A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
comportamento organizacional unidade 3

Pré-visualização | Página 1 de 7

Juliana Silva
Comportamento 
organizacional
03
Sumário
CAPÍTULO 3 – O Indivíduo e Suas Relações Estratégicas nas Organizações..........................05
Introdução ....................................................................................................................05
3.1 Uma perspectiva sobre o indivíduo .............................................................................05
3.1.1 Preceitos, valores e habilidades .........................................................................06
3.1.2 Personalidade .................................................................................................08
3.2 O comportamento humano nas organizações ..............................................................10
3.2.1 As Atitudes dos indivíduos ................................................................................11
3.2.2 Emoções e Sentimentos ....................................................................................13
3.3 Grupos e equipes de trabalho ...................................................................................14
3.3.1 Formação de Grupos ......................................................................................15
3.3.2 O comportamento dos membros dentro dos grupos ...........................................16
3.3.3 A tomada de decisão do grupo .........................................................................18
3.4 Motivação ...............................................................................................................20
3.4.1 Afinal o que é motivação? ................................................................................20
3.4.2 As recompensas como forma de motivar ............................................................21
Síntese ..........................................................................................................................23
Referências Bibliográficas ................................................................................................24
05
Capítulo 3 
Introdução
Você já se deu conta de que nossa personalidade é formada a partir das experiências que ad-
quirimos? Ponderou que formamos nossas opiniões, preceitos e valores aos poucos, por meio da 
convivência com outros indivíduos e outros modos de pensar? Saiba que todos esses elementos in-
fluenciam nas relações interpessoais que desenvolvemos, sejam elas no âmbito familiar ou laboral.
Em casa, nossas primeiras relações são com os nossos pais e familiares, depois com professores 
e colegas de escola e, posteriormente, com chefes e parceiros de trabalho. É por meio dessas 
relações que vamos construindo nossa percepção de mundo e nossa postura em relação a ele 
vai se solidificando. Em suma, o indivíduo constrói suas relações, ao mesmo tempo em que é 
moldado por elas.
No ambiente de trabalho isso não é diferente, pois cada organização é formada por grupos de 
pessoas que, se tiverem o mesmo objetivo, levarão a organização a atingir suas metas. Por esse 
motivo precisamos compreender o quanto o elemento humano é essencial para as organizações! 
Dessa forma, estudar os indivíduos na sua essência e como eles se relacionam é fundamental 
para os estudos do Comportamento Organizacional. Nesse contexto, precisamos também enten-
der como os indivíduos se comportam mediante alguns estímulos, especialmente em se tratando 
das motivações, pois isso pode interferir diretamente na sua produtividade. 
Trataremos, portanto, nesta Unidade, das motivações e seus efeitos na produtividade de um 
indivíduo. 
Você já parou para pensar em como você se comporta dentro da organização que trabalha? Já 
reparou o que, de fato, lhe motiva? Descubra suas próprias respostas nas páginas a seguir!
3.1 Uma perspectiva sobre o indivíduo
As pessoas se comportam de maneiras diferentes e realizam ações opostas umas das outras: 
algumas são firmes e diretas, outras são mais tímidas. No ambiente de trabalho não é diferente, 
alguns indivíduos tomam a frente, ao passo que outros preferem não se expor. Assim, as mais 
distintas personalidades constroem relações de convivência. 
Você já teve a experiência de se dar bem com um colega num projeto de trabalho? Ou, de repen-
te, se frustrou com a atitude de um superior? Tais questões dizem respeito ao que estudaremos 
neste tópico, ou seja, os tipos de personalidade de cada indivíduo, as habilidades (tanto física 
quanto intelectual), além da interferência das emoções e sentimentos nas relações. 
Nas páginas a seguir, você verá como a variedade de comportamentos e atitudes entre os fun-
cionários muitas vezes é o diferencial de uma organização, uma vez que o gestor poderá receber 
diferentes ideias que contribuirão certamente para as tomadas de decisão. Afinal de contas, a 
gestão do conhecimento atualmente é o maior valor de uma instituição. 
O Indivíduo e Suas Relações 
Estratégicas nas Organizações
06 Laureate- International Universities
Comportamento organizacional
3.1.1 Preceitos, valores e habilidades
Partindo do princípio que preceito são as determinações de um indivíduo em busca de algo; valo-
res são a base de sua essência, ou seja, aquilo que ele preza e/ou acredita; e habilidades são a 
capacidade e a facilidade em desenvolver algo, podemos entender que esses elementos compõe 
o ser humano, bem como determinar suas ações nas relações pessoais e de trabalho. Daí a neces-
sidade de se estudar o indivíduo na sua essência atrelada as suas relações dentro da organização.
Sabemos que os indivíduos nas organizações se comportam diferentemente uns dos outros, pois 
são distintos em essência. Convivendo diariamente é comum que haja questionamentos de atitu-
de e crenças, mas lembre-se de que é por meio dessa fricção que os grupos evoluem e vislum-
bram novas perspectivas.
Devemos sempre levar em consideração que cada indivíduo é único e possui seus próprios va-
lores, o que de fato leva as organizações a estudar cada vez mais o comportamento de seus 
funcionários, uma vez que eles afetam diretamente em sua expansão e desenvolvimento. Gostos, 
desejos, interesses, objetivos, todos esses elementos fazem com que as pessoas tenham compor-
tamentos, com frequência, antagônicos.
Afinal o que é comportamento? De acordo com o Dicionário Houaiss, é um “procedi-
mento de alguém face a estímulos sociais ou a sentimentos e necessidades íntimos ou 
uma combinação de ambos ”, ou seja, o comportamento nada mais é do que as reações 
tanto de indivíduos quanto de uma organização, por exemplo, frente a dada situação.
NÓS QUEREMOS SABER!
Quando nos referimos ao comportamento humano, sabemos que há vários motivos que podem 
interferir nesse comportamento. Devemos, portanto, examinar e avaliar até que ponto e de que 
forma esses preceitos e valores são absorvidos pelos funcionários e interferem em seu compor-
tamento, e vice-versa. É importante que os funcionários reconheçam as particularidades de uma 
empresa e as respeitem, ao passo que a empresa deve conhecer os valores e objetivos de seus 
funcionários e contribuir para satisfazê-los.
Figura 1 - Os indivíduos agem de maneira distinta e destoam uns dos outros, fazendo com que o ambiente orga-
nizacional seja uma caixa de surpresas. 
Fonte: Shutterstock, 2015.
07
Cada organização tem sua missão, a razão pela qual foi criada. Como a missão, há também 
uma visão, que representa o papel que a organização pretende desempenhar no futuro. 
Outro item que não podemos deixar de mencionar são as habilidades dos indivíduos e como 
elas podem contribuir para o ambiente profissional, para a empresa e o setor específico em que 
atuam. A primeira opção, Habilidades Intelectuais, refere-se às atividades de raciocínio, as 
quais requerem planejamento e inteligência latente. De acordo com Robbins (2012), a habilida-
de intelectual é composta por sete itens mais