Apostila de Mecatrônica   Qualificação Profissional

Apostila de Mecatrônica Qualificação Profissional


DisciplinaCiências4.421 materiais272.367 seguidores
Pré-visualização50 páginas
590
Gramática \u2013 principais diferenças entre inglês e português ........................ 590
ADJECTIVE-NOUN ORDER ..................................................................... 590
PREPOSITIONS ................................................................................ 593
COMMON EXPRESSIONS ...................................................................... 596
Pronouns ........................................................................................... 596
Simple Present ................................................................................... 600
Simple Past ........................................................................................ 601
VERBOS REGULARES: ........................................................................ 601
VERBOS IRREGULARES ........................................................................ 602
INTERROGATIVE FORM ........................................................................ 602
mecatrônica16
NEGATIVE FORM ............................................................................. 602
O PASSADO DO VERBO TO BE .............................................................. 603
Present Continuous Tense .................................................................... 603
Simple Future ..................................................................................... 605
Adverbs ............................................................................................ 606
POSIÇÃO DOS ADVÉRBIOS .................................................................... 609
Técnicas de leitura ............................................................................. 611
Glossário de termos técnicos em Mecatrônica.......................................... 614
Vocabulário em Mecatrônica ................................................................. 615
23 \u2013 RELAÇÕES INTERPESSOAIS ................................................................ 637
Comunicação ..................................................................................... 637
A COMUNICAÇÃO NAS EMPRESAS ............................................................. 637
ALGUNS CANAIS QUE ATRAPALHAM A COMUNICAÇÃO ......................................... 637
FLUXOS DE COMUNICAÇÃO ................................................................... 638
PLANEJAMENTO DAS AÇÕES DE COMUNICAÇÃO ................................................ 639
POSTURAS .................................................................................... 639
SOBRE AS DIFERENÇAS ENTRE AS PESSOAS: OUTRO MÉTODO DE AVALIAÇÃO ................ 640
CARACTERIZAÇÃO DOS ESTILOS DE COMUNICAÇÃO ........................................... 641
Como tornar a comunicação mais eficiente ............................................. 643
DEZ RAZÕES PORQUE FALHAMOS EM NOS COMUNICAR ........................................ 645
Valores e Atitudes............................................................................... 646
Motivação: o segredo do sucesso ......................................................... 647
Trabalho em equipe ............................................................................. 648
Marketing Interpessoal para administrar relacionamentos........................... 649
 A postura adequada para um profissional ............................................... 651
A criatividade no trabalho .................................................................... 651
Cidadania e ética no trabalho ............................................................... 653
A Consciência da Cooperação ............................................................... 654
As Quatro Atitudes ............................................................................. 657
mecatrônica 17
1 \u2013 INTRODUÇÃO À MECATRÔNICA
O QUE É MECATRÔNICA
A Mecatrônica pode ser definida como a integração sinérgica das tecnologias das áreas de
mecânica, eletrônica, computação e controle inteligente com vistas ao projeto e automação de
equipamentos e processos: um sistema interligado de planejamento e produção, de engenharia de
produto, processo, suporte e marketing, voltados para a produção de bens manufaturados.
Assim, o profissional de
Mecatrônica tem uma qualificação híbri-
da em eletrotécnica, eletrônica, mecâ-
nica e informática, que vem sendo de-
mandada pelo parque industrial, envol-
vendo a montagem e manutenção
corretiva e preventiva de sistemas in-
tegrados eletroeletrônicos, eletro-
pneumáticos, eletro-hidráulicos e me-
cânicos destinados a equipamentos e
processos de manufatura. A
Mecatrônica e a robótica são consideradas aspectos tecnológicos de base para a iniciação aos novos
e crescentes recursos da automação nos processos industriais.
A mecatrônica é um ramo recente da engenharia que procura incorporar aos sistemas mecâ-
nicos os avanços proporcionados pela microeletrônica e pela computação.
Recentemente o termo mecatrônica tornou-se muito popular, juntando as noções mecanis-
mo e eletrônica. A noção mecanismo subentende área de mecânica; a noção eletrônica subentende
êxitos da microeletrônica e informática, que deram possibilidades de criar os microcomputadores
de alta produtividade.
A mecatrônica, como uma área técnica, é desenvolvida à base de eletromecânica. A
eletromecânica está baseada nas noções de mecanismo e eletrônica também. Todavia, comparan-
do eletromecânica e mecatrônica, é necessário ter em vista os diferentes níveis da tecnologia
correspondentes aos termos. A eletromecânica foi desenvolvida após o desenvolvimento dos
mecatrônica18
jetromotores do tipo corrente contínua e corrente alternada e após o de componentes eletrônicos,
que podem ser usados para controlar esses motores. Tais componentes eletrônicos são tiristores e
transistores, cujas propriedades podem ser usadas para realizar a parte de potência do sistema de
controle. O desenvolvimento dos amplificadores operacionais deu a possibilidade de projetar os
esquemas eletrônicos com pequeno tamanho, para executar a transformação complexa dos sinais
analógicos.
A sinergia entre mecânica, eletrônica e computação ocorre naturalmente em um sistema
mecatrônico. Sensores eletro-eletrônicos coletam informações a respeito das condições ambientais
ou de operação do sistema mecânico, as quais são processadas em alta velocidade em
microprocessadores, gerando ações de controle que atuam sobre o sistema. Incorporando a capa-
cidade de receber e processar informações, os sistemas mecânicos tornam-se capazes de se ade-
quar, automaticamente, a diferentes condições de operação.
Historicamente a aplicação dos computadores digitais para controle na área da eletromecânica
teve, como resultado, aspectos positivos. Numa primeira fase, a utilização de computadores foi
limitada devido ao alto custo e baixa confiabilidade. Mas em 1971, com o resultado dos êxitos na
área da microeletrônica, foi criado o primeiro microprocessador de quatro \u201cbits\u201d pela firma INTEL
(EUA), que recebeu o número 4004. Como resultado desse nascimento, começou a utilização em
larga escala dos computadores à base de microprocessadores para controle de várias máquinas
industriais.
Hoje, no mercado, há muitos modelos de microprocessadores de oito, dezesseis e trinta e
dois \u201cbits\u201d que têm produtividade de até alguns milhões de operações por segundo. Foram projetados
microprocessadores digitais para processamento dos sinais analógicos de alta freqüência. Dessa
maneira, por causa dos êxitos na área da microeletrônica, muitas funções de controle em sistemas
eletromecânicos podem ser realizadas por microprocessador digital em tempo real.
O desenvolvimento dos componentes semicondutores de potência criou a oportunidade para
que se iniciasse a projeção de conversores de energia elétrica para vários atuadores, ou seja,
motores.