06 Materiais de Aviacao ANAC
112 pág.

06 Materiais de Aviacao ANAC


DisciplinaCiências4.400 materiais268.079 seguidores
Pré-visualização50 páginas
semelhantes. Lok-Skrus 
e Lok-Rivet são semelhantes ao Rivnut, tanto na 
aparência, como na aplicação; contudo, eles são 
constituídos de duas partes e necessitam de mais 
espaço no lado cego do material, do que o Riv-
nut para acomodar o corpo. 
 
 
 
Figura 6-52 Rebite de rosca interna. 
 
 O Lok-Rivet e o Lok-Skru são semelhan-
tes em construção; exceto que o Lok-Skru é 
roscado internamente, para fixar um acessório, 
usando um parafuso; enquanto que o Lok-Rivet 
não é roscado e só pode ser usado como um 
rebite. Tanto o Lok-Skrus como o Lok-Rivet são 
instalados da mesma maneira, por esse motivo o 
texto a seguir para o Lok-Skrus também se 
aplica ao Lok-Rivet. 
 As principais partes de um Lok-
Skru são o corpo, a cabeça e um parafuso de 
fixação. 
O corpo é de liga de alumínio e a ponta 
aberta ou fechada. A cabeça é de liga de alumí-
nio ou de aço e, o parafuso (ou parte roscada), é 
feito de aço. 
 Todas as partes de aço recebem banho de 
cádmio e todas as de alumínio são anodizadas 
para resistir a corrosão. Quando instalado, o 
corpo é roscado na cabeça, prendendo o mate-
rial pela parte cega. 
O parafuso de fixação é então inserido, 
se necessário. Existem dois tipos de cabeça: a 
chata e a escareada. O Lok-Skru é roscado para 
os parafusos 7-32, 8-32, 10-32 ou 10-24 e o 
diâmetro varia de .230 de polegada para os para-
fusos de 6-32, a .292 de polegada para os para-
fusos de 10-32. A distância da pega varia de 
.010 a .225 de polegada. 
 
Rebites Deutsch 
 
 Esse é um rebite cego, de alta resistência 
usado nos antigos modelos de aeronaves. Ele 
tem uma resistência mínima ao cisalhamento de 
75.000 p.s.i. e pode ser instalado por apenas um 
homem. 
 O rebite Deutsch consiste de duas partes: 
uma luva de aço inoxidável e um pino de aço 
temperado (ver Figura 6-35). O pino e a luva 
são cobertos com um lubrificante e um anti-
corrosivo. 
 
 
 
Figura 6-53 Rebite Deutsch. 
 
 O rebite Deutsch é disponível nos diâ-
metros de 3/16" ou 3/8". A distância de pega 
para este rebite varia de 3/16" a 1". Algumas 
variações são permitidas na distância de pega 
quando instalando o rebite. -+.-Por exemplo: um 
rebite com uma distância de pega de 3/16" pode 
6-44 
 
 
ser usado onde a total espessura do material es-
tiver entre 0.198 e 0.228 de polegada. 
 Para a cravação de um rebite Deutsch, 
são usados ou um martelo comum, ou uma rebi-
tadora pneumática. O rebite é colocado no furo, 
previamente feito, e em seguida o pino é crava-
do dentro da luva. 
A ação de cravação ocasiona uma pres-
são do pino contra a luva, forçando os lados da 
luva para fora. Essa dilatação forma uma cabeça 
de oficina na extremidade do rebite, ocasionan-
do uma fixação positiva. O sulco, na cabeça do 
rebite, trava o pino dentro do rebite ao serem 
dadas as últimas batidas. 
 
Rebites Hi-Shear 
 
 São pinos rebites classificados como es-
peciais; mas, não são do tipo cego. Para instalar 
esse tipo de rebite, é necessário o acesso em am-
bos os lados do material. Esse rebite tem a 
mesma resistência ao cisalhamento de um para-
fuso de igual diâmetro, tem em torno de 40% do 
peso de um parafuso e requer somente 1/5 do 
tempo de instalação de um conjunto de parafu-
so, porca e arruela. 
Eles são aproximadamente três vezes 
mais resistentes do que os rebites sólidos. 
 Os rebites Hi-Shear são essencialmente 
parafusos sem rosca. Ele é um pino com cabeça 
em uma das pontas e, na outra ponta, um encai-
xe abaulado em toda a circunferência. Um colar 
de metal é estampado no encaixe abaulado, efe-
tuando uma firme e forte fixação (ver Figura 6-
54). 
 
 
Figura 6-54 Pino-rebite (Hi-shear). 
 Os pinos-rebites Hi-Shear são fabricados 
em uma variedade de materiais, mas, deverão 
ser usados somente em aplicações de cisa-
lhamento. Eles nunca deverão ser usados em lo-
cais em que a distância da pega for menor do 
que o diâmetro do rebite. 
 Os números de parte para os rebites Hi-
Shear identificam o diâmetro, o tipo de cabeça e 
a distância da pega de cada rebite. Um típico 
número de parte é apresentado a seguir: 
 
NAS 177 14 17 
 | | | | 
 | | | |___ Distância máxima de pe- 
 | | | ga em 16 avos da polegada. 
 | | | 
 | | |____ Diâmetro em 32 avos da polegada. 
 | | 
 | |____ 177 = cabeça escareada a 100º. 
 | 178 = cabeça chata. 
 | 
 |____ National Aircraft Standard. 
 
 
PLÁSTICOS 
 
 Os plásticos são usados em muitas apli-
cações, por todas parte, aeronaves das modernas 
. Estas aplicações vão desde componentes estru-
turais de termo-plástico reforçado com fibra de 
vidro (thermosettings) a acabamentos decorati-
vos de materiais termoplásticos (thermoplastic). 
 
Plásticos transparentes 
 
 Os materiais usados em capotas de aero-
naves, parabrisas e outras janelas transparentes 
semelhantes podem ser divididas em duas clas-
ses principais ou grupos. Estes plásticos são 
classificados de acordo com a sua reação ao ca-
lor. As duas classes são termoplásticos (thermo-
plastic) e termo-endurecidos ( thermo-setting). 
 Os materiais termoplásticos amolecem 
com o calor e endurecem quando resfriados. 
Eles podem ser aquecidos até amolecerem e 
colocados em fôrmas para tornarem a aparência 
desejada. Quando esfriados, eles manterão aque-
la forma. A mesma peça de plástico pode ser 
reaquecida e reformada por várias vezes sem 
perder a composição química do material. 
 Os plásticos termo-endurecidos, endure-
cem quando aquecidos e, se reaquecidos não 
amolecerão. Estes plásticos não podem ser re-
formados após terem sido endurecidos pela ação 
do calor. 
 Como reforço ao explanado acima, os 
plásticos transparentes são fabricados em duas 
6-45 
 
 
formas: bloco (sólido) e laminado. Os plásticos 
laminados transparentes são feitos de folhas de 
plástico transparente, unidas com uma camada 
interna de material, usualmente, Polyvinyl Bu-
tyral. 
Em virtude das qualidades de resistência 
à rachaduras, o plástico laminado é superior ao 
plástico sólido e é usado em muitas aeronaves 
pressurizadas. A maioria das folhas transparen-
tes usadas em aviação são fabricadas de acordo 
com as diversas especificações militares. 
 Um novo desenvolvimento em plástico 
transparente é o acrílico alongado, que é um tipo 
de plástico que, antes de receber uma forma, ele 
é puxado em ambas direções, para refazer a sua 
estrutura molecular. 
Um painel de acrílico alongado tem 
maior resistência ao impacto e está menos sujei-
to a quebra; sua resistência química é maior, é 
mais simples e os cortes, fissuras e arranhões 
causam menos danos. 
 As folhas de plástico são cobertas indivi-
dualmente com papel, com adesivo sensível à 
pressão para aderência. Esse papel auxilia na 
proteção contra arranhões acidentais durante a 
estocagem e manuseio. Muito cuidado deverá 
ser tomado contra arranhões e cortes, quando 
arrastando uma chapa contra a outra, ou, sobre 
uma mesa suja ou áspera. 
 As folhas devem ser estocadas nos de-
pósitos com uma inclinação de 10º da vertical, 
se possível. Se elas forem estocadas horizontal-
mente, as pilhas não deverão ter mais do que 45 
cm (18") de altura, e as folhas menores deverão 
ser estocadas em cima das maiores para evitar 
desequilíbrio. 
A estocagem deverá ser em um local fri-
o, seco e longe de vapores de solventes, aquece-
dores, radiadores e tubulações de vapor. A tem-
peratura no local de estocagem não deverá ex-
ceder 44ºC (120ºF). 
 Embora a luz direta do sol não danifique 
o plástico acrílico, ela causará o endurecimento 
e secará a máscara adesiva de papel, causando 
dificuldade na sua remoção. 
Se o papel não descolar facilmente, co-
loque a chapa em um forno na temperatura de 
100ºC (250ºF), por um minuto no máximo. O 
calor amolecerá a