Educação Física   Raízes Européias e Brasil   Carmen Lucia Soares
78 pág.

Educação Física Raízes Européias e Brasil Carmen Lucia Soares


DisciplinaHistória da Educação Física344 materiais4.302 seguidores
Pré-visualização39 páginas
Como profissional da area de Ciencias Socials, acostu-
mei-me as analises que tern como referencia! as relacoes
sociais e as ideias, e nao a perspectiva do corpo. De repen-
te, percebi o homem fragmentado de uma outra forma...
Corpos separados na simultaneidade espaco-temporal, cor-
pos separados entre si, preparados para o trabalho, distantes
do prazer... Mas a reconstrucao polftica, economica e so-
cial apresentada pela autora foi dando ao "corpo individual
a-historico" uma historia. Ao buscar a genese da Educacao
Ffsica nos ideals burgueses do seculo XVIII, contextualizou
as "bases cientfficas" que nortearam a inclusao desta, como
disciplina, nos colegios brasileiros a partir do seculo XIX.
Ao longo do trabalho percebe-se a utilizacao criteriosa de
fontes documentais pouco exploradas na area, o que suge-
re a abertura de novas vertentes de analise ao profissional
de Educacao Ffsica.
O livro ainda nos da elementos para percebermos que
o que devemos descartar em nossa perspectiva metodolo-
gica, seja na Educacao Ffsica ou fora dela, e o mecanicismo
do pensamento positivista e nao a observacao, a experi-
mentacao e a comparacao, que podem ser instrumentos
fundamentals de critica se utilizados de uma forma dinami-
ca e processua!.
Dulce Maria Pompeo de Camargo
AUTORES
A5SOCIADOS
O
CO
c(y
E
fU
u
Carmen Scares
EDUCA^AO FISICA
Raizes Europeias z Brasil
AUTORES
ASSOCIADOS
EDUCAQAO FISICA
RAIZES EUROPEIAS E BRASIL
EDITORA AUTORES ASSOCIADOS LTDA.
Uma editora educative a service da cultura brasileira
Av. Albino J. B. de Oliveira, 901
Barao Geraldo - CEP 13084-008
Campinas-SP - Pabx/Fax: (19) 3289-5930
E-mail: editora@autoresassociados.com.br
Catalogo on-line: www.autoresassociados.com.br
Conselho Editorial "Prof. Casemiro dos Reis Filho"
Dermeval Saviani
Gilberta S. de M.Jannuzzi
Maria Aparecida Motto
Walter E. Garcia
Diretor Executive
Flavio Baldy dos Reis
Coordenadora Editorial
Erica Bombard/
EDUCAQAO FISICA
RAIZES EUROPEIAS E BRASIL
CARMEN LUCIA SCARES
Assistente Editorial
A/me Marques
Revisao
Ruthjoffily
Diagramacao e Composicao
Jose Sever/no Ribeiro
Capa
Criagao e Leiaute
Milton Jose de Almeida
Arte-Final
Vlad Camargo
Erica Bombard!
Impressao e Acabamento
Grafica Paym
EDICAO
COLEQAO EDUCAQAO CONTEMPORANEA
AUTORES
ASSOCIADOS
Dados Internacionais de Catalogagao na Publicagao (CIP)
(Camara Brasileira do Livro, SP, Brasil)
Scares, Carmen Lucia,
Educagao fisica: raizes europeias e Brasil/Carmen Lucia Soares;
prefacios Denise Bernuzzi de Sant'Anna e Dulce Maria Pompeo de
Camargo - 3. ed. - Campinas, SP: Autores Assoclados, 2004. -
(Colegao educagao contemporanea)
Bibliografia.
ISBN 85-7496-018-7
1. Educagao fisica - Aspectos sociais 2. Educagao fisica - Brasil -
Historia I. Sant'Anna, Denise Bernuzzi de. II. Titulo. III. Serie.
94-1814 CDD- 613.70981
indices para catalogo sistematico:
1. Brasil: Educagao fisica: Historia 613.70981
la edigao - 1994
Impresso no Brasil - agosto de 2004
Copyright © 2004 by Editora Autores Associados
Deposito legal na Biblioteca Nacional conforme Decreto n2 1.825, de 20 de dezembro
de 1907.
Nenhuma parte da publicacao podera ser reproduzida ou transmitida de qualquer
modo ou por qualquer meio, seja eletronico, mecanico, de fotocopia, de gravacao, ou
outros, sem previa autorizacao por escrito da Editora. O Codigo Penal braslleiro
determina, no artigo 184:
"Dos crimes contra a propriedade intelectual
Violagao de direito autoral
Art. 184. Violar direito autoral
Pena \u2014 detencao de tres meses a urn ano, ou multa.
1s Se a violacao consistir na reprodugao, por qualquer meio, de obra intelectual, no
todo ou em parte, para fins de comercio. sem autorizagao expressa do autor ou de quern o
represente, ou consistir na reprodugao de fonograma e videograrna, sem autorizacao do
produtor ou de quern o represente:
Pena - reclusao de um a quatro anos e multa."
L
AGRADECIMENTOS
A primeira versao deste livrofol apresentada
como dissertacao de mestrado na PUC-SP, no Programa de
Pos-Graduacdo em Educacdo, area de concentracdo Filosqfla
e Historia da Educacdo, no ano de 1990, sob a orientacao
cuidadosa da Prof.a Dr.a Ediogenes Aragao, a quern agradeco
prqfundamente. Sem suas criticas e correcoes, sem o seu
olhar atento de historiadora, este trabalho nao teria sido
elaborado.
A versao inicial da dissertacdo defendida sofren
importantes modi/icacoes com base na atenta e cuidadosa
leitwafeita pela Prof.a Dr.a Gilberta Jannuzzi, a quern
tambemagradefo neste momenta, deformapublica. Semsua
confianea, sua cren$a na necessidade de acolher temas
emergentes no campo da educacdo, este livro nao teria sido
possivel naquele momenta, 1994, data de sua primeira
edicdo.
Por Jim, agradefo aos meus amigos e colegas pelas
criticas e sugestoes, bem como pelos muitos modos que este
livro tern sido trabalhado... e aos meus alunos, aos que
foram, sao e serao.
Campinas, invemo de 2004
SUMARIO
PREFACIO A 2a EoigAo
Denise Bernuzzi de Sant'Anna
PREFACIO
Dulce Maria Pompeo de Camargo
CAPITULO I
AS BASES POLITICAS, ECONOMICAS E SOCIAIS DA EDUCACAO FISICA 5
1. A Ciencia e a construcao do homem novo necessario
ao capital: homem produtivo/homem biologico 5
2. Da saude do "corpo biologico" a saude do "corpo social":
o pensamento medico higienista e a definigao dos
habitos da familia moderna 19
CAPITULO II
"EM NOME DA SAUDE DO CORPO SOCIAL..."
1 \u2022 Instituicao escolar e educacao fisica: "contribuicao"
para manter e prevenir a saude do corpo social
2. O espaco da educacao fisica na educacao
3. As escolas de ginastica: saude, disciplina e civismo
33
33
46
51
CAPJTULO III
A EDUCAQAO FISICA NO BRASIL: SAUDE, HIGIENE, RACA E MORAL 69
1- Construindo um Brasil novo: a educagao fisica como
instrumento da ordem 69
2. A educagao fisica na educagao das elites: um distintivo
de classe 73
3. A educagao das elites, a educagao do povo e o papel
da educagao fisica S3
4. Em busca da educagao e da saude do povo... os "olhares"
se voltam para a educagao fisica 88
5. Pensamento medico higienista e educagao fisica na
Primeira Republica: o reforgo "cientifico" a um
instrumento da ordem 95
6. Educagao fisica e eugenia: algumas ideias de Fernando
de Azevedo i IQ
CONSIDERAgOES FINAIS 135
REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS 139
R E F A C I O A 2 a E D i g A O
F J ealizar a historia da educacao fisica nao e somente reconhecer a
J. X. sucessao de seus profissionais e teoricos, nem unicamente listar
seus principals metodos e tecnicas ao longo dos anos. Primeiro porque esta
historia e perpassada por relagoes de poder entre ciencia e sociedade, po-
litica e cultura. Segundo porque se trata de uma historia que, como tan-
tas outras, e plural, atingindo diferentes campos do saber e envolvendo
os mais diversos interesses economicos e sociais.
Todavia, a consciencia destas duas razoes ainda nao garante o en-
tendimento da historicidade da educagao fisica e, em particular, a com-
preensao de suas raizes europeias no Brasil. Seria necessario, tambem,
investigar a criacao de suas verdades ao longo dos anos, detectar suas
pretensoes em aprofundar o trabalho da cultura no espaco biologico,
questionar, enfim, a naturalidade com a qual muitos associaram (e ainda
hoje associam) a educacao fisica a higiene dos corpos e a produtividade
no trabalho.
E com grande clareza e com uma boa dose de elegancia que Carmen
Scares enfrenta tais desafios neste livro e demonstra o quanto a ambicao
de regenerar a sociedade e o esforco em disciplinar os corpos foram inte-
grados a educacao fisica, legando-lhe pretensoes politicas muito mais
amplas do que poderia supor qualquer anodino pesquisador de nossos dias.
Logo nas primeiras paginas do livro, o leitor se depara com uma ana-
lise que nao se restringe a descricao dos metodos da educacao fisica,