Direito Penal Allemão Dr. FRANZ VON LISZT TOMO I 1899 - bd000147
563 pág.

Direito Penal Allemão Dr. FRANZ VON LISZT TOMO I 1899 - bd000147


DisciplinaDireito Penal I69.131 materiais1.130.075 seguidores
Pré-visualização50 páginas
da lei 
sobre o titulo das obras de ourivesaria .................................................... 601 
§ 194. \u2014 XIII. Acções puníveis relativas aos correios, 
telegraphos e vias-ferreas. \u2014 I. Infracções das disposições sobre o 
serviço das 
 linhas ferreas.\u2014II. Violações das prerogativas dos correios \u2014III. Le 
vantar ou explorar um estabelecimento telegraphico, infringindo as 
disposições da lei....................................... ............................................ 603 
§ 195. \u2014 XIV. Acções puníveis relativas á navegação. \u2014Vio-
lações das prescripçOes da lei sobre a nacionalidade dos navios mer- 
 cantes. \u2014 II. Violações da lei sobre o registro e a denominação dos 
navios mercantes. \u2014 III. ViolaçOes da lei sobre as declarações que 
devem ser feitas nos consulados allemães. \u2014 IV. Arqueação de 
navios. \u2014 V. O art. 145 do C. penal e as ordenanças impe 
riaes. \u2014 VI. Violação da obrigação de receber a bordo homens 
do mar. \u2014 VII. Infracções da lei sobre naufragios. \u2014 VIII. Pro 
tecção do cabo submarino. \u2014 IX. Violações da lei sobre gente do 
mar. \u2014 X. Protecção da cabotagem..................................................... 605 
XV. \u2014 Acções puníveis relativas ás rendas do Imperio 
§ 196 \u2014 Considerações geraes. \u2014 I. Divisão dos crimes. 
\u2014 II- Os casos typicos. \u2014 III. Peculiaridade das disposições con 
tidas nas leis fiscaes e aduaneiras......................................................... 612 
§ 197- \u2014 Violação do dever relativo ao pagamento de taxas. 
\u2014 I. Defraudaçoes postaes. \u2014 II. Defraudações qualificadas. \u2014 
III. Utilisarse de sellos desvalorisados para a franquia do tele- 
gramma.................................................... ........................... . ................. 617 
§ 198. \u2014 Infracções relativas a direitos aduaneiros. \u2014 I. Lei 
sobre a união aduaneira. \u2014 II. Segurança das fronteiras da união 
aduaneira. - III. Infracções da lei de 23 de Junho de 1882. 
\u2014 IV. Infracções das leis aduaneiras austro-bungaras ......................... 619 
§ 199. Infracções relativas a impostos. \u2014 I, Imposto sobre o sal 
\u2014 II. Imposto sobre o fumo. - III. Imposto sobre cervejarias. - IV e V. 
Impostos sobre o alcool. _ IV. Imposto sobre 
o atracar.................................................................................................. 
.........................................623 
 
 
INDICE GERAL XXV 
 § 200. \u2014 Âcções puníveis relativas ás leis sobre o setto. \u2014 
I. Infracções qualificadas pelo C. penal. \u2014 II. Lei de 10 de 
Junho de 1869 sobre o sello de letra. \u2014 III. Sello das cartas de 
jogar. \u2014 IV. Sello de papeis de credito. \u2014 V. Imposto de esta 
tística ......................................................................................................... 628 
XVI. \u2014 Dos crimes militares 
§ 201. \u2014 Disposições geraes. \u2014 I. Historia do direito penal 
militar. \u2014 II. Definição dos crimes militares. \u2014 III. Imperio 
do 0. penal militar quanto ás pessoas. \u2014 IV. Imperio quanto ao 
espaço. \u2014 V. Systema penal. \u2014 VI. Modificações das disposições 
geraes do C. penal civil ............................................................................ 632 
§ 202. \u2014 Dos erimes e delictos militares. \u2014 I. Traição mi 
litar. \u2014 II. Comprometter as forças militares em campanha. \u2014 
III. Deserção. \u2014 IV. Inutilisar-se e simular defeitos. \u2014 V. Co 
bardia. \u2014 VI. Crimes e delictos contra os deveres da sobordinação 
militar. \u2014 VII. Abuso de poder. \u2014 VIII. Acções illegaes com- 
mettidas em campanha contra as pessoas ou a propriedade. \u2014 
 IX. Outros actos illegaes contra a propriedade. \u2014 X. Violação de 
deveres do serviço no exercicio de funcções especiaes. \u2014 XI. Outros 
actos contra a disciplina militar................................................................. 639 
 
 
ABREVIATURAS 
G A ....... Archiv fur Strafrecht (Archivo do direito penal, revista). 
G S........ Gerichtssaal (sala de audiencia, revista). 
Griinhut.. Zeilscbrift fiir das Privat- und õffentliche Recbt (Revista do direito 
publico e privado). 
H G ........ v. Holzendorff und v. Jagemann : Handbuch des Gefängnis- 
wesens, 1885 (Tratado sobre as prisões por v. Holzendorff 
 e v. Jagemann). 
H H....... v. Holzendorff: Handbuch des deutschen Strafrechts, 1877 
(Tratado do direito penal allemao de Holzendorff). 
H R ..... v. Holzendorff: Rechtslexikon (Lexicon jurídico de Holzen 
dorff). 
H St...... HandwÕrterbuch der Staatswissenschaften (Diccionario portatil 
das sciencias politicas). 
H V ..... Handbuch des Võlkerrechts, herausgegeben von v. Holzendorff, 
. f 1885-1889 (Tratado de direito internacional, publicado por 
v. Holzendorff). 
I K V. Internationale Kriminalistische Vereinigung (União internacional 
de direito penal). 
N G....... Stenglein : Die strafrechtlichen Nebengesetze des deutschen 
Reichs, 1893 (Leis accessorias do Imperio Allemao, publi-
cadas por Stenglein). 
Ot.......... Entscheidungen des Berliner Obertribunals (Sentenças do Tri 
bunal superior de Berlim). 
R............ Entscheidungen des Reichsgerichts (Sentenças do Tribunal do 
Imperio). 
St G....... Die Strafgesetzgebung der Gegenwart in rechtsvergleichender 
Dartstellung, 1894 (Legislação penal comparada). 
\u2022 
XXVI
II 
ABBEVIATURAS 
W V. __ Wörterbuch des Verwaltungsrechts, herausgegel von v. 
Stengei, 1889-1890 (Diccionario de direito administrativo, 
por v. Stengei). 
Z .......... Zeitschrift fiir die gesammte Strafrechtswissenschaft (Revista geral 
das siencias penaes). 
 
PREFACIO DO TRADUCTOR 
O livro do eminente professor Franz von Liszt, Lehrbuch ães 
deutschen Strafrechts, cuja traducção apresentamos ao publico, fez 
época na Allemanha, não só como exposição systematica do direito 
vigente, senão tambem e principalmente porque imprimio uma 
nova direcção á sciencia do Direito Penal com adoptar os methodos 
e as idéas fundamentaes da escola positiva. 
O autor dedicou, desde a sua mocidade, os dotes superiores do 
seu espirito e toda a sua actividade, tão fecunda quanto incansavel, 
ao estudo deste ramo do direito. Não é somente um theorico nem 
somente um pratico, mas um technico no sentido rigoroso desta 
expressão, e ao mesmo tempo um propagandista. Na sua cadeira de 
professor, na imprensa periodica, em numerosas obras didacticas, 
nos congressos da União Internacional de Direito Penal, elle tem 
prestado á nova concepção, neste periodico critico de transição, o 
valioso concurso do seu profundo saber e do seu fino senso 
jurídico. 
Nasceu a 2 de Março de 1851 em Vienna. Cursou as 
universidades de Gõttingen e Heidelberg. Habilitou-se em 1875 
como Privat-docent de direito penal na universidade de Graz. Em 
1879 foi admittido como professor de direito penal e de processo 
civil na universidade de Giessen e em 1882 na de Marburg; d'ahi 
passou em 1889 para a de Halle, como professor de direito penal e 
de direito internacional. Disputado, como Savigny, pelas 
universidades da Allemanha, não pôde aceitar os convites das de 
Bonn, Jena e Vienna. 
Juntamente com Dochow (substituído depois de sua morte por 
Lilienthal), fundou em 1881 a Zeitschrift fur ,1 ãie gesammte 
Strafrechtswissenschaft para servir de orgão 
f$ 
XXX TRATADO DE DIREITO PENAL 
á nova direcção scientifica em opposição ao espirito e ás idéas 
capitães da escola classica, que então preponderava, ou antes 
dominava exclusivamente na Allemanha. Com os professores van 
Hamel de Amsterdam e Prins de Bruxellas, promoveu a fundação 
da União Internacional de Direito Penal, destinada, segundo 
rezam os seus estatutos, a estudar a criminalidade e a repressão 
tanto no ponto de vista social como no ponto de vista jurídico e a 
trabalhar pela adopção deste,