

	
	
	

Pergunta 2
0,5 em 0,5 pontos
	
	

	
	A interdisciplinaridade resgata a complexidade inerente à questão ambiental. Ou seja, quando se faz a distribuição do conhecimento humano em compartimentos estanques, promove-se um reducionismo indesejável, que deixa de ressaltar importantes inter-relações características dos fenômenos naturais, dos quais fazem parte as pessoas. Com relação à interdisciplinaridade é correto afirmar que ela:
	
	
	

	
		Resposta Selecionada:
	a.
Não pretende a unificação dos saberes, mas deseja a abertura de um espaço de mediação entre conhecimentos e articulação de saberes, no qual as disciplinas estejam em situação de mútua coordenação e cooperação, construindo um marco conceitual e metodológico comum para a compreensão de realidades complexas. A meta, neste caso, não é unificar as disciplinas, mas estabelecer conexões entre elas para a construção de novos referenciais conceituais e metodológicos consensuais, promovendo a troca entre os conhecimentos disciplinares e o diálogo dos saberes especializados com os saberes não científicos.

	Respostas:
	a.
Não pretende a unificação dos saberes, mas deseja a abertura de um espaço de mediação entre conhecimentos e articulação de saberes, no qual as disciplinas estejam em situação de mútua coordenação e cooperação, construindo um marco conceitual e metodológico comum para a compreensão de realidades complexas. A meta, neste caso, não é unificar as disciplinas, mas estabelecer conexões entre elas para a construção de novos referenciais conceituais e metodológicos consensuais, promovendo a troca entre os conhecimentos disciplinares e o diálogo dos saberes especializados com os saberes não científicos.

	
	b.
 Radicaliza a ideia de reacomodação e unificação dos conhecimentos disciplinares, com relativo desaparecimento de cada disciplina. Assim, cada campo especializado do saber envolvido no estudo de certo fenômeno seria fundido em um amplo corpo de conhecimentos universais e não especializados, que poderiam ser aplicados a quaisquer fenômenos. A ideia de um saber comum, unitário, que abarque o conhecimento de toda a realidade é pretensão bastante controversa, pois, de certa forma, repõe a crença em uma razão unitária e em sua capacidade ilimitada de saber tudo sobre o real.

	
	c.
Diz respeito à situação em que diversas disciplinas, com base em seu quadro teórico-metodológico, colaboram com o estudo ou tratamento de dado fenômeno. Os limites disciplinares são mantidos e não se supõe, necessariamente, a integração conceitual ou metodológica das disciplinas no âmbito de um novo campo do conhecimento. Congressos e simpósios são exemplos de situações em que se lança mão do debate multidisciplinar.

	
	d.
É uma posição fácil, cômoda e estável, pois exige maneira de conceber o campo da produção de conhecimento buscada no contexto de uma mentalidade disciplinar. Trata-se de um combate ao mesmo tempo externo e interno, no qual a manutenção estável das áreas e das formas de relacionar os conhecimentos corresponde à estruturação de nossa própria maneira de conhecer e nos posicionar perante o conhecimento, ressaltando os condicionamentos históricos que nos constituem.

 

	
	e.
O conceito de interdisciplinaridade não se aplica à compreensão das complexidades. Segundo Morin et al. (2003), essas complexidades são melhor apreendidas quando despedaçadas e seus objetos são analisados isoladamente, tomando-se o cuidado de articular os saberes fragmentários, reconhecendo assim as relações todo-parte.

 

	Feedback da resposta:
	Resposta correta: A.

Comentário: É a única alternativa que apresenta a definição adequada com relação à interdisciplinaridade.

	
	
	

Pergunta 3
0,5 em 0,5 pontos
	
	

	
	A interpretação ambiental é uma categoria única de atividades que promovem o aprendizado ambiental. O termo \u201cinterpretação\u201d é usado para descrever atividades de comunicação planejadas com o intuito de promover melhorias no aprendizado desenvolvido em parques, zoológicos, museus, aquários e outros locais similares. Com relação à interpretação ambiental, assinale a alternativa incorreta:
	
	
	

	
		Resposta Selecionada:
	b. 
 A interpretação para crianças deve seguir uma abordagem exatamente igual àquela feita para adultos.

 

	Respostas:
	a. 
 A interpretação deve associar o tema do programa à personalidade ou experiência dos participantes.

 

	
	b. 
 A interpretação para crianças deve seguir uma abordagem exatamente igual àquela feita para adultos.

 

	
	c. 
 A meta principal da interpretação não é a instrução, mas a provocação.

 

	
	d.
 Um tema é uma mensagem facilmente compreensível ou uma ideia geral. Toda apresentação interpretativa deve ser organizada ao redor de um tema.

 

	
	e. 
 Informação não é interpretação; interpretação é a revelação baseada em informações.

 

	Feedback da resposta:
	Resposta correta: B.
Comentário: A interpretação para crianças deve seguir uma abordagem diferente daquela para adultos.

	
	
	

Pergunta 4
0,5 em 0,5 pontos
	
	

	
	A psicologia ambiental é o ramo da psicologia que vem ganhando muitos adeptos. O alvo dos estudos e elaborações dos psicólogos ambientais é a interação homem-ambiente em escala macro e microambiental. Daí existirem linhas de pesquisa no contexto da psicologia ambiental que visam a incrementar a adoção de comportamentos pró-ambientais, ou seja, comportamentos que tenham como meta a redução de impactos ambientais a curto e longo prazo.
A seguir são apresentados alguns exemplos de comportamentos pró-ambientais, com  exceção do apresentado na alternativa:

	
	
	

	
		Resposta Selecionada:
	e. 
 Utilizar o carro para ir ao trabalho sozinho, pois o automóvel não causa danos ao ambiente.

 

	Respostas:
	a. 
 Fechar a torneira ao escovar os dentes para economizar água.

 

	
	b. 
 Economizar energia elétrica, apagando a luz sempre que possível e aproveitando a luminosidade do sol.

 

	
	c. 
 Efetuar a coleta seletiva de lixo.

 

	
	d. 
 Utilizar papel reciclado sempre que possível.

 

	
	e. 
 Utilizar o carro para ir ao trabalho sozinho, pois o automóvel não causa danos ao ambiente.

 

	Feedback da resposta:
	Resposta correta: E.
Comentário: O correto seria utilizar o transporte público ou aproveitar