Direito Penal Allemão Dr. FRANZ VON LISZT TOMO I 1899 - bd000147
563 pág.

Direito Penal Allemão Dr. FRANZ VON LISZT TOMO I 1899 - bd000147


DisciplinaDireito Penal I67.900 materiais1.100.110 seguidores
Pré-visualização50 páginas
3.° \u2014 O cod. saxonio de 1838 foi imitado por quatro 
dos Estados da Thuringia, a saber, Weimar [1839 
(projecto de 1822), Altenburgo, 1841, Mei-ningen 
1844, Schwarzburg-Sondershausen, 1845. O cod. 
saxonio sérvio tambem de base ao chamado "cod. 
thuringiano (projecto de 1849) que com modificações 
sobre minudencias foi introduzido em 1850 [\u2022 em 
Weimar, Sondershausen, Rudolstadt, Anhalt, Mei-ningen 
e Coburgo, em 1851 em Gotha, em 1852 em Reuss 
nova linha, em 1864 em Anhalt-Bernburg, onde desde 
1852 entrou em vigor o cod. prussiano de 1851, e 
finalmente em 1868 em Reuss velha linha. Altenburgo 
porém conservou o seu cod. de 1841. 4.° \u2014 
Wurttemberg. Os primeiros trabalhos de 1810 e 1813 
(4 projectos) não deram resultado. 
\u25a0 
64 TBATADO DE DIREITO PENAL 
0 mesmo succedeu ao projecto de 1823 organi-sado 
por v. Weber. Applicava-se provisoriamente 3 edicto de 
17 de Julho de 1824 sobre as prisões éjj os diversos 
géneros de penas. O cod. do 1.° de Março de 1839 
basea-se sobre os projectos de 1832 I (impresso como 
manuscripto), de 1835 (ed. de 1835; I o relatório da 
commissâo da camara foi impresso em '» 1837) e de 1838 
(este ultimo de accordo com as resoluções das duas 
camaras). Foi modificado em 1849, 1853 e 1855. 
Bj Knapp, Das wurtembergische KriminalrecM, ex-
posto em notas ao tratado de Feuerbach de 1828-1829. 
Wâchter, Die Strqfarten und Strafanstalten des i 
Konigreichs Wúrttemberg, 1832. Commentarios de ' 
Hepp, 3 v., 1839 - 1842, Hufnagel (f 1848 ) 2 v.,1 1840-
1844, Exposição sumaria, 1845. 
5.°\u2014Hannove*. Os trabalhos encetados em 1823 
deram em resultado o projecto publicado em 1825 
(principal collaborador A. Bauer, que em 1826 
publicou o projecto annotado e em 1828 e 1831 lhe 
accrescentou novas notas). De 1825 a 1830 foi o 
projecto revisto e n'este ultimo anno apresentado ás 
camaras, que terminaram os seus trabalhos em 1838. 
Publicou-se o Codigo a 8 de Agosto de 1840. 
Numerosas leis complementares.\u2014 Commentario de 
Leonhardt, 2 v., 1846-1846, resumo, 1860. 
6.°\u2014 Braunschweig. O projecto apresentado pelo 
governo ás camaras em 1839 (principaes collaboradores 
v. Schleinitz e Breymar) converteu-se no cod. de 10 de 
Julho de 1840,que de 1843 a 1870 vigorou tambem em 
Lippe-Detmold. 
7.°\u2014 Hesse-Darmstadt. Projecto de Knapp, 1824, 
revisto em 1831, tendo a revisão por base um parecer 
de Mittermaier. Projecto de von Lindelof, 1837 
(impresso como manuscripto). Em 1839 apresentação 
do projecto que foi ainda uma vez revisto (relatores 
von Lind e Breidenbach). Publicação do 
INTEODUOÇlo 65 
cod. penal em 18 de Outubro de 1841. Foi. modificado 
em 1843-1844 (somente a parte geral).\u2014 O cod. de 
Hesse vigorou tambem em Nassau .de 11849 até 1867, 
e em Francfort sobre o Main desde 11857, em Hesse-
Homburg desde 1859. 
8.°\u2014Baden. Edicto penal que, baseando-se sobre 
o direito commum, tinha por fim uniformisar a 
administração da justiça crimirjal. - Desde 1836 uma 
[commissâo especial empregou-se em organisar um 
projecto (o primeiro foi impresso em 1836), que 
em 1839 foi apresentado á segunda camara. Modi- 
;\u25a0 ficado em 1840 de accordo com as resoluções desta, 
: e em 1851 de accordo com as da primeira camara, 
foi publicado como cod. a 6 de Março de 1845, 
; entrando em vigor no 1.° de Março de 1851.\u2014 Com- 
mentario de Thilo, 1845, Puchelt, 2 partes, 1866- 
1868. 
II.\u2014 O codigo penal prussiano de 1851. 
A importante ordenança circular de 26 de Fevereiro de 
1799 sobre a punição do furto e de outros ; crimes 
analogos é o ultimo termo da politica criminal § seguida 
tão consciente e vigorosamente na Prússia [ desde que 
Frederico II assumio o governo. O movimento dos 
trabalhos concernentes á reforma tornou-. se incerto e 
hesitante desde o começo do novo século. Pela ordem 
de gabinete de 26 de Julho de 1826 foi creada uma 
grande commissâo (sob a pre-[ sidencia do ministro da 
justiça, conde Dankelmann) incumbida da revisão geral 
da legislação prussiana. A discussão do direito penal 
(primeira incumbência) foi commettida a uma 
commissâo especial, tendo por presidente von 
Kamptz (então director no ministério da justiça), 
como membros Sack e Fi-schenich, e como relatores 
Schiller no concernente aos crimes contra o patrimonio, 
e Bode quanto aos I demais trabalhos. Resultado: a 
apresentação do 
66 TRATADO DE DIREITO PENAL 
projecto (projecto da commissâo) que se imprimio de 
Novembro de 1828 a Fevereiro de 1829 acom-1 
panhado de quatro volumes de motivos. 
Discussão do projecto na grande commissâo de 
revisão das leis, bem como no ministério. Resultado, | o 
2.° projecto (parte geral da lei penal), 1830. 
Depois que von Kamptz assumio a pasta da justiça 
(1830), teve logar uma nova revisão que deu em 
resultado o 3.° projecto (revisto). Primeira parte codigo 
criminal e motivos, 1833; segunda parte leis de policia 
criminal e motivos (como 5.° volume dos motivos acima 
mencionados), 1833. Em 1834 accrescentaram-se vários 
supplementos, principalmente ás contravenções 
policiaes. 
Sobre esta base nova discussão, de que resultou 
em 1836 o 4.° projecto (revisto) com o accrescen-
tamento de um confronto (organisado por Weil) das leis 
penaes estrangeiras, 5 partes, 1838 a 1841. 
Pela ordem de gabinete de 4 de Fevereiro de 1838 
o exame subsequente foi incumbido a uma commissâo 
especial composta de membros do conselho de Estado, 
a qual funccionou de Março de 1838 a Dezembro de 
1842. Ao mesmo tempo começou a discussão dos 
princípios geraes em assembléa plena do conselho de 
Estado, discussão que prolon-gou-se de Dezembro de 
1839 a Janeiro de 1843. Resultado, o 5.° projecto de 
1843 com as actas das deliberações, 3 partes, 1839 -
1842. Confronto dos três projectos (1.° o de 1836, 2.° o 
projecto aliás não impresso da commissâo especial, 3.° 
o do conselho de Estado de 1843) publicado em 1846 
pelo ministro von Kamptz. 
O projecto, acompanhado de uma memoria que 
continha 64 questões, foi apresentado na primavera de 
1843 ás oito dietas (provinciaes) e remettido a diversas 
autoridades e a diversos lettrados. Basean-do-se nas 
criticas e nos pareceres que foram emit- 
INTBODUCÇlO 67 
tidos (especialmente pelas dietas provinciaes, \u2014 a do 
Rheno apresentou um novo projecto com motivos), 
Bischoff procedeu em 1845, sendo ministro da [justiça 
Savigny, á revisão do projecto de 1843 (3 volumes), de 
que resultou o 6.° projecto (revisto) de 1845. 
O exame ulterior foi feito desde Outubro de 1845 até 
Julho de 1846 pela commissão especial. Em Dezembro 
de 1846 ella apresentou o 7.° projecto ao conselho de 
Estado. Debates da commissão, 1846. No entretanto 
fizeram-se sentir as aspirações particulares dos paizes 
do Rheno (a). Uma memoria de Ruppenthall escripta em 
1846 servio-lhes de orgão. A nova discussão deu em 
resultado o 8.° projecto de 1847 com motivos. Novos 
debates da commissão, 1847. 
Este projecto 8.°, acompanhado de 19 questões 
principaes, foi apresentado á commissão permanente 
i das dietas convocadas a 3 de Dezembro de 1847 para 
funccionarem reunidas, e discutido tanto na secção 
preparadora como na assembléa plena da commissão 
até 6 de Março de 1848. Cons. Bleich, Debates da 
commissão, 4 v., 1848. 
Os acontecimentos de Março interromperam o 
seguimento da discussão. Foi o ministro da justiça 
Simons quem recomeçou os trabalhos. A 10 de 
Dezembro de 1850 elle apresentou á segunda camara 
[ o 9.° projecto com motivos (publicado em 1851). 
Afinal os esforços sustentados durante tantos annos 
tiveram o desejado resultado. Após aprofundada 
discussão em ambas as camaras, o novo codigo penal 
obteve