Contabilidade Geral   José Jayme Moraes Junior (2013)
749 pág.

Contabilidade Geral José Jayme Moraes Junior (2013)


DisciplinaConcursos125.853 materiais245.595 seguidores
Pré-visualização50 páginas
e não apenas sua
forma legal (essência sobre a forma).
Não entendeu o que seria essa tal de \u201cessência sobre a forma\u201d? Está em dúvida? Então,
vamos ver um exemplo.
Exemplo: A empresa J4M2 vendeu, à vista, um imóvel de sua propriedade, na Av. Rio
Branco, 100, no Rio de Janeiro, para a empresa Kaprisma, por R$ 120.000,00. Logo em
seguida, a empresa Kaprisma alugou o referido imóvel para a empresa J4M2, por um ano,
com um aluguel mensal no valor de R$ 1.200,00. No contrato de aluguel havia uma cláusula
que previa a possibilidade de a empresa J4M2 efetuar a recompra do imóvel ao final do seu
prazo de vigência, pelo valor de R$ 120.000,00.
Repare que, neste exemplo, a forma jurídica da transação é uma venda do imóvel da
J4M2 para Kaprisma, seguida de um aluguel do mesmo imóvel, agora pertencente à
empresa Kaprisma, para a empresa J4M2. Vamos detalhar melhor:
Venda do Imóvel (J4M2 para Kaprisma) = R$ 120.000,00
Aluguel do Imóvel (Kaprisma para J4M2) = R$ 1.200,00 mensais por um ano (R$
14.400,00 no total)
O contrato de aluguel possuía uma cláusula com a previsão de recompra do imóvel, ao
final do prazo de vigência. Repare que o valor final desembolsado pela J4M2, caso efetuasse
a recompra, seria de R$ 134.400,00, que corresponde ao valor da recompra do imóvel pela
J4M2 (R$ 120.000,00), somado ao valor que foi pago pela J4M2, como aluguel, por um ano
de contrato (R$ 14.400,00).
Portanto, qual foi a essência da transação? Vamos lá! O que você acha? A essência da
transação é exatamente um empréstimo obtido pela J4M2 com a Kaprisma.
Veja: Na aquisição do empréstimo, a empresa J4M2 recebeu R$ 120.000,00. Além disso, a
empresa J4M2 pagou R$ 1.200,00 de \u201cjuros mensais\u201d durante um ano e, no final do período
de vigência do \u201csuposto\u201d contrato de aluguel, recomprou o imóvel por R$ 120.000,00. Viu?
Esta é a essência da transação.
1.1.4.4.1.1. Ativos
O benefício econômico futuro embutido em um ativo é o seu potencial em contribuir,
direta ou indiretamente, para o fluxo de caixa ou equivalentes de caixa para a entidade.
O fluxo de caixa é a diferença entre os fluxos positivo (Exemplo: recebimentos diversos) e
negativo (Exemplo: pagamentos diversos).
Caixa: compreende numerário em espécie e depósitos bancários disponíveis.
Equivalentes de caixa: são aplicações financeiras de curto prazo, de alta liquidez
(normalmente, com vencimento em até 90 dias), que são prontamente conversíveis em um
montante conhecido de caixa e que estão sujeitas a um insignificante risco de mudança de
valor.
A entidade, geralmente, utiliza os seus ativos na produção de mercadorias ou prestação
de serviços capazes de satisfazer os desejos e necessidades dos clientes.
Os benefícios econômicos futuros de um ativo podem fluir para a entidade de diversas
maneiras.
Por exemplo, um ativo pode ser:
\u2013 usado isoladamente ou em conjunto com outros ativos na produção de mercadorias e
serviços a serem vendidos pela entidade;
Exemplo: Um equipamento (ativo) utilizado na fabricação de produtos em uma
indústria.
\u2013 trocado por outros ativos;
Exemplo: Compra à vista de mercadorias para revenda. O dinheiro utilizado na compra é
um ativo.
\u2013 usado para liquidar um passivo;
Exemplo: Pagamento de fornecedores. O dinheiro utilizado para pagamento é um ativo.
\u2013 distribuído aos proprietários da entidade.
Exemplo: Distribuição de lucros aos proprietários da entidade. O dinheiro utilizado na
distribuição é um ativo.
Muitos ativos, por exemplo, máquinas e equipamentos industriais, têm uma substância
física. Entretanto, substância física não é essencial à existência de um ativo.
Exemplo: As patentes e direitos autorais são ativos, desde que deles sejam esperados
benefícios econômicos futuros para a entidade e que eles sejam por ela controlados.
Muitos ativos, como contas a receber e imóveis, estão ligados a direitos legais ou a direito
de propriedade. Contudo, ao determinar a existência de um ativo, o direito de propriedade
não é essencial.
Exemplo: Um imóvel objeto de arrendamento é um ativo, desde que a entidade
arrendatária controle os benefícios econômicos provenientes do imóvel.
1.1.4.4.1.2. Passivos
Uma característica essencial para a existência de um passivo é que a entidade tenha uma
obrigação presente resultante de um evento passado.
Uma obrigação é um dever ou responsabilidade de agir ou fazer de uma certa maneira.
As obrigações podem ser legalmente exigíveis em consequência de um contrato, por
exemplo.
Exemplo: Contas a pagar por mercadorias e serviços recebidos.
A extinção de uma obrigação presente pode ocorrer de diversas maneiras:
\u2013 pagamento em dinheiro;
Exemplo: Pagamento de uma conta de telefone em dinheiro.
\u2013 transferência de outros ativos;
Exemplo: Um cliente deu um adiantamento em dinheiro para que empresa fabricasse
determinado produto. Como a empresa ainda não entregou o produto ao cliente, esse
adiantamento de cliente é uma obrigação da empresa. No momento em que a empresa
entregar o produto para o cliente (transferência de ativo \u2013 o produto é um ativo da
empresa), a obrigação com o cliente se extingue.
\u2013 prestação de serviços;
Exemplo: Um cliente deu um adiantamento em dinheiro para que empresa prestasse
determinado serviço. Como a empresa ainda não prestou o serviço ao cliente, esse
adiantamento de cliente é uma obrigação da empresa. No momento em que a empresa
prestar o serviço para o cliente, a obrigação com o cliente se extingue.
\u2013 substituição da obrigação por outra; ou
Exemplo: A empresa Linotécnica precisava pagar o aluguel de sua fábrica, mas não
possuía dinheiro no momento. Para não atrasar o pagamento do aluguel, a empresa fez um
empréstimo bancário, ou seja, trocou uma obrigação (aluguel a pagar) por outra
(empréstimo bancário a pagar).
\u2013 conversão da obrigação em capital.
Exemplo: A empresa Linotécnica possuía uma obrigação a pagar com o seu principal
fornecedor de matéria-prima. Contudo, ela não possuía dinheiro e também não conseguiu
fazer um empréstimo bancário. Para resolver a situação, a Linotécnica ofereceu uma
sociedade para o seu fornecedor em troca da dívida, ou seja, o fornecedor virou sócio da
Linotécnica. Portanto, nesse caso, a Linotécnica converteu a obrigação em capital social.
Uma obrigação pode, também, ser extinta por outros meios, tais como pela renúncia do
credor ou pela perda dos seus direitos creditícios.
1.1.4.4.1.3. Patrimônio Líquido
O patrimônio líquido é considerado um valor residual, pois é o resultado da diferença
entre ativos e passivos.
Patrimônio Líquido = Ativos \u2013 Passivos
1.1.4.4.1.4. Desempenho
O resultado é, normalmente, utilizado como medida de desempenho ou como base para
outras avaliações, tais como o retorno do investimento ou resultado por ação.
Os elementos diretamente relacionados com a mensuração do resultado são as receitas e
as despesas.
Receitas: são aumentos nos benefícios econômicos durante o período contábil sob a forma
de entrada de recursos ou aumento de ativos ou diminuição de passivos, que resultem em
aumento do patrimônio líquido e que não sejam provenientes de aporte dos proprietários
da entidade.
Exemplo: Receita de vendas de mercadorias.
Despesas: são decréscimos nos benefícios econômicos durante o período contábil sob a
forma de saída de recursos ou redução de ativos ou incremento em passivos, que resultem
em decréscimo do patrimônio líquido e que não sejam provenientes de distribuição aos
proprietários da entidade.
Exemplo: Despesa de salários de empregados.
As definições de receitas e despesas identificam os seus aspectos essenciais, mas não
especificam os critérios que precisam ser satisfeitos para que sejam reconhecidas na
demonstração do resultado.
1.1.4.4.1.4.1. Receitas
A definição de receita abrange tanto receitas propriamente ditas como ganhos.
A receita surge no curso das atividades ordinárias de uma entidade e é designada por
uma variedade de