Guia de Aves da Planicie Alagável do Alto Rio Paraná
299 pág.

Guia de Aves da Planicie Alagável do Alto Rio Paraná


DisciplinaEcologia4.580 materiais43.101 seguidores
Pré-visualização39 páginas
macururus, bico-de-brasa e afins. Cabeça
grande, com bico forte destacado, compondo uma silhueta
onde o corpo parece pequeno. Pernas curtas e pés
pequenos. Ninhos em cavidades no solo, barrancos ou
cupinzeiros arbóreos; põem 2 a 3 ovos. Sexos parecidos.
Predominantemente insetívoros. Duas espécies
registradas.
*Notharchus macrorynchos
Macuru-de-testa-
branca
(Guianan Puffbird)
Tamanho: 25 cm,
81-106 g
Subsistema: Paraná e
Ivinhema
Hábitat: bordas de
florestas e áreas
abertas com vegetação
arbórea
Alimentação: insetos,
incluindo grilos, percevejos, besouros e borboletas, mas também
pequenos vertebrados
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
BUCCONIDAE150
Nystalus chacuru
João-bobo
(White-eared Puffbird)
Tamanho: 21-22 cm, 48-64 g
Subsistema: Paraná
Hábitat: bordas de florestas,
zonas arbustivas e áreas abertas
com vegetação arbórea
Alimentação: insetos
capturados no ar e outros
artrópodes, como centopéias e
escorpiões, além de pequenos
vertebrados, como lagartos
Espécies registradas
RAMPHASTIDAE 151
RAMPHASTIDAE
Tucanos e araçaris. Bicos muito grandes e peculiares, que
em algumas espécies podem ultrapassar o tamanho do
corpo. Vivem em casais, mas freqüentemente podem ser
vistos em grupos, principalmente em locais com oferta
abundante de frutos. Ninhos em troncos ocos; põem de 2 a
4 ovos brancos. Sexos parecidos. Predominantemente
frugívoros. Duas espécies registradas.
Ramphastos toco
Tucanuçu, tucano-toco
(Toco Toucan)
Tamanho: 53-61cm,
500-860 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: bordas de
florestas, áreas abertas
e zonas arbustivas
com árvores
Alimentação: frutos,
insetos, lagartas, ovos
e filhotes de outras aves apanhados na parte alta das árvores
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
RAMPHASTIDAE152
Pteroglossus castanotis
Araçari-castanho
(Chestnut-eared
Aracari)
Tamanho: 37-47 cm,
220-310 g
Subsistema: Paraná e
Ivinhema
Hábitat: zonas
arbustivas com
vegetação arbórea alta,
interior e bordas de
florestas
Alimentação: frutos, flores, néctar e insetos apanhados na parte
alta das árvores; em menor grau do que a espécie anterior,
filhotes e ovos de aves
Espécies registradas
PICIDAE 153
PICIDAE
Pica-paus. O bico forte, reto e em forma de cinzel é a
principal característica da família. Seu modo de vida
(escaladores de troncos de árvores) exige várias adaptações:
além do bico, as penas da cauda dão apoio ao corpo
enquanto a ave escala, os pés são fortes e o crânio tem
adaptações para amenizar a trepidação proveniente das
fortes bicadas desferidas pela ave no tronco das árvores
quando busca por alimento. Nidificam em cavidades nos
troncos de árvores; põem de 2 a 4 ovos brancos brilhantes.
Pouco dimorfismo sexual. Principalmente insetívoros. Dez
espécies registradas.
Picumnus cirratus
Pica-pau-anão-
barrado
(White-barred Piculet)
Tamanho: 8-10 cm,
6,8-12 g
Subsistema: Paraná
Hábitat: bordas de
florestas, áreas abertas
e zonas arbustivas
Alimentação:
pequenos insetos,
incluindo larvas e
ovos capturados em galhos ou troncos finos
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
PICIDAE154
Melanerpes candidus
Pica-pau-branco, birro
(White Woodpecker)
Tamanho: 24-30 cm, 98-136 g
Subsistema: Paraná e Ivinhema
Hábitat: bordas de florestas,
várzeas, áreas abertas e zonas
arbustivas com árvores
Alimentação: frutas, néctar,
insetos e suas larvas;
frequentemente ataca ninhos de
cupins, marimbondos e vespas
Picumnus albosquamatus
Pica-pau-anão-escamado
(White-wedged Piculet)
Tamanho: 10-11 cm, 9-11 g
Subsistema: Paraná e Ivinhema
Hábitat: bordas de florestas,
áreas abertas e zonas arbustivas
Alimentação: pequenos insetos,
incluindo larvas e ovos
apanhados em galhos ou troncos
finos
Espécies registradas
PICIDAE 155
Veniliornis passerinus
Picapauzinho-anão
(Little Woodpecker)
Tamanho: 14-15 cm, 23-37 g
Subsistema: Paraná e Ivinhema
Hábitat: interior e bordas de
florestas, várzeas e zonas
arbustivas com árvores
Alimentação: insetos e larvas,
capturados principalmente sob
a casca de troncos; também
captura larvas dentro de
coquinhos, perfurando-os
Melanerpes flavifrons
Benedito-de-testa-
amarela
(Yellow-fronted
Woodpecker)
Tamanho: 17-19,5 cm,
49-64 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: zonas
arbustivas com
árvores, interior e
bordas de florestas
Alimentação: insetos e suas larvas capturados em troncos, além
de frutos e sementes
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
PICIDAE156
Colaptes campestris
Pica-pau-do-campo,
chan-chan
(Campo Flicker)
Tamanho: 28-33 cm,
145-192 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: várzeas, áreas
abertas e zonas
arbustivas
Alimentação:
formigas, cupins e suas larvas, mas também outros artrópodes
capturados principalmente no solo
Colaptes melanochloros
Pica-pau-verde-barrado
(Green-barred Woodpecker)
Tamanho: 23-30 cm, 104-174 g
Subsistema: Paraná, Baía e
Ivinhema
Hábitat: interior e bordas de
florestas, várzeas, áreas abertas
e zonas arbustivas com árvores
Alimentação: formigas e suas
ninhadas e outros artrópodes,
além de frutos, apanhados nos
troncos e copas das árvores e, às
vezes, no chão
Espécies registradas
PICIDAE 157
Dryocopus lineatus
Pica-pau-de-banda-branca
(Lineated Woodpecker)
Tamanho: 30-36 cm, 186-217 g
Subsistema: Paraná e Ivinhema
Hábitat: interior e bordas de
florestas
Alimentação: adultos e larvas
de besouros e formigas
capturados no tronco de
árvores, além de frutos e
sementes
Celeus flavescens
Pica-pau-de-cabeça-
amarela
(Blond-crested
Woodpecker)
Tamanho: 25-30 cm,
110-165 g
Subsistema: Ivinhema
Hábitat: interior e
bordas de florestas
Alimentação: insetos,
como formigas e
cupins arborícolas,
capturados no tronco das árvores, além de frutos consumidos
regularmente
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
PICIDAE158
*Campephilus robustus
Pica-pau-rei
(Robust Woodpecker)
Tamanho: 32-37 cm, 230-294 g
Subsistema: Paraná
Hábitat: interior de florestas
Alimentação: principalmente
insetos, como besouros e larvas,
capturados no tronco das
árvores e, ocasionalmente, frutos
Espécies registradas
THAMNOPHILIDAE 159
THAMNOPHILIDAE
Papa-formigas, chocas. Maioria florestal e sensível ao
desmatamento. Fazem ninhos a pouca altura; põem de 2 a
3 ovos manchados. Vozes fortes; machos e fêmeas com
diferença na coloração (machos: tons de negro e cinza;
fêmeas: tons de marrom). Insetívoros. Dez espécies
registradas.
*Hypoedaleus guttatus
Chocão-carijó
(Spot-backed
Antshrike)
Tamanho: 20-21 cm
Subsistema: Ivinhema
Hábitat: interior de
florestas
Alimentação: vários
insetos e outros
artrópodes, como
aranhas, além de
moluscos e
possivelmente pequenos vertebrados, como lagartos e anfíbios
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
THAMNOPHILIDAE160
Taraba major
Choró-boi
(Great Antshrike)
Tamanho: 20-20,5 cm,
50-70 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: bordas de
florestas e zonas
arbustivas,
frequentemente à beira
dos corpos d\u2019água
Alimentação: grande variedade de insetos e outros artrópodes,
além de moluscos e pequenos vertebrados, incluindo lagartos,
anfíbios, mamíferos e filhotes de outras aves capturados no
estrato baixo entre galhos e folhas ou no solo; ocasionalmente
inclui matéria vegetal na dieta
Thamnophilus doliatus
Choca-barrada
(Barred Antshrike)
Tamanho: 15-16 cm,
24-30 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: bordas de
florestas, várzeas e
zonas arbustivas
Alimentação:
principalmente
insetos, incluindo besouros, grilos, larvas, formigas e outros
artrópodes, como aranhas capturados em galhos e arbustos
Espécies registradas
THAMNOPHILIDAE 161
*Thamnophilus ruficapillus
Choca-de-chapéu-vermelho
(Rufous-capped Antshrike)
Tamanho: 15-18 cm, 21-24 g
Subsistema: