A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
70 pág.
Artigo_Análise Tributária

Pré-visualização | Página 3 de 17

63 
3.2.2.2 CSSL ............................................................................................................. 64 
 11
3.2.2.3 PIS / COFINS ................................................................................................ 64 
3.3 Análise dos Resultados Obtidos ..................................................................... 65 
4 CONSIDERAÇÕES FINAIS ................................................................................... 67 
REFERÊNCIAS ......................................................................................................... 68 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 12
1 INTRODUÇÃO 
 
 
Este capítulo trata da apresentação do trabalho desenvolvido nos 
subitens a seguir, onde consta o embasamento teórico e um estudo de caso sobre a 
forma de tributação mais adequada à uma empresa do ramo de fundição do sul do 
Estado de Santa Catarina. Consiste na exposição do tema e problema de pesquisa, 
seu objetivo e justificativa, bem como a metodologia utilizada na elaboração deste. 
 
 
1.1 Tema e Problema 
 
 
No cenário econômico atual, onde os consumidores são cada vez mais 
exigentes e existem várias empresas em um mesmo ramo de atividade, os 
administradores têm que estar sempre atentos ao nível de competitividade de suas 
empresas em relação aos seus concorrentes. 
Além de atender a quesitos básicos, como a qualidade dos produtos e 
atendimento, agilidade na entrega e atualizações constantes às necessidades dos 
clientes, possuir um preço competitivo é indispensável na disputa pelos 
consumidores. Uma vez que a carga tributária representa a agregação de um alto 
valor ao produto ou serviço, a economia fiscal constitui-se como uma medida 
imprescindível para a conquista de preços diferenciados e satisfação dos clientes, 
consequentemente, obtendo os melhores resultados possíveis à empresa. 
Contudo, a dificuldade de interpretação e as atualizações constantes 
quanto aos aspectos tributários tornam a escolha da forma de tributação mais 
adequada a cada empresa, uma tarefa complexa e, por vezes, inviável a algumas 
organizações de menor porte. Estas, devido a desinformação, acabam pagando 
tributos a maior, sofrendo bi-tributações ou até mesmo autuações onerosas que 
comprometem as atividades destas empresas. 
Diante disso, levanta-se o seguinte problema de pesquisa: Qual o regime 
de tributação do Imposto de Renda Pessoa Jurídica é mais adequado para uma 
empresa do ramo de Fundição do Sul do Estado de Santa Catarina? 
 
 13
1.2 Objetivos da Pesquisa 
 
 
O objetivo geral deste estudo consiste em identificar por meio de um 
planejamento tributário, qual o regime de tributação do IRPJ, Lucro Real ou Lucro 
Presumido, é mais adequado para uma empresa do ramo de Fundição do Sul do 
Estado de Santa Catarina. 
Para o alcance deste objetivo geral, têm-se os seguintes objetivos 
específicos: 
• descrever o Sistema Tributário Nacional (STN), a Legislação Tributária 
e os Princípios Constitucionais Tributários; 
• analisar os regimes de tributação, Lucro Presumido e Lucro Real, 
considerando os impostos e contribuições federais: Imposto de Renda 
Pessoa Jurídica (IRPJ), Contribuição Social Sob o Lucro (CSSL); 
• confrontar as modalidades de apuração do Programa de Integração 
Social(PIS) e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social 
(COFINS), considerando o regime cumulativo ou não-cumulativo; 
• realizar um comparativo entre as modalidades de tributação possíveis 
à empresa objeto deste estudo. 
 
 
1.3 Justificativa 
 
 
Considera-se carga tributária o montante recolhido ao Estado sob a forma 
de tributos. Constitui-se por todos os impostos, taxas e contribuições revertidos ao 
governo. Conforme definição da Receita Federal do Brasil (RFB): 
A determinação da carga tributária compreende a agregação de todos os 
pagamentos efetuados por pessoas físicas e/ou jurídicas relativamente aos 
diferentes tributos ou contribuições para as três esferas de governo (federal, 
estadual ou municipal) no período de um ano. Esse valor é comparado com 
o Produto Interno Bruto no mesmo período, resultando em uma medida do 
esforço financeiro da sociedade para o custeio das atividades estatais. 
 
Assim, as atividades estatais são desenvolvidas, de modo geral, a fim de 
garantir o bem-estar comum e o financiamento do desenvolvimento sustentável do 
país. 
 14
Porém, o que se destaca no Brasil é o forte impacto da carga tributária 
sobre o Produto Interno Bruto Nacional. Segundo informações do Instituto Brasileiro 
de Planejamento Tributário (IBPT), a carga tributária brasileira chegou a incrível 
marca de 40,51% de comprometimento do rendimento bruto de um brasileiro, em 
2008. 
O IBPT destaca ainda que o brasileiro trabalha 50% a mais que 
argentinos, mexicanos e chilenos para o pagamento de tributos, sendo que em 2009 
o brasileiro trabalhou os primeiros 147 dias do ano apenas para a arrecadação 
tributária. 
Diante disso, destaca-se a contribuição teórica deste estudo, que consiste 
em identificar adaptações que podem ser sugeridas para contribuir com a correta 
tributação das empresas do setor metalúrgico do sul do Estado de Santa Catarina, 
visto que são muitas as particularidades e atualizações que devem ser observadas 
em cada ramo da economia, para que o planejamento tributário seja eficaz e 
contribua de fato com a prosperidade da organização. 
Contudo, a avaliação da forma de tributação menos onerosa a uma 
empresa têm como objetivo a economia de recursos financeiros. Tal contenção, 
considerada a alta carga tributária brasileira, representa o aumento da 
competitividade e dos lucros da organização. 
Sendo assim, este estudo alcança também significativa relevância no que 
tange ao âmbito social, pois o aumento da competitividade e dos lucros de uma 
organização, contribui para a manutenção desta em atividade e, em consequência, 
garante emprego e geração de renda aos colaboradores diretos e indiretos. 
 
 
1.4 Metodologia 
 
 
Quanto a metodologia, pode-se dizer, é um roteiro que deve ser seguido 
para que seja possível a correta elaboração do trabalho. De acordo com Jung (2004, 
p. 227) “a metodologia é um conjunto de técnicas e procedimentos que tem por 
finalidade viabilizar a execução da pesquisa, obtendo-se como resultado um novo 
produto, processo ou conhecimento.” 
 15
O presente estudo utilizará como metodologia a pesquisa descritiva, que 
Cervo e Bervian (1996, p. 49) definem como sendo: “[...] a pesquisa descritiva 
procura descobrir, com a precisão possível, a freqüência com que um fenômeno 
ocorre, sua relação e conexão, com os outros, sua natureza e características, 
correlacionando fatos ou fenômenos sem manipulá-lo.” Sendo utilizada, portanto, 
para a apresentação das características da organização e relação destas com o 
estudo bibliográfico. 
O desenvolvimento deste trabalho científico será por meio de uma 
pesquisa bibliográfica, que trata da pesquisa em materiais já escritos por diversos 
autores, sendo que os livros são as grandes fontes bibliográficas. 
Segundo Gil (1991, p. 48) conceitua, “a pesquisa bibliográfica é 
desenvolvida a partir de material já elaborado, constituído principalmente de livros e 
artigos científicos.” A pesquisa bibliográfica serve para que se tenha uma visão mais 
aprofundada sobre o assunto e constitui-se como embasamento na elaboração da 
fundamentação teórica. 
Gil (1991, p. 50) ressalta ainda que “a principal vantagem da pesquisa 
bibliográfica reside no fato de permitir ao investigador a cobertura de uma gama de 
fenômenos muito mais ampla do que aquela que poderia pesquisar diretamente.” 
Neste trabalho, a pesquisa bibliográfica será utilizada para que