A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
BIOQUÍMICA DA NUTRIÇÃO (resumo)

Pré-visualização | Página 1 de 3

Alberto Galdino – Bioquimica da Nutrição 
 
1 
Objetivos/Estudo Dirigido 
BIOQUÍMICA DA NUTRIÇÃO 
 
1) Reconhecer as diversas categorias as dos nutrientes. 
Existem 50 tipos de nutrientes distribuídos em diversas categorias: 
Proteínas: 
-Aminoácidos essenciais: leucinas, isoleucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, 
triptofano, valina, histidina e arginina. 
-Aminoácidos não essenciais. 
-Ácido linoleico. 
Lipídeos: 
-Ácido linoleico. 
Carboidratos: 
-Glicose, fibras. 
Vitaminas: 
-Lipossolúveis: retinol (A), colecalciterol (O), α-tocoferol (E) e filiquinona (K). 
-Hidrossolúveis: tiamina (B1), B2, piridoxina, B12, niacina, biotina, ácido fólico, C. 
Elementos Inorgânicos: 
-Mais abundantes: Na+, K+, Ca++, Mg++, Fe++ ou Fe+++, P (como fosfato), 
S (como Cys ou met), Cl- 
-Outros: I, I, Cu++, Zn++, Mn++, Cr, MO, Se, Ni 
Água 
 
Importância: são essenciais para: 
- Crescimento celular 
- Manter as funções orgânicas 
- Reparar e repor os tecidos 
- Fornecer energia 
 
2) Saber a constituição (em %) dos diversos nutrientes para a energia total gasta pelo 
homem. 
 
 
3) Definir metabolismo basal e metabolismo total. 
Metabolismo Basal: Energia necessária para sustentar os processos básicos da vida. 
50% usada nos transporte de íons Na+ e Ca++ nas células. 
50% para manter as funções importantes: exemplo – batimento cardíaco, respiração e 
temperatura corpórea. 
 
Metabolismo Total: É o somatório da energia da nutrição. 
Energia para o metabolismo basal + energia para realização de outras atividades, por 
exemplo: trabalho, esportes, etc. 
 
 
Alberto Galdino – Bioquimica da Nutrição 
 
2 
4) Reconhecer e classificar as diversas atividades realizadas pelo homem. 
 
 
 
 
 
 
 
5) Identificar a contribuição energética fornecida pela oxidação completa de cada 
grama dos diversos nutrientes (lipídeos, proteínas e carboidratos). 
Carboidratos = 4 Kcal/g 
Proteínas = 4 Kcal/g 
Lipídeos = 9 Kcal/g 
 
Ex: 1g de carboidrato (glicose) = 4Kcal de energia 
 
Valor calórico da dieta: 
Carboidratos = 50 – 60% (Média = 55%) das calorias 
Lipídeos = 30 – 40% (Média = 30%) das calorias 
Proteínas = 10 – 15% (Média = 15%) das calorias 
 
SDA = ação dinâmica específica dos alimentos 
30% proteínas, 4% lipídeos e 6% carboidratos. 
 
6) Calcular o consumo energético diário para uma pessoa realizando atividades físicas 
diversas. 
Exemplo: homem de 70 kg 
Dormindo: 0,9 x 70 x 8hs = 504 kcal 
Muito leve: 1,5 x 70x 12hs = 1260 kcal 
Leve: 2,9 x 70 x 2hs = 406 kcal 
Moderada: 4,3 x 70 x 2hs = 602 kcal 
TOTAL DE TODOS OS KCAL SOMADOS: 2772 KCAL 
 
DIETA: carboidratos: 2772 x 55 =1524,6 kcal / 4 = 381,15 g 
Lipídios: 2772 x 30% = 831,6 kcal / 9 = 92,4 g 
Proteínas: 2772 x 15 % = 415,8 / 4 = 103,95 + 30% (SDA) = 135,13 ou RESULTADO: 
135g 
 
7) Caracterizar má-nutrição. 
Pode ser dividida em Má nutrição primária e Má nutrição secundária 
A má nutrição primária: causada por alterações dos nutrientes constituintes da dieta. 
A má nutrição secundária: Dieta adequada, porém o indivíduo possui uma má 
digestão e absorção. 
 
Alberto Galdino – Bioquimica da Nutrição 
 
3 
 
8) Identificar os fatores que causam má-nutrição primária e secundária. 
Má-Nutrição Primaria 
- Dieta deficiente em: Quantidade Total de um ou mais constituintes essenciais 
- Dieta mal balanceada: Com excesso de um nutriente em particular 
Má-Nutrição Secundária 
- Deficiência de enzimas: Falhas na digestão ou no metabolismo 
- Diarréia ou infecção do trato Gatrointestinal: Interferência na absorção 
- Infecções severas ou generalizadas (provoca perda do apetite e distúrbios no 
metabolismo): Interferência na absorção e digestão 
 
9) Identificar as causas da má digestão e má absorção de nutrientes. 
Cistite fibrosa do fígado 
Insuficiência pancreática 
Infestação parasitária 
Infecção bacteriana intestinal 
Anormalidades anatômicas do intestino 
Doença celíaca 
 
10) Descrever o teste diagnóstico da má absorção. 
“Teste da Tolerância à D-xilose” 
5g de D-xilose (açúcar não metabolizável), via oral 
 
Coleta da urina após 5 min; dosagem da D-xilose neste material 
 
Resultado: > 25% D-xilose = Normal 
 < 20% D-xilose = Má- absorção 
 
11) Sobre Doença Celíaca definir: causas, características, sintomas, consequências e 
tratamento. 
Causa: Hipersensibilidade a duas frações (pedaços de uma proteína ou peptídeos 
menores): Glúten e Giadina (ricas em glutamina) do trigo, centeio, aveia e cevada. 
Características: Intolerância a cereais (trigo, centeio, cevada e aveia) Associada a: 
Distúrbios na absorção de gorduras e carboidratos; Esteatorréia. 
Sintomas: Perda de apetite; Perda de peso; Fezes: esbranquiçadas, volumosas, aspecto 
gorduroso e odor insuportável. 
Consequências: Raquitismo; Nanismo; Infantilismo (não no sentido de retardo mental, 
e sim características); Deformidade do corpo; Perda da reserva de gordura; Abdome 
protuberante. 
Tratamento: Eliminação de trigo, cevada, aveia e centeio. 
Dieta Recomendada: -Leite desnatado e proteínas -Livre de gorduras até que a 
absorção desta seja melhorada -Suprimento adequado de vitaminas e sais minerais 
 
 
Alberto Galdino – Bioquimica da Nutrição 
 
4 
12) Relativo a Deficiência Calórica Proteica, definir causas, etiologia, complicações e 
tratamento. 
Causa: Má nutrição resultante da dieta inadequada em proteína e/ou calorias. Devido 
a Frequente falta de alimentação equilibrada para a manutenção energética. África. 
Etiologia: Infecção crônica, Diarréia crônica, Infestação parasitária, Doenças 
metabólicas, Alimentação reduzida. 
Complicações: Crescimento reduzido, Peso abaixo do normal, Olhos aprofundados 
(perda da gordura orbital), Perda da gordura sub-cutânea, abdômen aparentemente 
distentido, Atividade muito reduzida. 
Tratamento: Infusão intravenosa de eletrólitos e água, Pequenas quantidades de leite 
via oral (boca ou tubo gástrico), Aumento gradual da dieta com suplemento de 
vitaminas e ferro durante a recuperação, Terapia com antibióticos, quando infecções 
estiverem associadas. 
 
13) Considerando a Má-Nutrição Protéica (Kwashiorkor): descrever considerações gerais 
sobre o quadro clínico, complicações e tratamento. 
Definição: É uma má nutrição severa resultante de uma dieta pobre em proteínas. 
Complicações: Deficiência do crescimento, Faces edemaciadas, Perda da Pigmentação, 
Dermatoses: Pavimentação maluca (pernas e tronco) e Pele de largato, Apatia, 
Anorexia. 
Tratamento: Adição de proteínas de alto valor biológico: Ovo inteiro,leite humano, 
leite de vaca, albumina do ovo, fígado animal, carne de boi etc, peixe, etc. 
 
14) Definir valor biológico das proteínas e enumerar as proteínas de alto valor biológico 
para o homem. 
- Composição da proteína: 
↑ Número e nível de Aminoácidos essenciais 
↑ Valor biológico de uma proteína 
- Digestibilidade da proteína 
↑ Digestibilidade da proteína ingerida 
↑Absorção dos Aminoácidos dessa proteína 
↑ Valor biológico da proteína 
 
Referências: 
1. Human Biochemistry – Capítulos 21 e 22. James M. Orten 
2. Nutrição Humana. Benjamin Burton 
3. Bioquímica uma abordagem dirigida por casos. Montgomery, Conway J. Spector 
 
 
 
 
 
 
Alberto Galdino – Bioquimica da Nutrição 
 
5 
Que aspectos sobre os nutrientes serão considerados? 
1. Quais as maiores fontes alimentares para obtenção dos nutrientes essenciais? 
2. Qual a quantidade necessária diária dos nutrientes? 
3. Quais os defeitos das deficiências dos nutrientes? O que