A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
41 pág.
Apostila_ArcView_9_(Cristiane_-_UFF)

Pré-visualização | Página 6 de 9

calcular a área. Para isso, primeiramente será necessário se criar uma nova 
coluna na tabela, que se chamará, provavelmente, “Área”. 
Para se criar uma nova coluna na tabela, como já foi explicado 
anteriormente, vá ao botão “Options > Add Field”. Na janela que se abrirá, 
nomeie a nova coluna (ex. Área) e escolha seu tipo, no caso escolheremos a 
opção “Double”, que se refere às decimais no valor das áreas dos polígonos 
do layer em trabalho. 
 
� Atenção: O botão Add Field só estará ativado se o layer estiver 
desativado. Pronto, a coluna Área está criada. 
 
Em seguida, iremos realizar a operação que calcula a área de todos 
elementos da tabela, (note que cada linha da tabela equivale a um elemento, 
no caso, um polígono). Para isso, é necessário que o layer esteja em edição, 
vá ao “Editor > Start Editing”. Em seguida, vá para a tabela. 
 
 28 
Na tabela, selecione a coluna “Área” clicando sobre seu nome. Assim com o 
botão direito do mouse ainda sobre o nome da coluna, selecione o botão 
. Se abrirá o “Field Calculator”. Então siga os passos: 
- ative o botão “Advanced” 
- Vá no Botão “Help” e vá até o item 3 aonde existe uma fórmula 
associada ao cálculo da área. Selecione a fórmula e a copie (Bt. Direito do 
mouse). Esta é a fórmula que está no Help: 
 
Dim Output as double 
Dim pArea as Iarea 
Set pArea = [shape] 
Output = pArea.área 
 
- Cole a fórmula na caixa de texto maior do “Field Calculator”. 
- Na caixa de texto menor abaixo, que se abriu ao ativarmos a opção 
“Advanced”, recorte e cole apenas a primeira expressão da última linha da 
fórmula – “Output”. 
- Dê OK!!! Pronto! As áreas dos polígonos do layer trabalhado estão 
calculadas. (no caso na mesma unidade métrica das coordenadas que está 
sendo trabalhada no mapa) 
Para transformar de m2 para km2, basta na menor caixa de texto do “Field 
Calculator”, se dividir o “Output”, que foi copiado e colado, por 1.000.000. E 
para transformar em hectare dividir por 10.000. Assim : 
� Output/1000000 (de m2 para km2) – e – Output/10000 (de 
m2 para hectare) 
 
Abaixo, segue o exemplo da caixa “Field Calculator”: 
 29 
 
Figura 14: Janela do Field Calculator. 
 
Calculando o Perímetro de um Polígono ou o 
Comprimento de uma Linha 
 
Para calcular o perímetro ou o comprimento de um polígono (depende se 
os elementos do layer são polígonos ou linhas), primeiramente, assim como os 
procedimentos para calcular a área, é preciso que o layer que possui os 
elementos em questão esteja fora de edição “Editor > Stop Editing”. Assim, 
sobre o nome do layer no gerenciador de “Datas Frames”, clique com o botão 
direito do mouse e vá em , assim se abrirá a tabela vinculada 
ao layer que se pretende calcular o valor. Para isso, primeiramente será 
necessário se criar uma nova coluna na tabela, que se chamará, 
provavelmente, de perímetro ou comprimento. 
Para se criar uma nova coluna na tabela, como já foi explicado 
anteriormente, vá ao botão “Options > Add Field”. Na janela que se abrirá, 
nomeie a nova coluna e escolha seu tipo, no caso escolheremos a opção 
“Double”, que se refere às decimais no valor das áreas dos polígonos do layer 
em trabalho. 
� Atenção: O botão Add Field só estará ativado se o layer estiver 
desativado. 
Em seguida, iremos realizar a operação que calcula o perímetro ou 
comprimento de todos os elementos da tabela. (Note que cada linha da tabela 
equivale a um elemento, no caso, um polígono ou uma linha). Para isso, é 
 30 
necessário que o layer esteja em edição, vá ao “Editor > Start Editing”. Em 
seguida, vá para a tabela. 
 Na tabela, selecione a coluna que foi criada (comprimento ou perímetro) 
clicando sobre seu nome. Assim clicando com o botão direito do mouse ainda 
sobre o nome da coluna, selecione o botão . Abrir-se-á o 
“Field Calculator”. Então siga os passos: 
- Ative o botão “Advanced” 
- Vá ao botão “Help” e vá até o item 3 aonde existe uma fórmula 
associada ao cálculo do comprimento ou do perímetro (length or perimeter). 
Selecione a fórmula e a copie. Esta é a fórmula que está no Help: 
Dim Output as double 
Dim pCurve as ICurve 
Set pCurve = [shape] 
 Output = pCurve.Length 
 
- Cole a fórmula na caixa de texto maior do “Field Calculator”. 
- Na caixa de texto menor abaixo, que se abriu ao ativarmos a opção 
“Advanced”, recorte e cole apenas a primeira expressão da última linha da 
fórmula – “Output”. 
- Dê OK!!! Pronto! O comprimento ou o perímetro do layer trabalhado 
estarão calculados. (no caso na mesma unidade métrica das coordenadas que 
está sendo trabalhada no mapa) 
Para transformar de m2 para km2, basta na menor caixa de texto do field 
calculator, se dividir o “Output”, que foi copiado e colado, por 1.000.000. E 
para transformar em hectare dividir por 10.000. Assim : 
� Output/1000000 (de m2 para km2) – e – Output/10000 (de 
m2 para hectare) 
 
Vinculando Tabelas aas camadas 
 
Para vincular uma tabela (tabela fonte) a uma camada, é necessário que 
a tabela da camada (tabela de destino do respectiva camada esteja inserida no 
projeto). Com as duas tabelas abertas na tela, seleciona-se em ambas as 
tabelas a coluna que estabelecerá o vínculo, ou seja, as colunas chaves, que 
necessitam ter o nome e a ordem dos elementos idênticos na tabela. Com o 
botão direito do mouse sobre o nome do layer de destino, clique sobre o botão 
“Joins and Relates...” > “Join...”, se abrirá a caixa de diálogo “Join Data”: 
 No primeiro campo “What do you want to join to this layer?” o 
usuário deve indicar qual é o tipo de vínculo que deseja fazer: “Join 
 31 
attributes from a table”, isto é, vincular os atributos através de uma tabela 
ou “Join Data from another layer based on spatial location” para vincular 
dados de outro layer baseando-se em suas localizações espaciais. 
 
Figura 15: Janela para Join Data. 
 
Criando uma Nova Tabela 
 
Para criar uma nova tabela no ARCGIS, primeiramente vá até o 
ArcCatalog . Dessa maneira, assim como para se criar um novo shape, 
indique o caminho aonde será criada a nova tabela, na árvore de catálogos 
(catalog tree). Em seguida, vá até “File > New > ”. O arquivo 
*.dbf será criado, sendo que no próprio ArcCatalog existem várias opções 
para a edição da tabela criada. Porém, o arquivo já se torna disponível para 
ser adicionado ao projeto e editado no ARCMAP. 
 
Alguns Cálculos Estatísticos 
 
 32 
 O ARCGIS permite a exibição de estatísticas básicas de um campo 
selecionado de uma tabela. Para exibir os resultados, selecione um campo na 
tabela ativa e clique sobre ele com o botão direito do mouse, selecione o botão 
. As estatísticas exibidas são: Count (total de registros), 
Minimum (mínimo), Maximum (máximo), Sum (somatório), Mean (média) e 
Standard Deviation (desvio padrão). 
 
8. Fazendo Consultas 
 
As consultas objetivam selecionar elementos das camadas ou registros 
das tabelas segundo critérios definidos pelo usuário. Os Sistemas Geográficos 
de Informação, em geral, possibilitam fazer dois tipos de consultas: um tipo é 
aquele cujos critérios de seleção estão relacionados aos dados contidos nas 
tabelas e, o segundo, os critérios estão relacionados com a localização dos 
elementos geográficos. No primeiro tipo a consulta é executada sobre os 
valores contidos nas tabelas, já no segundo tipo a consulta é executada sobre 
a camada. 
 
Fazendo Consultas nas Tabelas 
 
 Os critérios de consulta em tabelas são formados por um conjunto de 
expressões lógicas compostas por um campo, um operador e um valor. As 
expressões são concatenadas para criar critérios baseados em mais de um 
campo ou mais de um conjunto de valores. O resultado da consulta é a seleção 
dos registros que satisfazem os critérios criados. Caso a tabela esteja 
vinculada