Guia de Sapos da Reserva Adolpho Ducke Manaus
184 pág.

Guia de Sapos da Reserva Adolpho Ducke Manaus


DisciplinaEcologia4.580 materiais43.101 seguidores
Pré-visualização41 páginas
Terrestres e diurnos. São
encontrados na liteira, na proximidade
de igarapés. Alimentam-se principalmen-
te de formigas, besouros, ácaros e
colêmbolos. Reproduzem-se durante a
estação chuvosa, de novembro a maio.
Fêmeas depositam aproximadamente
70 a 250 ovos pequenos e pigmentados,
de dia ou à noite, em cima de raízes, tron-
cos e folhas caídas, na proximidade de
poças rasas, formadas principalmente por
água de chuva. Os girinos são peque-
nos (comprimento max. aprox.18 mm) e
possuem o corpo de cor creme e nada-
deiras transparentes; são facilmente
encontrados em poças de 20 a 50 cm²,
associadas a outras maiores.
A :: macho
B :: ventre do macho
C :: dorso do macho
D :: par em amplexo
E :: desova
A :: male
B :: male belly
C :: male dorsum
D :: pair in amplexus
E :: egg clutch
BufonidaeDendrophrDendrophrDendrophrDendrophrDendrophryniscus minutusyniscus minutusyniscus minutusyniscus minutusyniscus minutus
(MELIN, 1941)
Amazônia Central
Central Amazonia
Guia de Sapos da Reserva Adolpho Ducke
Guide to the Frogs of Reserva Adolpho Ducke
6 8
maioria das espécies de centrolenídeos tem coloração verde-clara,
menos que 5 cm de comprimento, e a superfície ventral transparente,
o que permite ver os órgãos internos. A falange terminal dos dedos
tem a forma de um \u201cT\u201d arredondado. As desovas são depositadas sob ou
sobre folhas ou rochas acima de riachos e podem ser protegidas pelos
machos. Os girinos se desenvolvem dentro de poças ou igarapés. A
família é composta por três gêneros e 139 espécies, distribuídas nas
regiões úmidas do sul do México até a Bolívia e o nordeste da Argentina.
A maior diversidade de espécies está nos Andes, no noroeste da América
do Sul, e, secundariamente, na Costa Rica e no Panamá. Apenas uma
espécie, Cochranella oyampiensis, ocorre na RFAD.
Centrolenidae
A
Most centrolenids are less than 5 cm in snout-vent length, and theinternal organs can be seen through transparent skin on parts of theventral surface. The terminal segment of the fingers and toes is \u201cT\u201d
shaped. Eggs are deposited on leaves or rocks above streams and may be
attended by the male. The tadpoles develop in water. The family has three
genera and 136 species distributed in the humid regions from the south of
Mexico to Bolivia and the northwest of Argentina. The greatest species
diversity is in the Andes of northwest South America but many species
occur in Costa Rica and Panama. Only one species, Cochranella
oyampiensis, occurs in Reserva Ducke.
Amazônia Central
Central Amazonia
Guia de Sapos da Reserva Adolpho Ducke
Guide to the Frogs of Reserva Adolpho Ducke
6 9
7 0
Distribution in RFAD: The species is
found on shrubs and trees around
streams, and occurs at highest density
around the larger streams.
General distribution: Central
Amazonia, Venezuela, Surinam, and
the southeast of French Guiana.
Description: Males 17-21 mm, females
21-24 mm. The dorsum is light green
with black dots. The internal organs can
be seen through transparent skin on
the belly. The terminal segment of the
fingers and toes is T-shaped. The iris is
yellowish green.
Similar species: Juvenile Hyla granosa
are similar to Cochranella oyampiensis,
but H. granosa does not have
T-shaped terminal segments on the
digits, and it does not have
transparent skin on the ventral surface.
Natural history: The species is
arboreal and nocturnal, and
reproduces principally in the wet
season between December and May.
Females lay about 20 eggs on the
upper or lower surface of leaves
hanging over a stream. Males call from
the upper or lower surfaces of leaves.
Tadpoles are green while in the egg
capsule on leaves, but become reddish
brown with transparent skin after they
hatch and fall into the stream, where
they burrow into the substrate on the
bottom.
Distribuição na RFDistribuição na RFDistribuição na RFDistribuição na RFDistribuição na RFAD:AD:AD:AD:AD: É facilmente
encontrada em arbustos e árvores pró-
ximas a igarapés, principalmente
igarapés de maior porte.
Distribuição geral:Distribuição geral:Distribuição geral:Distribuição geral:Distribuição geral: Amazônia central,
Venezuela, Suriname e sudeste da
Guiana Francesa.
Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Machos 17-21 mm, fêmeas
21-24 mm. O dorso é verde-claro com
pontos negros. O ventre é transparen-
te, sendo possível ver os órgãos inter-
nos. A falange terminal dos dedos tem
forma de \u201cT\u201d. A íris é verde-amarelada.
Espécie semelhante: Espécie semelhante: Espécie semelhante: Espécie semelhante: Espécie semelhante: Podem parecer-se
com jovens de Hyla granosa, mas es-
tes não possuem as falanges terminais
em forma de \u201cT\u201d, e a região gular e as
laterais do ventre são opacas.
História natural:História natural:História natural:História natural:História natural: Arborícolas e noturnos.
Reproduzem-se principalmente na esta-
ção chuvosa, entre dezembro e maio.
As fêmeas depositam ao redor de
20 ovos sobre a parte superior ou infe-
rior de folhas verdes que pendem sobre
igarapés. Os machos podem vocalizar
na parte superior ou inferior de folhas.
Os girinos são verdes enquanto estão
dentro das cápsulas dos ovos, mas se
tornam marrom-avermelhados com
pele transparente depois que caem na
água e passam a viver enterrados no
substrato do fundo do igarapé.
A :: macho
B :: ventre do macho
C :: par em amplexo
D :: desova
A :: male
B :: male belly
C :: pair in amplexus
D :: egg clutch
CentrolenidaeCochranella oyampiensisCochranella oyampiensisCochranella oyampiensisCochranella oyampiensisCochranella oyampiensis
(LESCURE, 1975)
Amazônia Central
Central Amazonia
Guia de Sapos da Reserva Adolpho Ducke
Guide to the Frogs of Reserva Adolpho Ducke
7 2
maioria das espécies de dendrobatídeos é diurna, vive sobre o chão
da floresta, e tem tamanho corporal menor que 3 cm. Os gêneros
Phyllobates e Dendrobates são os mais coloridos e tóxicos. O gênero
Colostethus, que possui mais de 50% das espécies da família, é o menos
colorido. Espécies desta família depositam os ovos fora da água, os
machos cuidam dos ovos, e os girinos são transportados para a água nas
costas do pai ou da mãe. Os girinos de algumas espécies de Dendroba-
tes, e de Colostethus beebei, se desenvolvem dentro de axilas de broméli-
as e são alimentados pela mãe com ovos. Em quatro espécies de Coloste-
thus, os girinos têm desenvolvimento direto no sítio de oviposição. Duas
destas espécies ocorrem perto de Manaus, uma delas na RFAD. Os
dendrobatídeos estão distribuídos em regiões tropicais e subtropicais
úmidas da Nicarágua ao sudeste do Brasil e Bolívia. A família possui nove
gêneros e 216 espécies. Porém, várias novas espécies estão sendo desco-
bertas na Amazônia. Na RFAD, podem ser encontradas duas espécies de
Colostethus e uma espécie de Epipedobates. A espécie de Epipedobates
é considerada como pertencente ao gênero Allobates por alguns autores.
Dendrobatidae
A
W ith few exceptions, species of dendrobatids are diurnal, live on theground in forests, and have maximum lengths of less than 3 cm.Species of the genera Phyllobates and Dendrobates are the most
colorful and most toxic. The genus Colostethus, which includes more than
50% of the species, contains the least colorful species. Dendrobatids
deposit their eggs out of water, males attend the eggs, and the tadpoles
are transported to water on the back of the father or mother. Tadpoles of
some species of Dendrobates and of Colostethus beebei develop to
metamorphosis in the axils of bromeliads, and feed on eggs provided by
the mother. Tadpoles of four species of Colostethus develop to
metamorphosis out of water where the eggs were laid. Two of these
species occur near Manaus; one in RFAD. Dendrobatids occur in the
Neotropics from Nicaragua to the south of Brazil and Bolivia. The family
contains nine genera and about 216 species. However,