A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
90 pág.
Aula_7_e_8

Pré-visualização | Página 3 de 4

normalmente em termos de DBO 
Parâmetros físicos e químicos... 
 
DBO – Demanda Bioquímica de Oxigênio... 
 
• A DBO é medida da seguinte forma: 
– Uma amostra de água é armazenada com uma 
quantidade de OD fixa, durante cinco dias, a 20ºC 
– Após 5 dias, mede-se a redução da taxa de oxigênio 
• O valor médio para esgotos domésticos é de 300 mg/l 
de DBO 
Parâmetros físicos e químicos... 
DQO - Demanda Química de Oxigênio 
• É a quantidade de oxigênio necessária à oxidação 
química da matéria orgânica, por meio de um oxidante 
químico forte (dicromato de potássio), em meio ácido 
• Em relação à DBO, tem a vantagem de poder ser 
medida de 2 a 3 horas 
• Quanto maior a relação DQO/DBO maior a fração inerte 
na amostra 
• Esta relação varia, em média, entre 1,7 a 2,4 nos 
esgotos domésticos (Von Sperling, 1996) 
• A DQO mede, portanto, tanto a parte biodegradável do 
efluente, quanto a parte inerte 
Parâmetros físicos e químicos... 
Carbono Orgânico Total (COT) 
• Usado para caracterizar a matéria orgânica 
dissolvida e em suspensão em água 
• É um parâmetro complementar à DBO, mas que 
não o substitui 
• O COT é medido diretamente, ao contrário da 
DBO e da DQO, e se mostra adequado para 
amostras com pequenas quantidades de 
carbono orgânico 
Parâmetros físicos e químicos... 
Carbono Orgânico Total (COT)... 
• As formas inorgânicas do carbono devem ser 
previamente removidas ou deduzidas nos cálculos (o 
CO2, por exemplo) 
• O valor habitual de COT para águas subterrâneas é de 
aproximadamente 1 mgC/L enquanto que para águas 
superficiais é em média de 5 mgC/L e nos casos de 
esgoto não tratado, os valores podem atingir centenas 
de mgC/L 
RESERVATÓRIOS 
• Assoreamento do reservatório à montante 
• Erosão acelerada à jusante 
• Alteração no regime de 
cheias e vazantes 
• Estratificação térmica 
• Eutrofização 
• Alterações ecológicas 
 
AGROPECUÁRIA 
• Irrigação: maiores perdas de água 
– Impacto sobre as vazões 
– Elevação do nível freático 
• Maior exposição à contaminação 
• Salinização 
 
• Lixiviação de fertilizantes e agrotóxicos 
– Poluição e contaminação de mananciais 
• Nitrato: principal poluente de águas subterrâneas 
das zonas rurais no Brasil 
• Dejetos orgânicos 
– fazendas, pocilgas, abatedouros, curtumes e usinas 
de açúcar/álcool 
• Desmatamento 
Parâmetros físicos e químicos... 
ODOR E SABOR 
• A interação entre odor e gosto (salgado, doce, etc.) 
origina o sabor 
• Ambos são determinados por sólidos em suspensão, 
sólidos dissolvidos e gases dissolvidos 
• Ex: Águas com mais de 400 mg/l de SO4
-2 (sulfatos) 
têm gosto salgado e amargo 
• O odor e o sabor da água são medidos em função do 
número de diluições com água destilada necessárias 
até que nenhum odor/sabor seja perceptível 
– O resultado é expresso pelo número de maior 
diluição que ainda dá odor/sabor 
Parâmetros físicos e químicos... 
ODOR E SABOR... 
 
Parâmetros físicos e químicos... 
RESÍDUO SECO A 110ºC (mg/l) 
• É o peso dos sais resultantes da evaporação de um litro 
d’água, após filtragem para remoção de materiais em 
suspensão 
 
 
 
 
 
• As substâncias em solução não são necessariamente sais 
• A Resolução CONAMA 357/05 classifica as águas 
brasileiras em águas doces (salinidade < 0,5 %), salobras 
(salinidade entre 0,5 e 30 %) e salinas (salinidade > 30 %) 
Parâmetros físicos e químicos... 
SÓLIDOS TOTAIS DISSOLVIDOS (STD) (mg/l) 
• Representam o peso total dos constituintes minerais 
presentes na água, por unidade de volume, 
representando a concentração de todo o material 
dissolvido na água, seja ou não volátil 
• Por isso, os STD serão um pouco superior ao resíduo 
seco devido ao bicarbonato, que, quando expostos a 
temperaturas superiores a 100ºC se decompõe, 
evaporando CO2 
ÁREAS URBANAS 
• Impermeabilização 
– Redução da recarga 
• Rebaixamento do nível d’água subterrâneo 
– Redução do número de nascentes e do fluxo 
de base 
 
– Aumento do escoamento 
superficial 
– Redução do tempo de 
concentração dos fluxos 
• Inundações, erosão fluvial 
• Intervenções diretas nos cursos d’água 
– concepção higienista: canalização e a retificação de 
cursos d’água 
• Reduz risco de inundação NA CIDADE 
• Aceleração dos fluxos 
• Eliminação de habitats e espécies 
• Impede as trocas hídricas 
• Escoamento de poluentes urbanos e poluição das 
águas por metais pesados, óleos e graxas, sólidos em 
suspensão, etc. 
– Os efluentes pluviais podem ser tão ou mais 
poluentes e tóxicos do que os esgotos domésticos 
• Cursos d’água como receptores de efluentes 
• Ocupação dos canais e dos ambientes associados à sua 
manutenção 
Parâmetros biológicos... 
COLIFORMES 
• Grupo de bactérias mais utilizados no mundo para 
estudos de contaminação das águas 
• Vivem, geralmente, no sistema intestinal dos animais de 
sangue quente, portanto, são indicadores de 
contaminação da água por matéria fecal 
• O gênero Escherichia é o mais comum e abundante, 
vindo secundariamente os gêneros Citrobacter, 
Klebsiella e Enterobacter 
• Os esgotos são as principais fontes de coliformes para 
as águas superficiais 
• A bactéria Escherichia coli (E. coli) é considerada o mais 
eficiente coliforme como indicador de contaminação 
fecal das águas, podendo viver até 90 dias na água 
Parâmetros biológicos... 
Outros bioindicadores 
• Bactérias 
– Principais responsáveis pela estabilização da matéria 
orgânica 
– Algumas são patogênicas 
– As cianobactérias (“algas azuis”) são indicadores 
muito usados para detecção de processos de 
desoxigenação da água 
• Algas 
– São importantes na produção de oxigênio na água 
– Em situações de proliferação excessiva podem levar 
à deterioração da qualidade da água e processos de 
desoxigenação 
Parâmetros biológicos... 
Outros bioindicadores... 
• Fungos 
– não fotossintéticos, importantes na decomposição da 
matéria orgânica 
– São favorecidos por condições de baixo pH 
• Protozoários 
– Alimentam-se de bactérias, algas e outros 
microorganismos 
– São importantes nos processos de tratamento 
biológico para a manutenção do equilíbrio entre 
diferentes grupos 
– Alguns são patogênicos 
Parâmetros biológicos... 
Outros bioindicadores... 
• Vírus 
– Organismos parasitas que causam doenças 
• Helmintos 
– Vermes intestinais cujos ovos podem causar doenças 
• Bentônicos 
– Macro-invertebrados que vivem no leito dos rios 
Parâmetros físicos e químicos... 
CONDUTIVIDADE ELÉTRICA 
• Medida da facilidade da água em conduzir corrente 
elétrica; diretamente ligada ao teor de sais dissolvidos 
sob forma de íons em solução 
– O substrato geológico influencia (litologias distintas 
fornecem diferentes quantidades de íons em solução) 
• Níveis de condutividade superiores a 100 µS/cm 
indicam, em geral, ambientes impactados (CETESB, 
2005), poluídos por efluentes diversos, inclusive pluviais 
• A CE também tende a aumentar com a temperatura 
• Para águas doces, a CE varia, normalmente, entre 100 
a 2.000 µS/cm 
Parâmetros físicos e químicos... 
CONDUTIVIDADE ELÉTRICA... 
• A medição da CE é realizada com condutivímetro 
• Riscos geomorfológicos 
INDÚSTRIA 
• Associada à poluição térmica e à geração de 
efluentes ricos em contaminantes tóxicos 
(dejetos químicos – fluoretos, cromo, chumbo, 
cádmio, etc) e matéria orgânica 
• Chuva ácida 
• Produção de fumo, couros e peles (curtumes), 
construção civil, alimentação e perfumaria, papel 
e química 
INDÚSTRIA... 
• Elementos-traço