CONTABILIDADE BASICA - RESUMO GERAL COM EXERCICIOS
21 pág.

CONTABILIDADE BASICA - RESUMO GERAL COM EXERCICIOS


DisciplinaContabilidade Básica23.624 materiais517.802 seguidores
Pré-visualização8 páginas
Por Ações Demonstração do Resultado do Exercício
(devem ser Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados
publicados) Demonstração do Fluxo de Caixa
Demonstração do Valor Adicionado
Obrigatórios
Ltdas. e Balanço Patrimonial
Outras Demonstração do Resultado do Exercício
(não precisam Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados
ser publicados)
Relatórios
Contábeis
ou
Demonstrações
Contábeis
Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos
Não- Balanço Social
Obrigatórios Orçamentos (previsões = futuro
NOTA: A Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA) podem ser substituídas pela Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL). Para as Sociedades por Ações, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) exige que seja publicada esta última demonstração, devido ter mais informações que a primeira. Além disso a DLPA está contida na DMPL.
ATIVIDADE PRÁTICA
Pesquisar em jornais ou na internet cada uma das demonstrações contábeis acima e recortar (ou imprimir). Indicar com um círculo ou sublinhar os títulos das demonstrações contábeis, as datas (observar se foram publicadas em duas colunas).
Em seguida, pesquise em livros de contabilidade sobre os objetivos de cada demonstração, indicando que tipo de informações são fornecidas.
ATIVIDADES DE FIXAÇÃO
QUESTÕES
O que são relatórios contábeis?
O que são Demonstrações Financeiras?
Quais as três principais Demonstrações Financeiras obrigatórias?
Quantos meses compõem um Exercício Social?
IV \u2013 BALANÇO PATRIMONIAL
1. Identificação
O Balanço Patrimonial é o mais importante relatório gerado pela contabilidade. Através dele pode-se identificar a saúde financeira e econômica da empresa no fim do ano ou em qualquer data prefixada.
O Balanço Patrimonial é dividido em duas colunas: a do lado esquerdo é denominada Ativo, a do lado direito, Passivo. Também do lado direito, apresenta-se o Patrimônio Líquido.
Representação Gráfica do Patrimônio
	BALANÇO PATRIMONIAL
	Ativo
	Passivo e Patrimônio Líquido
Lado esquerdo Lado direito
2. Ativo
É o conjunto de bens e direitos de propriedade da empresa. São os itens positivos do patrimônio; trazem benefícios, proporcionam ganho para a empresa.
Requisitos para ser um ATIVO:
1º Ser um bem ou um direito
Bens: máquinas, terrenos, estoques, dinheiro (moeda), ferramentas, veículos, instalações etc.
Direitos: Contas a receber, os direitos podem ser vistos como bens de posse de terceiros. Por exemplo, se a empresa tem contas a receber, ela tem dinheiro (bens) de posse de terceiros para receber no futuro. De maneira geral são papéis, títulos etc.
2º Ser de propriedade da empresa: Se o bem ou direito não for de propriedade da empresa, não constará do seu Ativo (leasing1).
Funcionários de uma empresa não são contabilizados como Ativo, pois ainda que sejam um bem, não são propriedade da mesma.
Escravos eram considerados como um Ativo da empresa.
O jogador de futebol é considerado um ativo, pois o clube de futebol tem propriedade do seu passe.
3º Ter valor objetivo (avaliável em dinheiro)
Um dos itens mais significativos que normalmente não é contabilizada como ativo, pois não tem um valor objetivo, é o que denomina-se de Goodwill. Goodwill é o valor a maior, um ágio, de uma empresa em virtude de bons serviços prestados; da imagem/reputação; da clientela conseguida ao longo dos anos; do ponto comercial, localização; da marca conhecida.
Todos esses atributos positivos, e outros, no momento de se avaliar uma empresa, podem representar montantes algumas vezes maiores do que seu Ativo Tangível. Todavia, por ser de difícil avaliação dado ao subjetivismo, oGoodwill não é evidenciado no ativo, salvo em condições de negociação entre empresas (pois aí define-se ou acorda-se um valor).
4º Trazer benefícios presentes ou futuros:
Se a empresa tiver um título a receber de uma empresa falida, ele não será Ativo, pois não há a possibilidade de convertê-lo em dinheiro, não trazendo benefício algum para a sua portadora.
Itens como: carros acidentados, barco afundado, aeronave destruída, estoque obsoleto, bens destruídos por incêndio ou por inundação devem ser baixados. Se houver um valor residual depois do acidente, deve permanecer no Ativo apenas este valor, sendo a diferença baixada como uma perda.
3. Passivo
Significa as obrigações exigíveis da empresa, ou seja, as dívidas que serão cobradas, reclamadas a partir da data de seu vencimento. É denominado também passivo exigível, procurando dar mais ênfase no aspecto exigibilidade.
O passivo exigível é conhecido como dívidas com terceiros, recursos (dinheiro) de terceiros, ou capital de terceiros.
O Passivo é uma obrigação exigível, isto é, no momento em que a dívida vencer será exigida (reclamada) a sua liquidação. Por isso é mais adequado denominá-lo de Passivo Exigível.
4. Patrimônio Líquido
Representa o total das aplicações dos proprietários na empresa. A quantia inicial concedida pelos proprietários denomina-se, contabilmente, capital social ou capital nominal ou ainda, capital subscrito, que poderá ser aumentado a qualquer momento.
O Patrimônio Líquido é denominado recurso próprio ou capital próprio, ou seja, recursos que pertencem à própria empresa até sua extinção. No encerramento da empresa os recursos seriam devolvidos aos proprietários.
Matematicamente, o Patrimônio Líquido é obtido através da equação contábil: Ativo \u2013 Passivo Exigível.
PL = Ativo (bens + direitos) \u2013 Passivo Exigível (obrigações exigíveis)
` O PL não cresce apenas com novos investimentos dos proprietários, mas também, e isto é mais comum, com os rendimentos resultantes do capital aplicado. Esse rendimento é chamado de lucro. O lucro resultante da atividade operacional da entidade, obviamente pertence, em última análise, aos proprietários que investiram na empresa.
Formação de um patrimônio empresarial
Uma empresa é constituída pela transferência de valores de uma ou mais pessoas físicas para essa entidade artificial, criada por vontade das pessoas físicas. A partir daí, passa a ter vida própria como pessoa jurídica.
Exemplificando, se três pessoas, com $ 10.000 cada uma, resolvem criar uma empresa, com o intuito natural de obterem maiores lucros do que conseguiram com aplicações normais como pessoas físicas. Esses $ 30.000 formariam o caixa inicial da empresa.
Os $ 30.000 que passaram das mãos das pessoas físicas para a Empresa X são denominados de Capital Social. A criação das empresas existe porque as pessoas físicas entendem que ganharão mais dinheiro aplicando numa empresa, do que ganhariam se aplicassem individualmente suas poupanças em outros investimentos.
Composição básica do Patrimônio Líquido
O Patrimônio Líquido é composto basicamente de:
Capital Social, que são os valores entregues à pessoa jurídica pelos sócios
Lucros (ou prejuízos) Acumulados, que são os valores resultantes das transações da empresa, gerados por ela própria.
5. Capital de Terceiros x Capital Próprio
Na verdade, tanto o Passivo quanto o Patrimônio Líquido são obrigações da Empresa. No Passivo, tem-se asobrigações exigíveis por terceiros e, por isso, também são conhecidas como Capitais de Terceiros. No Patrimônio Líquido, tem-se as obrigações com os proprietários da empresa. No entanto, os proprietários, usualmente, por lei, não podem reclamar a restituição do seu dinheiro investido; por isso, este grupo também é conhecido como não exigível. Sendo assim, se o proprietário só tiver seu dinheiro de volta no encerramento da empresa, pode-se dizer que, num processo de continuidade, os recursos do Patrimônio Líquido pertencem à empresa e, por essa razão, também são conhecidos como Capital Próprio.
	BALANÇO PATRIMONIAL
	ATIVO
Bens + Direitos
	PASSIVO
(Capital de Terceiros)
	
	PATRIMÔNIO LÍQUIDO
(Capital Próprio)
6. Origens e aplicação de recursos
A Contabilidade por meio de técnicas examina o Patrimônio sob o aspecto do fluxo de recursos, ou seja de onde provem e em que foram aplicados os recursos.
O lado do Passivo, tanto