Guia de Aves da Planicie Alagável do Alto Rio Paraná
299 pág.

Guia de Aves da Planicie Alagável do Alto Rio Paraná


DisciplinaEcologia4.593 materiais43.197 seguidores
Pré-visualização39 páginas
Tamanho: 16-19 cm,
36-40 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: áreas abertas
e zonas arbustivas
Alimentação: insetos
voadores, como
formigas e cupins
alados, mutucas, libélulas, besouros, mariposas, moscas e vespas
apanhados em vôos normalmente altos, mas também próximos
ao chão
Espécies registradas
HIRUNDINIDAE 207
Progne chalybea
Andorinha-doméstica-
grande
(Gray-breasted Martin)
Tamanho: 18-20 cm,
43-50 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: áreas abertas
e zonas arbustivas
Alimentação: insetos
voadores, como
formigas e cupins
alados, mutucas, libélulas, besouros, mariposas, moscas e vespas
apanhados em vôo
Pygochelidon cyanoleuca
Andorinha-pequena-
de-casa
(Blue-and-white
Swallow)
Tamanho: 10-13 cm,
12-13 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: áreas abertas
e zonas arbustivas
Alimentação: insetos
voadores, como
formigas e cupins alados, mutucas, libélulas, besouros,
mariposas, moscas e vespas apanhados em vôo
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
HIRUNDINIDAE208
Stelgidopteryx ruficollis
Andorinha-serradora
(Southern Rough-winged
Swallow)
Tamanho: 13-15 cm, 15 g
Subsistema: Paraná, Baía e
Ivinhema
Hábitat: ambientes aquáticos,
áreas abertas próximas aos
corpos d\u2019água; comumente
observada pousada em
galhadas situadas nos
barrancos de rios
Alimentação: insetos voadores,
como formigas e cupins alados,
mutucas, libélulas, besouros, mariposas, moscas e vespas
apanhados em vôo
Hirundo rustica
Andorinha-de-bando
(Barn Swallow)
Tamanho: 14,6-19 cm,
17-20 g
Subsistema: Paraná
Hábitat: áreas abertas
e zonas arbustivas
Alimentação: insetos
voadores, como
formigas e cupins
alados, mutucas,
libélulas, besouros, mariposas, moscas e vespas
apanhados em vôo
Espécies registradas
TROGLODYTIDAE 209
TROGLODYTIDAE
Corruíra, catatau, uirapuru-verdadeiro. Pássaros agitados
de vôo curto. Fazem ninhos entre ramos; põem ovos
brancos. Vozes fortes; machos e fêmeas de algumas
espécies cantam em dueto. Sexos semelhantes; coloração
modesta. Predominantemente insetívoros. Três espécies
registradas.
Troglodytes musculus
Corruíra
(Southern House
Wren)
Tamanho: 10-12 cm,
11-12 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: bordas de
florestas, zonas
arbustivas e áreas
abertas com manchas
de vegetação
razoavelmente densa
Alimentação: vários pequenos artrópodes, como besouros, grilos,
lagartas, larvas, borboletas e aranhas, além de sementes e
pequenos frutos em menor proporção
,
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
TROGLODYTIDAE210
Thryothorus leucotis
Garrinchão-de-
barriga-vermelha
(Buff-breasted Wren)
Tamanho: 14-14,5 cm,
15,5 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: zonas
arbustivas, interior e
bordas de florestas
próximos aos corpos
d\u2019água
Alimentação: artrópodes, como aranhas, lagartas, larvas, grilos,
gafanhotos, besouros e borboletas apanhados na parte baixa da
vegetação densa
Campylorhynchus turdinus
Catatau
(Thrush-like Wren)
Tamanho: 19-21 cm, 39 g
Subsistema: Paraná
Hábitat: zonas arbustivas,
bordas e interior de florestas,
normalmente associados a
palmeirais
Alimentação: vários
invertebrados, como grilos,
besouros, borboletas, lagartas,
larvas e aranhas capturados no
meio das folhagens
Espécies registradas
DONACOBIDAE 211
Donacobius atricapilla
Japacanim
(Black-capped
Donacobius)
Tamanho: 21-23 cm,
43 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: ambientes
aquáticos com
vegetação emersa e
várzeas alagadas
Alimentação:
artrópodes, como besouros, grilos, formigas, aranhas, lagartas,
larvas e libélulas capturados entre a vegetação alagada
DONACOBIDAE
Japacanim. Ave paludícola, ou seja, associada aos
ambientes aquáticos. Pode ser facilmente reconhecida, por
sua coloração marrom e amarelada, íris amarela e cauda
longa e graduada, que a ave movimenta com freqüência.
Voz forte; machos e fêmeas frequentemente cantam em
dueto; sexos semelhantes. Vivem em casais ou pequenos
grupos. Ninhos em forma de tigela; põem ovos com cor de
ferrugem-clara. Insetívoros. Uma espécie.
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
TURDIDAE212
TURDIDAE
Sabiás. Pássaros com vozes fortes e melodiosas. Ninhos
feitos de barro e vegetais; põem ovos esverdeados e
manchados. Coloração variada; grau de dimorfismo sexual
varia entre as espécies. Onívoros. Quatro espécies
registradas.
*Turdus subalaris
Sabiá-ferreiro
(Slaty Thrush)
Tamanho: 19-21,5 cm, 44-55 g
Subsistema: Paraná
Hábitat: interior e bordas de florestas
Alimentação: principalmente frutos, mas também diversos
invertebrados, incluindo moluscos e insetos como besouros,
formigas e moscas
Espécies registradas
TURDIDAE 213
Turdus rufiventris
Sabiá-laranjeira
(Rufous-bellied
Thrush)
Tamanho: 22-25 cm,
68-82 g
Subsistema: Paraná e
Baía
Hábitat: zonas
arbustivas com
árvores, interior e
bordas de florestas
Alimentação: vários tipos de frutos silvestres ou cultivados,
como mamão, goiaba e abacate; também vários invertebrados,
como gafanhotos, grilos, besouros, lagartas, minhocas e aranhas,
com frequência apanhados no chão
Turdus leucomelas
Sabiá-barranco
(Pale-breasted Thrush)
Tamanho: 21-25 cm,
54-60 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: áreas abertas
com alguma vegetação
arbórea, zonas
arbustivas, interior e
bordas de florestas
Alimentação: vários tipos de frutos silvestres ou cultivados e
vários invertebrados, como gafanhotos, grilos, besouros, lagartas,
minhocas e aranhas, frequentemente apanhados no chão
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
TURDIDAE214
Turdus amaurochalinus
Sabiá-poca
(Creamy-bellied
Thrush)
Tamanho: 22-25 cm,
52-73 g
Subsistema: Paraná e
Ivinhema
Hábitat: interior e
bordas de florestas,
zonas arbustivas e
áreas abertas com
vegetação arbórea
Alimentação: principalmente invertebrados, mas também uma
variedade de frutos
Espécies registradas
MIMIDAE 215
MIMIDAE
Sabiás do campo. Vozes melodiosas; machos e fêmeas
semelhantes; coloração modesta, com predominãncia de
tons de bege. Ninho simples em forma de tigela; põem de
3 a 5 ovos esverdeados com manchas. Onívoros. Uma
espécie registrada.
Mimus saturninus
Sabiá-do-campo
(Chalk-browed
Mockingbird)
Tamanho: 25-27 cm,
73-83 g
Subsistema: Paraná,
Baía e Ivinhema
Hábitat: áreas abertas,
várzeas secas e zonas
arbustivas
Alimentação: vários
invertebrados, como
gafanhotos, grilos, aranhas, besouros, minhocas, lagartas, além
de frutos, sementes, néctar e flores apanhados no chão ou na
vegetação baixa
Aves da planície alagável do alto rio Paraná
MOTACILLIDAE216
MOTACILLIDAE
Caminheiros. Pássaros terrícolas. Fazem ninhos no solo;
põem ovos brancos salpicados de bege. Vozes finas;
machos e fêmeas semelhantes; coloração críptica.
Essencialmente insetívoros. Uma espécie registrada.
Anthus lutescens
Caminheiro-zumbidor
(Yellowish Pipit)
Tamanho: 12-14 cm, 13-18 g
Subsistema: Paraná, Baía e
Ivinhema
Hábitat: várzeas e áreas abertas
Alimentação: vários
invertebrados, como besouros,
grilos, minhocas, cupins e
formigas apanhados enquanto
caminha rapidamente na
vegetação rasteira; também
sementes
Espécies registradas
THRAUPIDAE 217
THRAUPIDAE
Sanhaços, saíras e afins. Pássaros agitados e curiosos;
ocorrem em diversos tipos de ambientes, frequentemente
formando bandos, em alguns casos mistos. Ovos
manchados; vozes variadas e complexas, algumas bastante
melodiosas; plumagem colorida e vistosa (geralmente,
machos coloridos e fêmeas com cores mais discretas). Dieta
variada; matéria vegetal e animal consumida em diferentes
proporções entre as espécies. Onze espécies registradas.
*Cissopis leverianus
Tietinga
(Magpie Tanager)
Tamanho: 26-29 cm,
69-76 g
Subsistema: Paraná e
Ivinhema
Hábitat: bordas de
florestas, zonas
arbustivas e