A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
252 pág.
Direito Processual Civil

Pré-visualização | Página 14 de 50

CPC, art. 104. 
 
o Requisitos: 
o Mesma causa de pedir 
o Identidade quanto às pessoas 
o Objeto de uma, por mais amplo, abranjerá o das outras. 
 
 
 
Efeito da conexão e da continência. 
 
O efeito da conexão e da continência é o mesmo. 
 
CPC, 105 
 
Qual juiz? 
o A resposta está no art. 106 do referido Código 
o Se os juízes das várias ações tiverem a mesma competência territorial: 
 
APOSTILA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 
Professor Heitor Miranda Guimarães 
54 
o “Correndo em separado ações conexas perante juízes que tem a mesma 
competência territorial, considera-se prevento aquele que despachou em primeiro 
lugar”. 
o competência para determinar a reunião das ações: 
 O juiz que despachou a inicial delas em primeiro lugar. 
 
 
VII.6 - DO JUIZ 
 
1) Órgãos Judiciais: 
 
o Compõem-se de dois elementos: 
 
1) Objetivo: 
i) Conjunto de atribuições legais. 
2) Subjetivo: 
i) A pessoa que o compõe, que as exerce. 
 
 
2) Órgãos Jurisdicionais: 
 
Colegiados ou Pessoais 
 
a) Colegiados: 
STF, STJ, TRFs, TREs, TRTs, T. Justiça Militar, TJs. 
 
b) Pessoais: 
o Magistrados: 
i. Gozam de garantias (CF, art. 95, I a III) 
ii. Vitaliciedade; 
iii. Inamovibilidade; 
iv. Irredutibilidade de subsídio 
 
3) Poderes, deveres e responsabilidade do Juiz 
 
o CPC, arts. 125 a 132, prevê poderes e deveres pessoais ao juiz. 
 
o Competência: 
 Assegurar às partes igualdade de tratamento; 
 Velar pela rápida solução do litígio (CF, art. 5°, LXXVIII); 
 Prevenir ou reprimir qualquer ato atentatório à dignidade da justiça. 
 
 Poder dever de impedir a colusão: 
 É o conluio entre as partes para obtenção de um fim ilícito. 
 
o Julgamento da Causa: 
 
APOSTILA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 
Professor Heitor Miranda Guimarães 
55 
 O juiz sujeita-se à legalidade; 
 Deve aplicar as normas legais; 
 Entretanto: 
 No caso de lacuna da lei recorrerá à analogia, costumes e princípios gerais de 
direito. 
 
o Iniciativa da parte: 
o CPC, arts. 128 
 
o Prova processual: 
o CPC, 130, 131, 333 (ônus do autor – exceção: CDC) 
 
o Responsabilidade do Juiz: 
 CPC, 133 
 O juiz responderá por perdas e danos quando: 
 no exercício de suas funções proceder com dolo ou fraude, 
 ou recusar, omitir, retardar, sem justo motivo, providências (de ofício ou a 
requerimento). 
 
 Seara processual civil: 
o Regra: 
o Exclusão da responsabilidade do Estado por atos jurisdicionais civis. 
 
 Erro judiciário: 
o Em princípio, é imputável à parte que o provocou; 
o A parte que provoca erro, responde perante a outra prejudicada; 
o O Estado ou mesmo o juiz não respondem pela prática indevida de atos que 
levem outrem a prejuízo; 
 
 Salvo: 
o Por dolo: que é a violação consciente de um dever de ofício; 
o Fraude: violação de um dever de ofício com intenção de enganar; 
o O juiz responde pessoalmente. 
 
 
VII.7 - IMPEDIMENTO E SUSPEIÇÃO 
 
o A imparcialidade do juiz é pressuposto de toda atividade jurisdicional. 
 
O juiz: 
o Deve ser subjetivamente imparcial; 
o Seja verdadeiramente um estranho à causa e às partes. 
 
(1) Vinculação à causa: 
o Compromete a imparcialidade; 
o É razão de impedimento e de suspeição. 
 
APOSTILA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 
Professor Heitor Miranda Guimarães 
56 
 
a) Impedimento (CPC, 134, 304 e ss): 
o São mais graves; 
o Tem como conseqüência a subtração do poder de decidir do juiz; 
o A lei proíbe o juiz de exercer sua função jurisdicional; 
o Pode gerar nulidade do processo 
 
b) Suspeição (CPC, 135, 304 e ss): 
1) É dever do juiz declarar-se impedido ou suspeito; 
a. Afastar-se do processo nos casos dos arts. 134 e 135 do CPC. 
b. Caso não se declare suspeito, as partes podem fazê-lo (CPC, 304). 
 
2) Suspeição do MP, serventuário da justiça, perito e intérprete: 
a. Mediante petição fundamentada e devidamente instruída; 
b. Na primeira oportunidade que couber à parte falar nos autos. 
c. O juiz mandará: 
d. Processar o incidente em separado; 
e. Ouvindo o argüido; 
f. Prazo de 5 dias; 
g. Facultando a prova, quando necessária; 
h. Sem suspensão da causa; 
i. Julgará o pedido. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
APOSTILA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 
Professor Heitor Miranda Guimarães 
57 
 
VIII - DO TEMPO E DO LUGAR DOS ATOS PROCESSUAIS 
VIII.1 - IMPORTÂNCIA DOS DOIS ELEMENTOS 
 
 Dizem respeito à validade dos atos e ainda para a aplicação da justiça. 
 
VIII.2 - TEMPO 
Deve ser visto de dois modos. 
 
1.- No sentido de momento temporal – momento adequado 
2.- No sentido de que o ato deve ser praticado dentro de certo período de tempo – 
prazo 
 
MOMENTO TEMPORAL – Artigo 172 
 
Dia da semana, mês, ano, hora. 
 
Dia útil – aquele do expediente forense 
Expediente – Das 8hrs até as 12hrs e das 14hrsaté as 18hrs 
Horário dos atos processuais – 6hrs até as 20hrs 
Suspensão do prazo – Recomeça a contagem ao término do prazo a partir do 
momento em que parou 
Exceção – artigo 173 
 
VIII.3 - PRAZO 
 
 “É o espaço de tempo em que o ato processual pode ser validamente 
praticado.”1 
 
Finalidade dos prazos – para que as partes, o Juiz, os serventuários, os auxiliares, os 
advogados, não perpetuem o curso do processo. 
 
Delimitação dos prazos 
 
a) Termo inicial – “dies a quo” – início da faculdade da realização do ato. 
b) Termo final – “dies ad quem” – extinção da faculdade da realização do ato. 
 
Classificação dos prazos 
 
1) Legais – estabelecido por lei – contestação, recurso, etc... 
 
1 THEODORO JÚNIOR, Humberto. Curso de direito processual civil. 31 ed. Rio de Janeiro, Forense: 2000, v.1. 
p.239 
 
 
APOSTILA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 
Professor Heitor Miranda Guimarães 
58 
2) Judiciais – estabelecidos pelo juiz – na falta de previsão legal (185) 
3) Convencionais – estabelecidos pelas partes – suspensão do processo 
 
Alguns doutrinadores 
 
1) Dilatórios – Admitem ampliação pelo juiz ou por convenção das partes (181) 
2) Peremptórios – Não se alteram por convenção das partes (182) 
Exceção – Pelo juiz nas comarcas de difícil transporte 
 
Curso do prazo 
 
Contínuo - Artigo 178, menos nas férias. (179) 
 
Suspensão dos prazos 
 
Artigo 180 - Menos na intervenção de terceiro do artigo 67. 
 
Medidas dos prazos 
 
Minutos - 454/554 
Horas - 190/192/552/267 parágrafo primeiro 
Dias - 277/182/185/189/196/231/261/297/508. 
Meses - 265, parágrafo terceiro, 733 parágrafo primeiro e 983 
Ano - 265, parágrafo quinto/ 495/778 
 
Contagem dos prazos 
 
Regra Geral 
Artigo 184 - Início somente em dia útil 
 
 Excluí-se o dia do começo e incluí-se o dia do vencimento. 
 
Prazo para as partes 
Artigo 185 - Cinco (5) dias quando não há fixação 
Artigo 186 - Renúncia – Expressa (prazo em favor do renunciante) 
 
APOSTILA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 
Professor Heitor Miranda Guimarães 
59 
Artigo 191 - Litisconsortes com advogados distintos 
Artigo 192 - 24 horas após a intimação surge a obrigação de comparecer 
 
Prazo para o juiz 
Artigo 189 - Dois (02) dias para despacho 
- Dez (10) dias para decisões interlocutórias e sentenças 
(281- sumário) 
Artigo 187 - Motivo justificado 
 
Prazo para o escrivão 
Artigo 190 - 24 horas para a conclusão 
 - 48 horas para os demais atos 
 
Prazo para o Ministério Público e para a Fazenda Pública 
Artigo 188 - Em dobro para recorrer e propor ação rescisória 
 - Em quádruplo para contestar 
 
Verificação dos prazos 
1) Pelo juiz - 193/194/195/196/197 
2) Pelas partes - ou pelo Ministério Público