DISCIPLINA CORROSAO ( 2 ) 2010

DISCIPLINA CORROSAO ( 2 ) 2010


DisciplinaCorrosão921 materiais1.917 seguidores
Pré-visualização1 página
*
*
*
HETEROGENEIDADES DO MATERIAL METÁLICO
COMPOSIÇÃO QUÍMICA / INCLUSÃO DE MATERIAIS NÃO METÁLICOS E DE ELEMENTOS DE LIGA / TENSÕES LOCALIZADAS / TEMPERATURA DIFERENCIAL / CONTORNO DE GRÃO / DIFERENTES TAMANHOS DE CRISTAIS NO AÇO
HETEROGENEIDADES DO MEIO CORROSIVO
CONCENTRAÇÃO DIFERENCIAL / AERAÇÃO DIFERENCIAL / TEMPERATURA DIFERENCIAL / GRAU DE AGITAÇÃO / DIFERENTES RESISTIVIDADES ELÉTRICAS.
*
*
*
MAIOR CONCENTRAÇÃO DE ÍONS = CATODO = OXIDANTE = SOFRE REDUÇÃO
MENOR AERAÇÃO = ANODO =REDUTOR = SOFRE OXIDAÇÃO = CORROSÃO
MENOR RESISTIVIDADE ELÉTRICA = ANODO = SOFRE OXIDAÇÃO = CORRÓI = MAIOR QUANTIDADE DE SAIS = MAIOR UMIDADE
FALHAS DE REVESTIMENTO = METAL EXPOSTO SOFRE OXIDAÇÃO = FORMA MICRO-PILHAS ATIVA/PASSIVA= CORROSÃO LOCALIZADA
BACTÉRIAS = INTENSIFICA AGRESSIVIDADE DO MEIO= AERÓBICAS OU ANAERÓBICAS = LIBERAM ÁCIDOS.
*
*
*
FUGAS DE CORRENTE ELÉTRICA = PRODUZ CORROSÃO = INVERTE POLARIZAÇÕES = PRODUZ CORROSÃO ELETROLÍTICA
VELOCIDADE DE CORROSÃO = REDUÇÃO DE ESPESSURA = mm/ano. PERDA DE MASSA = mg/dm2/dia (mdd). mpy = milésimo de polegadas/ano
mm/ano = milímetro de penetração por ano
Ipy = unidade de penetração por ano
POLARIZAR UM ELETRODO = PASSAR UMA CORRENTE ELÉTRICA. SE POSITIVO, SERÁ ANÓDICA. SE NEGATIVO, SERÁ CATÓDICA = IMPÕE UMA CORRENTE CIRCULANDO ENTRE ANODO E CATODO = PROTEÇÃO CONTRA CORROSÃO.
POLARIZAÇÃO ÔHMICA = REVESTIMENTOS OU PELÍCULAS NAS INTERFACES MEIO E MATERIAL.
*
*
*
TAXA DE CORROSÃO:
mdd x 0,00144 = ipy onde: d = densidade em gramas/cm3
 d
Recomendações de normas = mpy = perda de peso x 534
 área x densidade do metal
mmpy = perda de peso x 13,56
 área(pol2) x tempo (h)densidade do metal 
mpy = mdd x 1,44 mmpy = mdd x 0,036
 d d
Somente podem ser usadas em corrosão uniforme.
Resistências em relação a taxa de corrosão em gramas por m2 /dia:
Resistentes = até 2,4g/m2/dia 
 resistência razoável = até 24g/m2/dia(aços) e até 0,8 g/m2/dia(Al e ligas).
Não resistentes = até 72 g/m2/dia(aço) e até 24 g/m2/dia(Al e ligas)
*
*
*
MENOR CONCENTRAÇÃO DE ÍONS DE ( H+ ) NO CATODO = NO ANODO TERÁ ACÚMULO DE ÍONS POSITIVOS, RETARDANDO ENTRADA DE NOVOS ÍONS = POLARIZAÇÃO POR CONCENTRAÇÃO
PARA SE EVITAR PILHAS DE CORROSÃO =
1-CRIAR BARREIRAS / EVITAR MATERIAIS DISSIMILARES.
2 \u2013EVITAR PILHAS DE CONCENTRAÇÃO DIFERENCIAL
3- AUMENTAR ÁREA ANÓDICA EM RELAÇÃO À CATÓDICA
RETARDAR A EVOLUÇÃO DE HIDROGÊNIO NA SUPERFÍCIE METÁLICA = ACÚMULO DE CARGA NEGATIVA NO MATERIAL = PROTEÇÃO CATÓDICA = MUDA O POTENCIAL
*
*
*
MEIOS DE CORROSÃO MATÉRIA ORGÂNICA
*
*
*
MEIOS DE CORROSÃO MATÉRIA ORGÂNICA
*
*
*
MEIOS
DE 
CORROSÃO
COM 
FORMAÇÃO
DE 
CHUVA
ÁCIDA
MEIOS
DE 
CORROSÃO
ALTAMENTE
AGRESSIVOS
*
*
*
MEIOS DE CORROSÃO
ÁGUA URBANA / MOLES E ÁGUAS DURAS
*
*
*
MEIOS DE CORROSÃO
NÉVOA MARINHA E CRACAS
*
*
*
MEIOS DE CORROSÃO
AÇÃO BACTERIANA