A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
47 pág.
revista_cientifica_edicao_19_jul_ago_2012-final

Pré-visualização | Página 23 de 25

2009).
 Além disso, o método RTA surge como uma alternativa
no tratamento da SDRRN, pois é uma técnica que visa incen-
 Página - 41
Volume 4 • Número 4 • julho/agosto de 2012
movimento & saúde • REVISTAINSPIRAR
tivar a ventilação pulmonar e a diminuição do desconforto
respiratório (RUPPENTHAL; ET AL 2011).
Portanto, verifi cou-se que o estudo no qual foi analisado
a infl uência do método RTA em RNPT pós SDR - apesar de
a amostra ter sido pequena - apresentou melhora signifi cativa
do sincronismo tóraco-abdominal analisado através de foto-
grafi as e do BSA. Há ainda a necessidade de mais estudos
com amostragem e tempo de aplicação maior como também
rigor metodológico sobre a aplicação deste método, o qual a
literatura ainda é carente quando se cita RNPT.
REFERÊNCIAS
1. Moreira, J et al. Programa mãe-canguru e a relação
mãe-bebê: Pesquisa qualitativa na rede pública de Betim. Psi-
cologia em Estudo. 2009; 14(3): 475-83.
2. Kopelman, BI. Diagnóstico e Tratamento em Neona-
tologia, São Paulo: Atheneu; 2004.p. 241-264.
3. Sarmento, GJV. Fisioterapia Respiratória em Pediatria
e Neonatologia. Barueri, SP: Manole; 2007.p. 239-245.
4. Andrade R, Paixão A. Principais técnicas fi sioterapêu-
ticas utilizadas no tratamento da criança asmática-revisão. Rev
de Ped SOPERJ. 2006; 7(1): 4-9.
5. Ultra, RB. Fisioterapia Intensiva. Rio de Janeiro:
Cultura Médica, 2008. p. 203-274.
6. Silva Y et al. Avaliação da dor em Neonatologia. Re-
vista Brasileira de Anestesiologia. 2007; 57(5): 565-73.
7. Oliveira, T et al. Prone position and reduced thoraco-
abdominal asynchrony in preterm newborns. J Pediatr. 2009;
85(5): 443-8.
8. Maynard V, Bignali S, Kitchen S. Effect of positioning
on respiratory synchrony in non-ventilated pre-term infants.
Physiother Res Int. 2000; 5:96-100.
9. Ruppenthal, JB et al. Técnicas de terapia manual
torácica através do método Reequilíbrio-Tóraco Abdominal
(RTA) melhoram a ventilação pulmonar em pacientes ventilados
mecanicamente. Ter Man. 2011; 9(42): 102-107.
10. Postiaux, G. Fisioterapia Respiratória Pediá-
trica - O tratamento guiado por ausculta pulmonar. 2. ed. Porto
Alegre: Artmed, 2004.p. 263-65.
11. Martins EC, Krebs VL. Effects of the use of
fortifi ed raw maternal milk on very low birth weight infants. J
Pediatr (Rio J). 2009; 85(2): 157-162.
12. Sarmento, GJV. O abc da Fisioterapia Respi-
ratória. Barueri, SP: Manole, 2009.p.197-211.
13. Antunes LCO, Silva EG, Bocardo P, Daher
DR, Faggiotto RD, Rugolo LMSS. Efeitos da fi sioterapia res-
piratória convencional versus aumento de fl uxo expiratório na
saturação de oxigênio, freqüência cardíaca e freqüência respi-
ratória em prematuros no período pós extubação. Revista Bras
Fisioter, 2006, 10:97-103.
14. Silva EG, Antunes LCO, Cabrera SF, Rugolo
L. Efetividade e segurança da fi sioterapia respiratória conven-
cional versus aumento de fl uxo expiratório em prematuros sob
ventilação mecânica. Revista Bras Fisioter. 2006, Supl.09:18.
15. Gardin M. Effect of oral glucose on the he-
arthrate of healthy newborns. Acta Paediatr. 2005,94(3): 324-8.
16. Barbosa, VS. Fisioterapia Respiratória Ence-
falopatia Crônica da Infância. Rio de Janeiro: Revinter, 2002.
p 104-127.
 Página - 42
REVISTAINSPIRAR • movimento & saúde
Volume 4 • Número 4 • julho/agosto de 2012
Perfi l do Paciente Asmático Atendido no Ambulatório da Rede
Pública de Saúde da Região de Joinville
Asthmatic patients profi le treated in the outpatient net of public health region of
Joinville
RESUMO
A asma é uma doença infl amatória crônica caracteriza-
da por bronconstrição, edema e hipersecreção resultando em
obstrução das vias aéreas inferiores. Clinicamente, observa-se
crises de sibilância recorrentes, dispnéia, tosse e dor torácica.
O objetivo desse trabalho foi descrever o perfi l demográfi co e
clínico de todos os pacientes asmáticos, atendidos no Sistema
Único de Saúde pelo ambulatório de pneumologia da Universi-
dade da Região de Joinville / Prefeitura Municipal de Joinville
no período de janeiro de 2002 a agosto de 2009. Trata-se de
um estudo transversal realizado a partir de 180 prontuários de
pacientes asmáticos . Houve predomínio do gênero feminino
(69,4%) e da etnia branca (90,6%). Em relação a gravidade, a
crise asmática mostrou-se predominantemente leve em 31,6%
e o período de apresentação mais frequente foi o noturno em
42,8% dos pacientes analisados. Dentre as queixas clínicas
principais, dispnéia e tosse representaram respectivamente
76,1% e 11,1% de todas as queixas referidas pelos pacientes.
Observou-se semelhança do presente estudo com os demais, em
relação ao gênero, etnia, queixa clínica principal, classifi cação
da gravidade da asma e período da crise asmática.
Palavra-chave: Asma, dispnéia, questionário.
Crislaine Teixeira Ribeiro1; Priscilla Gomes Prazeres1; Eduardo Lafaiette de Oliveira2;
Fabiano Luis Schwingel3
Recebido: 02/2012
Aceito: 06/2012
Autor para correspondência:
Eduardo Lafaiette de Oliveira
Leopoldo Brunkow, 79, Jardim Sofi a, Joinville, SC-Brasil
Email: lafaiette1@hotmail.com
1 - Fisioterapeuta, Joinville, Santa Catarina, Brasil.
2 - Fisioterapeuta do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt (HRHDS), Joinville,
Santa Catarina, Brasil.
3 - Médico pneumologista e professor colaborador da Universidade da Região de
Joinville (UNIVILLE), Joinville, Santa Catarina, Brasil.
ABSTRACT
Asthma is a chronicle inflammatory disorder whose
characteristics are bronchospasm, oedema and hypersecretion,
resulting in lower airway obstruction. Clinically, the patient
may present recurring wheezing , dyspnea, coughing and chest
pain. This study aims to describe the clinical and demographic
profi le of all asthmatic patients treated at the clinic of “Univer-
sidade da Região de Joinville / Prefeitura de Joinville”, under
“Sistema Único de Saúde”, the january 2002 to August 2009.
It is a cross-sectional study performed through analysis of me-
dical reports of 180 asthmatic patients. The feminine gender
was preponderant (69,4%), as well as the white race (90,6%).
According to severity, asthma attacks were reported as mostly
mild in 31,6% of cases and the most frequent period of occur-
rence was nocturnal in 42,8% of the assessed patients. Among
the main clinical ailments, dyspnea and coughing represent ,
respectively 76,1% and 11,1% of the total ailments reported
by the patients. It was observed a great conformity between
this study and others, relating to gender, race, clinical ailment,
severity and period of asthma attack.
Keywords: Asthma, dyspnea, questionnaire.
 Página - 43
Volume 4 • Número 4 • julho/agosto de 2012
movimento & saúde • REVISTAINSPIRAR
INTRODUÇÃO
A asma é uma doença infl amatória crônica que causa
obstrução nas vias aéreas, ocasionando uma hiperinsufl ação
pulmonar. Durante a crise asmática fatores como espasmo,
edema e a hipersecreção são responsáveis pela obstrução do
fl uxo de ar. Havendo um mecanismo de inspiração rápida e
superfi cial com a expiração longa e inefi caz, ocasionando uma
hiperinsufl ação pulmonar1. Ocasionando uma perda da efi ci-
ência nos movimentos expiratórios, prejudicando a ventilação
pulmonar. A dispnéia, sibilância na ausculta pulmonar, tosse
durante os períodos matutinos e noturnos representam as prin-
cipais manifestações clínicas2.
Acredita-se que o estilo de vida ocidental, em virtude da
urbanização e o aumento da densidade populacional contribu-
am para a elevação da taxa de prevalência de asma nos países
ocidentais. Diversos indicadores epidemiológicos, tais como
taxas de morbidade e mortalidade, internações hospitalares e
quantidades de drogas prescritas, sugerem que a prevalência da
asma tem aumentado signifi cativamente desde 19703.
Estudos epidemiológicos sobre a asma no Brasil ainda
são limitados, em função de sua extensão territorial, e além do
desconhecimento da verdadeira dimensão desta