Curso Básico de Astrologia vol. I   Marion D. March & Joan McEvers
283 pág.

Curso Básico de Astrologia vol. I Marion D. March & Joan McEvers


DisciplinaAstrologia646 materiais2.211 seguidores
Pré-visualização50 páginas
três signos de água. 
5. Relacione as Casas angulares. 
6. Relacione as Casas sucedentes. 
7. Relacione as Casas cadentes. 
8. Usando símbolos, relacione os signos cardeais. 
9. Usando símbolos, relacione os signos fixos. 
10. Usando símbolos, relacione os signos mutáveis. 
11. Qual signo é o oposto de Touro? 
12. Qual é a Casa da criação? 
13. Qual signo é regido por Saturno? 
14. Qual é o signo de água fixo? 
15. Que signo tem um co-regente? Que planeta é esse? 
16. Quais são os dois signos que têm sub-regentes? Quais são esses planetas? 
17. Que signo se opõe a Sagitário? 
18. Qual é o signo de ar cardeal? 
19. Qual é a Casa do isolamento? 
20. Quais são as Casas da vida? 
21. Quais são as Casas de bens materiais? 
22. Que cúspide de Casa representa o norte? 
23. Que cúspide de Casa é o Ascendente? 
24. Quais são os dois signos regidos por Mercúrio? 
25. Qual é o outro planeta que rege dois signos? Que signos são? 
 
Breve Comentário Antes de Prosseguirmos 
 
No fim da lição 4, invariavelmente os alunos querem aprender os cálculos 
matemáticos para levantar um horóscopo. 
Não podemos culpá-los por essa ansiedade; este é um assunto fascinante e, 
naturalmente, todos desejam ver os horóscopos de seus amigos e parentes. Mas o 
conhecimento que você adquiriu até aqui é só o começo rudimentar da astrologia. 
E interessante e esclarecedor; mas como todo conhecimento pela metade, pode 
ser perigoso. Até aprender mais astrologia, fatalmente você vai interpretar mal e 
avaliar mal os mapas, podendo praticar uma injustiça consigo próprio ou com os 
outros. Por essas razões, não ensinamos os cálculos neste livro. Queremos formar 
astrólogos que saibam ler um horóscopo antes de aprender a sua montagem. 
Lição 5: Como Delinear um Mapa 
 
Introdução 
 
 
Nas lições de 1 a 4, você aprendeu os princípios mais básicos da astrologia: os 
signos do zodíaco, os planetas, as Casas e a forma de agrupar todos eles por suas 
semelhanças. Se você entender esses princípios, e as palavras-chave se tomarem 
parte do seu subconsciente, você terá pouca dificuldade em aprender as outras 
técnicas e os refinamentos adicionais que fazem parte do delineamento 
(interpretação) do horóscopo. A lógica, o bom senso e o conhecimento da natureza 
humana vão ajudá-lo a interpretar um horóscopo, se tiver apreendido o significado 
desses princípios básicos. 
Os significados dos signos, dos planetas e das Casas são as palavras 
astrológicas, e agora vamos aprender a juntá-las para formar frases astrológicas 
simples. Para aprender qualquer língua existem certas regras para 
formar frases, e é preciso que você aprenda também as regras para formar frases 
astrológicas. 
O Uso das Palavras-chave no Delineamento 
 
Conforme explicamos na lição 1, a roda plana na astrologia começa com Áries 
na cúspide da primeira Casa, Touro na cúspide da segunda Casa etc. Assim, o Sol 
na primeira Casa sempre vai refletir algumas qualidades e traços de Áries, a 
despeito do signo em que o Sol esteja efetivamente colocado. É importante 
lembrar-se dessa regra. 
Para ilustrar, vamos pegar um exemplo: o Sol em Câncer na primeira Casa. 
Uma palavra-chave para o Sol é o ser interior. Algumas palavras-chave para 
Câncer: devotado, maternal, doméstico, sensível. Entre as palavras-chave para a 
primeira Casa estão: identidade, personalidade, auto-expressão. E, finalmente, 
palavras-chave para Áries, o signo natural da primeira Casa, incluem: dinâmico e 
ativo. Essas palavras-chave podem ser juntadas para formar uma frase astrológica: 
 
O ser interior devotado e maternal vai ser expresso de forma ativa e 
 Sol Câncer primeira Casa Áries 
dinâmica. 
Aqui está outro exemplo: a Lua em Gêmeos na quinta Casa. Palavras 
importantes para a Lua são emoções e instintos; entre as palavras-chave para 
Gêmeos temos versátil e literário; palavras-chave para a quinta Casa incluem 
criatividade e amor dado; enquanto entre as palavras-chave para Leão, signo 
natural da quinta Casa, temos criativo e generoso. Interpretado astrologicamente, 
podemos dizer: 
 
Emocionalmente versátil, você dá amor generosamente. 
 Lua Gêmeos quinta Casa 
ou: 
Você é instintivo e criativo nas ocupações literárias. Lua Quinta Casa
 Gêmeos 
Agora, vamos ampliar o conceito: Vênus em Capricórnio na nona Casa (cujo 
signo natural é Sagitário). Capricórnio é responsável e cauteloso; Sagitário é 
tolerante e otimista; Vênus representa os afetos e o caráter moral; e a nona Casa 
representa a filosofia e as aspirações. Assim, podemos deduzir que as aspirações 
e a abordagem filosófica desse indivíduo teriam uma característica responsável, 
mas o otimismo natural de Sagitário afrouxaria a costumeira cautela da natureza 
de Capricórnio. 
Desde que você compreenda por que a posição por Casa de um planeta 
modifica a natureza do signo no qual o planeta está colocado, também vai 
compreender por que um planeta funciona diferentemente dependendo do tipo de 
Casa em que está. Por exemplo: uma pessoa com o Sol em Touro (signo fixo), 
colocado numa Casa cadente, vai ser mais adaptável e menos teimosa que uma 
pessoa cujo Sol em Touro caia numa Casa sucedente. As Casas cadentes 
correspondem aos signos mutáveis e as Casas sucedentes correspondem aos 
signos fixos. Se esse mesmo Sol em Touro estivesse numa Casa angular 
(correspondendo aos signos cardeais), o indivíduo poderia ainda ser teimoso, mas 
perderia um pouco da paciência e das qualidades estáveis e teria mais iniciativa. 
Você deve se lembrar de que na lição 4 estabelecemos uma analogia entre os 
planetas e o elenco de uma peça. O elenco não muda; o Sol, por exemplo, é 
sempre a personalidade interior, o coração do horóscopo e o doador da vida. Os 
signos são os papéis que esse elenco representa, e eles também não mudam; 
Touro é sempre Touro e conserva o caráter básico desse signo. Entretanto, as 
Casas são os cenários variados onde o elenco representa seus papéis, e elas 
podem ocasionar, e na realidade ocasionam, muitas diferenças, que vão desde o 
extrovertido eu da primeira Casa, ao possessivo meu da segunda Casa, ao nós 
voltado para o outro da sétima Casa, e assim por diante através da roda. 
Com tudo isso em mente, vamos agora voltar nossa atenção para o 
delineamento de um horóscopo, usando as palavras-chave que aprendemos até 
agora. 
Delineamento de um Horóscopo Modelo 
 
A figura 7 é horóscopo natal de Franklin Delano Roosevelt, nascido em 30 de 
janeiro de 1882, às 20:45h, em Hyde Park, Nova Iorque. 
Primeiro, vamos olhar a configuração geral do seu mapa. É importante olhar o 
mapa como um todo antes de começar a destrinchá-lo. Observem que Roosevelt 
tem sete planetas acima, e três planetas abaixo do horizonte. (Veja os números nos 
círculos no centro do mapa.) Assim, podemos concluir que esse homem tem 
muitas qualidades extrovertidas e objetivas. Ele também tem três planetas a leste e 
sete planetas a oeste do meridiano. Assim, podemos concluir que sua vida está 
intimamente associada ao destino dos outros. 
Se você examinar o quadro abaixo da roda na figura 7, vai ver que dividimos 
os planetas, o Ascendente e o Meio-do-Céu nas classificações que aprendemos. 
Você vai ver que Roosevelt tem um planeta cardeal, sete planetas fixos e dois 
planetas mutáveis. Com tantos planetas em signos fixos, podemos dizer que esse 
homem é muito determinado, de conduta firme, estável e resoluto. Tem mente 
penetrante e uma excelente memória. Como tanto o Ascendente como o Meio-do-
Céu estão em signos mutáveis, podemos acrescentar um pouco de adaptabilidade 
e flexibilidade ao seu caráter básico (lição 1). 
Não há nenhum planeta em signo de fogo, cinco planetas e o Ascendente em 
signos de terra, quatro planetas e o Meio-do-Céu em signos de ar e um planeta 
num signo de água. Ele é prático, confiável e simples, já que predominam os 
planetas em signos de terra. Entretanto,