Quadro comparativo CPC 1973 x CPC 2015
300 pág.

Quadro comparativo CPC 1973 x CPC 2015


DisciplinaDireito Processual Civil I43.052 materiais746.442 seguidores
Pré-visualização50 páginas
para novocpc@medina.adv.br. 
92 
CPC/1973 CPC/2015 
Art. 325. Contestando o réu o direito que constitui fundamento do pedido, o 
autor poderá requerer, no prazo de 10 (dez) dias, que sobre ele o juiz profira 
sentença incidente, se da declaração da existência ou da inexistência do 
direito depender, no todo ou em parte, o julgamento da lide (art. 5o). 
 
Seção III Seção II 
 
Dos Fatos Impeditivos, Modificativos ou Extintivos do Pedido Do Fato Impeditivo, Modificativo ou Extintivo do Direito do Autor 
Art. 326. Se o réu, reconhecendo o fato em que se fundou a ação, outro Ihe 
opuser impeditivo, modificativo ou extintivo do direito do autor, este será 
ouvido no prazo de 10 (dez) dias, facultando-lhe o juiz a produção de prova 
documental. 
Art. 350. Se o réu alegar fato impeditivo, modificativo ou extintivo do direito do autor, este 
será ouvido no prazo de 15 (quinze) dias, permitindo-lhe o juiz a produção de prova. 
 
Seção IV Seção III 
Das Alegações do Réu Das Alegações do Réu 
Art. 327. Se o réu alegar qualquer das matérias enumeradas no art. 301, o juiz 
mandará ouvir o autor no prazo de 10 (dez) dias, permitindo-lhe a produção 
de prova documental. Verificando a existência de irregularidades ou de 
nulidades sanáveis, o juiz mandará supri-las, fixando à parte prazo nunca 
superior a 30 (trinta), 
 dias. 
Art. 351. Se o réu alegar qualquer das matérias enumeradas no art. 337, o juiz determinará a 
oitiva do autor no prazo de 15 (quinze) dias, permitindo-lhe a produção de prova. 
 Art. 352. Verificando a existência de irregularidades ou de vícios sanáveis, o juiz determinará 
sua correção em prazo nunca superior a 30 (trinta) dias. 
Art. 328. Cumpridas as providências preliminares, ou não havendo 
necessidade delas, o juiz proferirá julgamento conforme o estado do 
processo, observando o que dispõe o capítulo seguinte. 
Art. 353. Cumpridas as providências preliminares ou não havendo necessidade delas, o juiz 
proferirá julgamento conforme o estado do processo, observando o que dispõe o Capítulo 
X. 
CAPÍTULO V CAPÍTULO IX 
DO JULGAMENTO CONFORME O ESTADO DO PROCESSO DO JULGAMENTO CONFORME O ESTADO DO PROCESSO 
Seção I Seção I 
Da Extinção do Processo Da Extinção do Processo 
Art. 329. Ocorrendo qualquer das hipóteses previstas nos arts. 267 e 269, II a 
V, o juiz declarará extinto o processo. 
Art. 354. Ocorrendo qualquer das hipóteses previstas nos arts. 485 e 487, incisos II e III, o juiz 
proferirá sentença. 
 Parágrafo único. A decisão a que se refere o caput pode dizer respeito a apenas parcela 
do processo, caso em que será impugnável por agravo de instrumento. 
Seção II Seção II 
Do Julgamento Antecipado da Lide Do Julgamento Antecipado do Mérito 
Art. 330. O juiz conhecerá diretamente do pedido, proferindo sentença: Art. 355. O juiz julgará antecipadamente o pedido, proferindo sentença com resolução de 
mérito, quando: 
I - quando a questão de mérito for unicamente de direito, ou, sendo de 
direito e de fato, não houver necessidade de produzir prova em audiência; 
I \u2013 não houver necessidade de produção de outras provas; 
II - quando ocorrer a revelia (art. 319). II \u2013 o réu for revel, ocorrer o efeito previsto no art. 344 e não houver requerimento de prova, 
na forma do art. 349. 
 Seção III 
 
 
Quadro comparativo elaborado pela grupo de pesquisa do Prof. José Miguel Garcia Medina. 1.a versão (18.03.2015). É permitida a distribuição ou reprodução, total ou parcial, do presente 
trabalho, desde que a título gratuito e citada a fonte, sendo vedada sua comercialização. O quadro comparativo foi elaborado com base em informações colhidas nas versões dos projetos 
disponíveis no site do Senado Federal e nos textos das Leis 5.869/1973 e 13.105/2015 disponíveis no site da Presidência da República. Sugestões poderão ser enviadas 
para novocpc@medina.adv.br. 
93 
CPC/1973 CPC/2015 
 Do Julgamento Antecipado Parcial do Mérito 
 Art. 356. O juiz decidirá parcialmente o mérito quando um ou mais dos pedidos formulados 
ou parcela deles: 
 I \u2013 mostrar-se incontroverso; 
 II \u2013 estiver em condições de imediato julgamento, nos termos do art. 355. 
 § 1º A decisão que julgar parcialmente o mérito poderá reconhecer a existência de 
obrigação líquida ou ilíquida. 
 § 2º A parte poderá liquidar ou executar, desde logo, a obrigação reconhecida na decisão 
que julgar parcialmente o mérito, independentemente de caução, ainda que haja recurso 
contra essa interposto. 
 § 3º Na hipótese do § 2º, se houver trânsito em julgado da decisão, a execução será 
definitiva. 
 § 4º A liquidação e o cumprimento da decisão que julgar parcialmente o mérito poderão 
ser processados em autos suplementares, a requerimento da parte ou a critério do juiz. 
Seção III § 5º A decisão proferida com base neste artigo é impugnável por agravo de instrumento. 
Da Audiência Preliminar 
Art. 331. Se não ocorrer qualquer das hipóteses previstas nas seções 
precedentes, e versar a causa sobre direitos que admitam transação, o juiz 
designará audiência preliminar, a realizar-se no prazo de 30 (trinta) dias, para 
a qual serão as partes intimadas a comparecer, podendo fazer-se 
representar por procurador ou preposto, com poderes para transigir. 
 
§ 1o Obtida a conciliação, será reduzida a termo e homologada por 
sentença. 
 
 Seção IV 
 Do Saneamento e da Organização do Processo 
§ 2o Se, por qualquer motivo, não for obtida a conciliação, o juiz fixará os 
pontos controvertidos, decidirá as questões processuais pendentes e 
determinará as provas a serem produzidas, designando audiência de 
instrução e julgamento, se necessário. 
Art. 357. Não ocorrendo nenhuma das hipóteses deste Capítulo, deverá o juiz, em decisão 
de saneamento e de organização do processo: 
 I \u2013 resolver as questões processuais pendentes, se houver; 
 II \u2013 delimitar as questões de fato sobre as quais recairá a atividade probatória, especificando 
os meios de prova admitidos; 
 III \u2013 definir a distribuição do ônus da prova, observado o art. 373; 
 IV \u2013 delimitar as questões de direito relevantes para a decisão do mérito; 
 V \u2013 designar, se necessário, audiência de instrução e julgamento. 
§ 3o Se o direito em litígio não admitir transação, ou se as circunstâncias da 
causa evidenciarem ser improvável sua obtenção, o juiz poderá, desde logo, 
sanear o processo e ordenar a produção da prova, nos termos do § 2o. 
 
 § 1º Realizado o saneamento, as partes têm o direito de pedir esclarecimentos ou solicitar 
ajustes, no prazo comum de 5 (cinco) dias, findo o qual a decisão se torna estável. 
 
 
Quadro comparativo elaborado pela grupo de pesquisa do Prof. José Miguel Garcia Medina. 1.a versão (18.03.2015). É permitida a distribuição ou reprodução, total ou parcial, do presente 
trabalho, desde que a título gratuito e citada a fonte, sendo vedada sua comercialização. O quadro comparativo foi elaborado com base em informações colhidas nas versões dos projetos 
disponíveis no site do Senado Federal e nos textos das Leis 5.869/1973 e 13.105/2015 disponíveis no site da Presidência da República. Sugestões poderão ser enviadas 
para novocpc@medina.adv.br. 
94 
CPC/1973 CPC/2015 
 § 2º As partes podem apresentar ao juiz, para homologação, delimitação consensual das 
questões de fato e de direito a que se referem os incisos II e IV, a qual, se homologada, 
vincula as partes e o juiz. 
 § 3º Se a causa apresentar complexidade em matéria de fato ou de direito, deverá o juiz 
designar audiência para que o saneamento seja feito em cooperação com as partes, 
oportunidade em que o juiz, se for o caso, convidará as partes a integrar ou esclarecer suas 
alegações. 
 § 4º Caso tenha sido determinada a produção de prova testemunhal,