A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
41 pág.
Apostila_ArcView_9_(Cristiane_-_UFF)

Pré-visualização | Página 4 de 9

é possível se configurar as formas de 
apresentação das informações vinculadas ao layer no mapa. Pode-se 
escolher o tamanho e a cor da fonte, a informação que será apresentada 
na visualização do mapa, as formas de apresentação e escala etc. 
Atenção: Essas configurações só se tornam visíveis quando se habilita a 
opção “Label Features”, na barra de ferramentas que se torna 
disponível ao clicar com o botão direito do mouse sobre o nome do layer 
que será configurado. 
- Joins & Relates: Esta caixa de ferramentas também está disponível na 
caixa que se abre clicando com o botão direito do mouse sobre o nome 
de um layer, na opção “Joins and Relates”. Estes comandos servem 
para agregar dados de uma outra tabela a tabela do layer que está 
sendo configurado. Através de um campo em comum das duas tabelas é 
possível copiar informações de uma tabela sobre os mesmos elementos 
que a outra tabela também possui. Para isso, é preciso especificar os 
métodos de agregação dos campos da tabela de atributos. 
 
 19 
 
Figura 11: Configurando propriedades da camada. 
 
Modificando a representação do Layer 
 
 Como já foi explicado no tópico anterior, o item “Symbology” nas 
propriedades do layer (botão direito do mouse) “Properties > Symbology”, 
também serve para alterar a representação da camada ou do texto da legenda. 
Como esta ferramenta funciona, na verdade, como o editor de legendas, ela 
será devidamente explicada no tópico “Construindo Mapas Temáticos” desta 
apostila. 
 
 
Figura 12: Modificando a representação do layer. 
 
Salvando um Projeto 
 20 
 
 Quando um projeto é salvo, todos os documentos (layer, tables, charts, 
layouts etc.) contidos no projeto também serão salvos. O arquivo do projeto é 
atualizado e armazena a posição das janelas, a seleção dos elementos, a 
exibição das camadas e a seleção de cores. Para salvar utilize o comando “File 
> Save” ou “File > Save as”. 
 
 
5. Trabalhando com Shape 
 
 O arquivo shape é um formato nativo, isto é, os layers criados no 
ARCGIS são armazenados neste formato. O shape é constituído por dados 
espaciais e por seus atributos que podem ser editados pelas ferramentas e 
comandos de edição. Há algumas vantagens em se trabalhar com estes 
formatos no ARCGIS: 
 
- os elementos da camada podem ser editados; 
- você pode criar os seus próprios dados; 
- as camadas são desenhados mais rápidos na tela; e 
- podem ser utilizados como um arquivo de troca. 
 
Convertendo para Formato Shape 
 
 Pelo comando “Data > Export Data” existente na barra de ferramentas 
disponível ao se clicar com o botão direito do mouse, depois de selecionado o 
layer que o usuário deseja, converte o layer selecionado para um novo arquivo 
shape. Assim, pode-se criar uma camada (layer) no formato shape a partir de 
um outro layer que também esteja neste formato. Pode-se criar um tem 
apenas com os elementos selecionados; para isto, selecione os elementos que 
interessam na camada (layer) fonte e, logo após, execute o comando. Caso 
nenhum elemento esteja selecionado, ao executar o comando “Data > Export 
Data”, o ARCGIS criará um layer contendo todos os elementos do layer 
original. Quando este comando é executado, o ARCGIS cria três arquivos com 
as extensões .shp, .shx e .dbf. 
 
Criando um Novo Shape 
 
 21 
 No programa Arc Catalog, ao se clicar sobre uma pasta é habilitada à 
opção de criar um novo shape. Na janela, selecione o tipo de feição que deseja 
criar: ponto, linha ou polígono. Na opção “Edit”, pode ser selecionado o tipo 
de coordenadas do novo arquivo através dos botões: “Select” (selecionar 
sistemas coordenadas já existentes), “Import“ (importar sistemas de 
coordenadas) ou “New” (criar um novo sistema). 
 
 
Criando Desenhos a partir de Elementos Selecionados 
 
 Pelo comando existente na barra de ferramentas disponível ao se clicar 
com o botão direito do mouse sobre um layer: é 
possível se criar um elemento gráfico para ilustrar um projeto a partir dos 
shapes selecionados existentes em um layer do Data Frame. Para isto, coloque 
em edição o layer que será a fonte do desenho (na barra principal de 
ferramentas, o botão “Editor > Start Editing”). Selecione os elementos 
(Shapes) que deseja transformar em desenho com a ferramenta , caso 
nenhum elemento esteja selecionado, ao executar o comando o ARCGIS criará 
um desenho contendo todos os elementos do layer original. Quando este 
comando “Convert Features to Graphics” é executado, abre-se uma caixa 
aonde o usuário pode escolher se serão convertidos em desenho todos os 
elementos ou apenas os selecionados do layer. Logo abaixo, a caixa apresenta 
uma opção chamada “Conversion Conditions”, aonde o usuário escolhe se os 
gráficos convertidos se transformarão em desenhos definitivamente ou se os 
gráficos serão convertidos em desenhos preservando-se os elementos do layer 
usado como fonte. 
 
� ATENÇÃO: Quando se escolhe a opção “Only Draw the 
Converted Graphics”, os gráficos convertidos se 
transformam definitivamente em desenhos, sendo que o layer 
fonte perderá todos seus shapes que foram transformados e 
que perderão seus vértices!!! Para não perder do layer os 
elementos que serão transformados em desenhos, escolha a 
segunda opção “Draw the Converted Graphics and Draw 
the Features”, assim, você terá seus desenhos sem perder os 
shapes que foram convertidos do layer fonte. 
 
 22 
 
Figura 13: Janela do Convert Features to Graphics. 
 
 
 
Criando Novos Elementos ao Layer 
 
 Para iniciar a criação dos elementos, ative a camada em que deseja 
criar os elementos: no “Editor > Start Editing”, indique na janela que se abre 
o caminho da pasta que contém o layer que será posto em edição, clique em 
“OK”, se abrirá uma nova janela mostrando as layers que estão disponíveis no 
caminho indicado anteriormente, selecione a desejada em clique em “OK”. 
 Assim, os campos de edição serão habilitados. É essencial que o usuário 
selecione no campo “Target” da barra de ferramentas do Editor o nome do 
layer que estará sendo editado, no campo “Task” deverá ser indicado qual a 
função desejada. Para criar um novo elemento no layer, selecione a opção 
“Create Tasks > Create New Feature” no campo “Task” da barra de 
ferramenta “Editor”. Assim, utilizando a ferramenta “Sketch Tool” crie o 
novo elemento, o digitalizando com o mouse, no caso de um polígono o 
desenhando ou traçando no caso de linhas ou marcando no caso de pontos, 
dependerá ao tipo de elemento que o layer contém. Quando terminar a 
digitalização, vá para a barra de ferramentas: “Editor > Stop Editing” para 
desabilitar a função de edição. O ARCGIS dá a opção de salvar ou não as 
alterações executadas no layer. 
 
Editando Elementos do Layer 
 
 Além de inserir novos elementos na camada, o ARCGIS permite que 
sejam editados os elementos já existentes. Para ativar as funções de edição, 
 23 
ative o layer que será posto em edição e utilize o comando “Editor > Start 
Editing”. 
 
� ATENÇÃO: Não se esqueça de indicar corretamente o caminho 
do layer que será editado ao executar o “Start Editing” e de 
selecionar seu nome no campo “Target” da Barra de 
Ferramenta do editor. 
 Assim, use a ferramenta de edição para selecionar cada elemento 
que deseja editar do layer ativo em edição, e com um duplo clique é possível 
se colocar em edição os vértices dos elementos, isto é, alças de edição 
aparecem ao redor do elemento selecionado e podem ser executadas as 
seguintes alterações nos elementos: 
- Mover – clique sobre o elemento e arraste-o para o novo local desejado. 
- Redimensionar – clique sobre uma das alças de edição e arraste-a 
aumentando ou reduzindo seu tamanho conforme desejado. 
- Modificar a forma dos elementos através da edição dos vértices: