Foca na toga
100 pág.

Foca na toga


DisciplinaTodas2.575 materiais13.732 seguidores
Pré-visualização12 páginas
gera ódio! Dá
vontade de pegar aquela mesma faca que você está usando para cortar
o bolo e mandar direto no... Calma! Mas confesso: parece que você
ganha 03 quilos naquele segundo. A frase é "engordativa". Eu cheguei a
essa conclusão depois de anos de experiência.
Sobre concurso, ela acha que o certame de juiz termina em um mês. Só
pode. Todo mês ela pergunta se você já passou. Explica para a infeliz
que demora um ano. Fala para ela perguntar para você todo dia 31 de
dezembro. Aí, se você não tiver passado, beba no réveillon e esqueça a
pergunta maldita.
4. O amigo pessimista.
Duas verdades. Primeira: ele é seu amigo. Segunda: ele é mais
pessimista do que o "concurseiro maníaco".
A diferença entre ele e "concurseiro maníaco" é simples: este acha que
passa em 2 anos. Aquele tem certeza de que não vai passar nunca.
94
E seu amigo é convincente. Ele traz números. Quantidade de inscritos.
Candidatos por vaga. Ponto de corte. Idade dos aprovados...
Uma dica? Apague esses números da mente. Eu nunca, mas NUNCA
mesmo, olhei para isso. É bobagem. Não existe concorrência. É você
contra você. Um dia você passa sem nunca ter se dado conta do número
de inscritos. Sem saber quantos candidatos por vaga havia. Sem ter
noção da idade média dos aprovados.
O que fazer em relação ao seu amigo? Encontre-o uma vez por mês até
você passar. Nesse dia, prepare-se psicologicamente para o pessimismo.
Faça diferente: seja tão otimista que ele se sentirá estimulado por você.
Influencie. Não seja influenciado.
Por fim, hoje é domingo. É dia de conversar com um grande amigo:
Jesus. Ele, sim, você não deve evitar.
Ótima semana para todos nós!
95
Cansei
Se dissesse algo diferente, estaria mentindo.
Cansei. Cansei física e mentalmente. Cansei tão incondicionalmente, que
nem quero descansar. Quero mudar.
São contas e mais contas pra fazer. E eu não sou engenheiro. Não sou
físico. Não sou matemático. Eu? Eu só sou mais um lunático. Doido para
ver esse tanto de gente infeliz sorrir de novo. Doido para ver esse povo
doído ser um povo doido. Os loucos são mais legais.
Você é louco.
Você. Você canta sem saber a letra. Inventa no meio a rima. Você o
tempo todo desafina. E acha que cantou gostoso. Cantou nada. Mas vá
lá... Cante de novo! Porque "quem canta os males espanta". E eu e você
somos um povo louco.
Por que a gente tem que sofrer? Por que a gente bate o carro? Por que a
tragédia tem que acontecer? Por que a gente reprova? Por que existe
prova? Deve ser para gente aprender.
Por que o amor acaba? Por que a paixão apaga? Por que ela some do
nada? Deve ser para gente crescer.
Logo eu, que jurei nunca cansar, cansei. Cansei de ser o mesmo. E
acordei. Acordei diferente. Como se eu fosse outra pessoa. Isso. Outra
96
gente.
Liguei o carro como o Aírton Senna. Coloquei os óculos como Vinicius de
Moraes em Ipanema. E, no caminho, eu cantei.
Cantei Leandro e Leonardo, como se eu nunca tivesse saído de Goiás. Ô
vontade de voltar atrás. Voltei.
Abri o notebook como se estivesse abrindo o pacote de passatempo no
recreio. Depois fechei o computador, confesso, com receio. Com receio
de um amigo pedir uma "bolacha". Vai pra lá!
Peguei a minha pasta como se fosse a mochila da escola. E carreguei
como carregava, naquela hora. A hora em que o sinal tocava. Eu doido
para chegar em casa. Só para comer aquela... feijoada.
Voltei no tempo. Quem foi que disse que eu não podia voltar? Não
podia. Agora posso. E voltei. Escrevi uma carta de amor para minha
amada. Depois de cinco minutos, guardei a carta como quem sonha.
Depois de dez, joguei fora de vergonha. Faltou-me coragem. Eu sei.
Assim como me faltava aos 16.
Corri na rua. Corri no parque. Ignorei a academia, como sempre tinha
ignorado. Quase assisti "malhação". Faltou-me tempo. Estava "ocupado".
Preferi jogar videogame. Passei de fase. "Zerei" a fita. E me deitei.
Agora, vou dormir. Leio um capítulo da bíblia como sempre lia (e leio, e
lerei). Fecho os olhos. Ou melhor, vou fechar os olhos.
Dormir? Daqui umas duas horas. Antes disso, eu preciso me ver
presidente da república, vocalista do u2, ator da globo e namorado
daquela atriz da "malhação". O nome dela? Hum... Não sei. Vou chamar
97
de ... Alguma sugestão?
E amanhã? Amanhã, vou acordar juiz de novo. E daí? Vou ser juiz mas
não vou ser bobo. Afinal, amanhã tudo é novo. É a oportunidade de ser
feliz. De ser feliz com o meu dever. De lutar para vencer. E de vencer
mais essa fase do jogo. Qual jogo? O jogo da vida. Na vida, ou a gente se
reinventa, ou a gente não aguenta. A mesmice é torturante.
E você? Já sabe como vai acordar amanhã? Só não vale acordar como
você acordou hoje. Afinal, eu cansei. Você cansou. Nós cansamos. Nós
somos um povo. Lunáticos. Mas é melhor ser louco do que ser mais um
"sem graça" por aí...
Uma noite e um dia cheio de loucuras para todos nós!
98
Tempo. Nós dois. Música.
Quanto vale o seu tempo?
Dez anos mais tarde. Em algum lugar do Brasil (ou do mundo) nós nos
encontramos. Eu e você. Pode ser em um congresso. Talvez em um
resort (empurrando os carrinhos dos nossos filhos). Quem sabe na fila
do Subway? Eu não gosto de McDonald's. Chance zero da gente se
encontrar lá.
Pode ser em Aspen (cruze os dedos), em Roma (continue com os dedos
cruzados) ou passando uma temporada em Mônaco (ganhamos a mega-
sena). Enfim, pode ser em qualquer lugar.
Cumprimentamo-nos. Papo vai, papo vem... Falamos de tudo e de nada.
Sabe aquelas conversas de viagem? Exatamente uma dessas. Falamos
sobre a vida, sobre a família, sobre as dificuldades do Direito...
Tudo bem. Mas pare por um instante. Responda para você mesmo
agora: quem é você daqui a 10 anos?
Feche os olhos por 30 segundos e se imagine daqui a uma década.
Depois responda: casado ou solteiro? Com filhos ou sem? Advogado,
juiz, promotor? Quem é você daqui a 10 anos?
Imaginou? Então, pronto. Eu sempre faço isso também.
Eu sempre me imagino daqui a 10 anos. Qual a consequência? Isso torna
as adversidades do presente bem menores. Isso torna as decisões de
99
agora mais coerentes. As forças são inegavelmente renovadas.
Mas isso não impede ninguém de ser feliz hoje. Pelo contrário.
Felicidade é estilo de vida. Você pode ir para a biblioteca cantando ou
reclamando. Você pode fazer exercícios aos sábados no parque,
tomando água de coco, ou passando calor no seu quarto. Enfim, você
pode.
Grave: você pode.
É que, a maneira com que você vai subir as escadas, é você quem
decide. Uma dica: suba cantando.
Suba cantando, em voz alta, uma música do Capital Inicial, do Legião
Urbana... Pode ser aquele hino da igreja... Ou então, suba cantando, EM
PENSAMENTO, Justin Bieber, Miley Cyrus ou "show das poderosas"...
Suba feliz.
Quer inspiração? Estude hoje. Eu espero você daqui a 10 anos em Aspen
para esquiarmos.
Um dia cheio de música para todos nós!
100
	Cover
	Contents
	Copyright
	Sobre o Autor
	O que a gente quer...
	Medo. Tristeza. Sofrimento.
	A vida requer equilíbrio
	Bom dia!
	Aos aprovados na primeira fase
	Davi e Golias
	Bom dia! (2)
	Freios e sonhos
	Escolha
	Aflições
	Sonhos claros
	Paixão
	Batalha marcada
	Palavras
	\u201cOuvido falar\u201d
	Ponto de vista
	Destino. Vida. Planejamento.
	Potencial
	Paixão. Saudades.
	Loucuras
	Três verdades
	Agora são 06h30min
	Companhias
	Sabedoria
	O caminho mais curto
	E você?
	Não negocie
	Três simples verdades.
	É humano. É falho. É melhor que seja assim.
	Foco. Barco. Vitória.
	O tempo vai passar
	Fardos. Competência. Beleza.
	Uma história...
	Nada a perder. Nada a temer.
	A vida pede passagem. A vida pede massagem.
	Autoestima
	José. Sonhos. Lições. Você.
	Você
	\u201cÉ campeão\u201d
	Um dia. Eu. Você.
	Já pensou? Eu. Você.
	No dia em que você pensar em desistir. Amor. Seu "filho".
	Procura-se autoestima. Paga-se recompensa. Valor: inestimável.
	Olhei. Eu. Você. Fantasias. Próximo Capítulo.
	Segunda-feira. O que realmente importa. A virada.
	"Estou velho"
	Inimigo. Você. Duas lições.
	Pessoas a se evitar
	Cansei
	Tempo. Nós dois. Música.