A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
4ª aula_micro

Pré-visualização | Página 2 de 2

resistentes em crescer em baixas concentrações de água e altas concentrações de 
sais.
7. RADIAÇÃO
- Radiação tem vários efeitos sobre as células, dependendo do seu comprimento de onda, 
intensidade e duração.
Dois tipos de radiação que mata microrganismos:
- Radiação Ionizante
- Radiação não-ionizante
Radiação ionizante:
• Radiações de pequeno comprimento de onda e portanto de alta energia e penetrabilidade.
• Raios Gama, raios X ou feixes de elétrons de alta Energia.
- Principal efeito da Radiação Ionizante: 
Radiação não-ionizante:
•Possui um comprimento de onda > que da Radiação Ionizante 
•Luz Ultra Violeta (UV): comprimento de onda de 4 a 400 nm, sendo o comprimento de 260 nm o 
mais eficiente.
Desvantagem - apresenta baixa penetrabilidade (não atravessa vidros, filmes escuros e outros 
materiais). 
2. MÉTODO QUÍMICO
Os agentes químicos são usados para controlar o crescimento de
microrganismos em ambos os tecidos vivos e os objetos
inanimados (DESINFETANTES).
AGENTES QUÍMICOS: dificilmente se obtém a esterilidade (a
maioria não reduz a população microbiana e nem removem as
formas vegetativas dos patógenos).
PROBLEMA: ação dos agentes é diferente para cada micróbio.
- Alta toxicidade para os microrganismos 
- Solúvel em água 
- Estabilidade elevada 
- Inócuo para o homem e animais 
- Ausência de afinidade por matéria orgânica estranha 
- Toxicidade para os microrganismos em temperatura 
ambiente 
- Capacidade de penetração 
- Não ser corrosivo e nem manchar 
- Desodorante 
- Detergente 
CARACTERÍSTICAS 
DOS AGENTES 
QUÍMICOS
TIPOS DE DESINFETANTES
1. Compostos Orgânicos (Fenol e Compostos Fenólicos, Álcoois, Compostos de Amônio
Quaternário -Quats)
2. Halogênios
3. Metais Pesados e seus compostos
4. Outros (Peroxigênios, Quimioesterilizantes Gasosos, Agentes de superfície, Biguanidas,
Antibióticos)
•Fenol e compostos fenólicos
- Pastilhas de Garganta: apresenta fenol que tem um efeito analgésico mas baixo efeito
antimicrobiano. Em conc. > 1% (sprays para garganta), > efeito antibacteriano.
- Ação: lesam a membrana plasmática, inativam as enzimas e desnaturam as proteínas.
Álcoois
•Matam efetivamente as bactérias e fungos, mas não os endósporos e os vírus não-
envelopados.
- Os mais utilizados: Etanol (70 %) e Isopropanol
Vantagens: agem e depois evaporam sem deixar resíduo.
Mecanismos de ação: desnaturação das proteínas, rompimento da membrana e
dissolução de muitos lipídios.
Halogênios
Iodo: Anti-séptico para a pele a 2%, ou em solução com iodeto de potássio. Eficaz contra
bactérias fungos, vírus e protozoários parasitas. Em concentrações elevadas elimina esporos.
Desvantagens: danos à pele, manchas e alergias
Mecanismo do I2: o iodo se combina ao aminoácido tirosina, um componente de
muitas enzimas e outras proteínas celulares, inibindo a função proteíca. Também
oxida os grupos sulfidrila (- SH) de certos aminoácidos que são importantes para
manter a estrutura das proteínas.
Cloro: Utilizado no tratamento de águas e nas indústrias de laticínios e alimentos. Aplicado
na forma de gás, hipoclorito de sódio ou cálcio. Eficaz contra bactérias fungos, vírus com a
desvantagem de descorar alguns materiais.
Ácido Hipocloroso: ação ainda desconhecida.
É um forte oxidante que impede o funcionamento de boa parte do sistema enzimático
celular.
Metais Pesados e seus compostos
- Bastante utilizados como germicidas ou anti-sépticos.
- Prata, Mercúrio, Cobre e Zinco.
- Ação Oligodinâmica (oligo = pouco) = < [metais] - > atividade antimicrobiana
- Nitrato de Prata 1 %, Cloreto de Mercúrio, Sulfato de Cobre, Cloreto de Zinco.
Mecanismos de ação: quando os íons de metal se combinam com os grupos 
sulfidrilas nas proteínas celulares ocorre a desnaturação.
Agentes de Superfície
Agentes de superfície (tensoativos ou surfactantes) podem
reduzir a tensão superficial entre as moléculas de um líquido.
- sabão: pouco valor anti-séptico (mais importante na remoção mecânica através da 
esfregação).
- detergentes: ânion da molécula reage com a membrana plasmática (atuam sobre um 
amplo espectro de micróbios e não são tóxicos) 
Agentes Antimicrobianos e Antibióticos
Agente Microbiano: qualquer composto utilizado para tratar doenças produzidas
por patógenos . Podem eliminar ou impedir o crescimento de microrganismos,
pode ser de origem sintética ou natural.
Antibióticos: - Descoberto 1929 por Alexandre Fleming (S.aureaus). 
- Penicillium = Penicilina = Antibiótico
Mecanismos de ação dos antibióticos:
- Inibem síntese de: parede celular (antibacteriano)
Membrana citoplasmática
Síntese protéica
DNA
Antibióticos que atuam na síntese de parede
- Citoplasmática: fosfonomicina, cicleserina
- Membrânica: bacitracina
- Extra-membrânica: Penicilina, Cefalosporia, Vancomicina
Antibióticos -lactâmicos: Penicilina, Cefalosporia= atuam na formação da parede celular
- Resistência a -lactâmicos
- Intrínsica: (Gram + e Gram-)
- Adquirida: Cromossômica (mutação)
Plasmidial (Plasmídio R= gene da -lactamase)
Antibióticos que atuam na membrana citoplasmática
1. Polimiscina (antibacteriano)
2. Polienos: Nistatinas e Anfotericina = antifúngicos
3. Imidazólicos: miconazol e cetoconazol= antifúngicos (síntese de ergosterol)
Figura 3. Antibiograma