Sistema Nervoso Autônomo
31 pág.

Sistema Nervoso Autônomo


DisciplinaFisiologia I26.462 materiais221.158 seguidores
Pré-visualização2 páginas
sobre o sistema neuro-endócrino e Sistema Nervoso 
Autônomo.
O hipotálamo age através do sistema nervoso autônomo para ajustes 
rápidos; e através do sistema neuro-endócrio para ajustes a longo 
prazo.
Organização anátomo-funcional do Hipotálamo
Vista Lateral do hipotálamo Vista frontal do hipotálamo:
a. zona periventricular: controle neuro-endócrino
b. zona medial: organização de comportamentos motivados
c. zona lateral: integração de informações viscerais
Funções Reflexas Viscerais:
1. Regulação vegetativa da função Cardiovascular
2. Regulação vegetativa da Bexiga Urinária
3. Regulação vegetativa da função sexual
4. Resposta pupilar à variação de intensidade luminosa
Reflexo Baroceptor
Alterações na pressão arterial e níveis 
gasosos sangüíneos reflexivamente
modulam a atividade simpática e 
parassimpática para manutenção da 
pressão arterial.
Aumento da pa provoca ativação dos 
baroceptores = inibe a atividade da via 
simpática e aumenta a atividade da via 
parassimpática, resultando em 
bradicardia
Queda da pa provoca aumento da 
atividade simpática e inibe a atividade 
parassimpática reultando em taquicardia 
e aumento da força contrátil do coração.
Informação barosensorial
e quimiossensorial
Reflexo Urogenital: esvaziamento da bexiga 
é desencadeado pelos mecanoceptores que disparam quando o músculo está distendido
Controle Voluntário do esfincter externo
Simpático inibe a contração da musculatura lisa do corpo da bexiga (m. detrusor) e aumenta 
contração do esfincter uretral interno pela ação da noradrenalina = enchimento da bexiga.
Parassimpático (pré-ganglionares da medula sacral) inervam o músculo detrusor da bexiga 
(contração) e o esfíncter uretral interno (relaxamento); liberam acetilcolina ou ATP; = esvaziamento
da bexiga
Regulação da Função Sexual
dilatação vascular (ereção); secreções; contração de músculos lisos na ejaculação 
e contrações de músculos esqueléticos pélvicos
Aumento da atividade parassimpática
promove dilatação das artérias do pênis
e relaxamento dos musc lisos do corpo 
cavernoso = ereção
A atividade simpática promove 
vasoconstrição e perda da ereção.
Componente somático do reflexo:
neurônios motores alfa L e S provém 
inervação excitatória para os músculos 
bulbocavernosos ativos na ejaculação, e 
contração de músculos perineias
Respostas pupilar à variação de 
intensidade luminosa.
ACh\u2192 recep muscarínic NE \u2192 recep tipo \u3b1
MIOSE MIDRÍASE
\u2191 Luz \u2192 retina \u2192 pré-tecto\u2192 n. Edinger Westphal (parassimpático) = reflexo pupilar fotomotor
ou MIOSE