A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
43 pág.
lesões

Pré-visualização | Página 2 de 2

coagulativa é característico da morte 
hipóxica das células em todos os tecidos, exceto o 
cérebro. + Comum das necroses. 
Necroses 
 Necrose de liquefação; 
 
Apresenta-se com consistência mole, na maioria das vezes 
liquefeito. Resulta da ação de enzimas hidrolíticas, com 
dissolução enzimática rápida e total do tecido morto, 
favorecida pela estrutura e constituição do mesmo. 
 
Necrose característica do tecido cerebral destruído por 
isquemia e presente em lesões causadas por bactérias 
piogênicas. 
Necroses 
 Necrose caseosa; 
 
Assemelha-se grosseiramente a massa grumosa do queijo 
fresco (caseum). Massa amorfa, esbranquiçada, sem 
brilho, de consistência pastosa, friável e seca. Na verdade 
é uma combinação de necrose de coagulação e de 
liquefação. 
 
Necrose característica da tuberculose. 
Necroses 
 Necrose gordurosa; 
 
Ocorre no tecido adiposo. A aparência macroscópica é de 
pingos de vela ou depósitos de giz branco sobre o tecido 
adiposo. 
 
Na maioria das vezes é resultado da ação lítica de enzimas 
pancreáticas; outras vezes é conseqüência da agressão 
mecânica traumática do tecido gorduroso. 
Necroses 
 Necrose hemorrágica; 
Presença de grande quantidade de sangue no local da 
necrose. Mais uma denominação macroscópica do que 
microscópica. 
 
 Necrose gomosa; 
Tipo de necrose de coagulação encontrado na sífilis 
terciária. A área necrótica apresenta-se compacta, 
uniforme e elástica, como uma goma. 
 
Necroses 
 Necrose fibrinóide; 
Representada por alteração granular, eosinofílica da parede 
vascular. Hipertensão, lúpus eritematoso e febre 
reumática. 
 
 Necrose gangrenosa; 
Tipo de necrose de coagulação. Ocorrem às custas da 
isquemia e liquefação com presença de bactérias 
anaeróbias e leucócitos. Ocorre putrefação do tecido 
necrótico. 
Apoptose 
Montenegro & Franco, 1996 
“Morte celular em tecidos normais como uma forma de 
regulação da população celular. Causa intrínseca à 
célula e não depende de alterações do meio ambiente. 
A apoptose é um processo espontâneo, como se as 
células cometessem suicídio, uma vez que sua função 
não é mais necessária”. 
Apoptose Necrose 
Calcificações 
Montenegro & Franco, 1996 
Distrófica 
Metastática 
Idiopática 
Tipos de calcificação 
Calcificação Distrófica 
“Encontrada nos tecidos com necrose, principalmente 
caseosa, de coagulação e gordurosa, e mais raramente 
no tipo liquefativa.A alteração do pH local do tecido 
lesado provoca a deposição de cálcio no tecido. Ex: 
zonas de infarto, áreas de tuberculose, áreas de necrose 
de tumores etc”. 
Montenegro & Franco, 1996 
Calcificação Metastática 
“Encontrada quando há aumento de cálcio circulante 
(hipercalcemia). O cálcio circulante se deposita em 
tecidos normais, acentuando-se mais em tecidos 
lesados”. 
Montenegro & Franco, 1996 
Calcificação Idiopática 
“Não possui relação com tecidos lesados nem com 
hipercalcemia. Aparece no tecido subcutâneo do 
homem, próximo das articulações e após traumatismo 
em músculos esqueléticos”. 
Montenegro & Franco, 1996