Corrente galvânica

Corrente galvânica


DisciplinaAgentes Terapêuticos2 materiais67 seguidores
Pré-visualização1 página
CORRENTE GALVÂNICA 
Professora:
 Iara Fialho Moreira 
Corrente Galvânica
É uma corrente polarizada onde o fluxo ordenado de elétrons flui no mesmo sentido em uma única direção \u201cdo pólo (\u2013) para o (+)\u201d.
 A corrente galvânica é um tipo de terapia que utiliza impulsos de baixa frequência.
2
Emprego da corrente galvânica
Quanto aos objetivos
Determinação de curvas de intensidade x duração da condução nervosa
Estimulação de músculos desnervados
Iontoforese
Drenagem de edema
Eletrolifiting
Fundamentos Físicos: 
É uma corrente direta, constante, contínua e unidirecional;
A corrente só é variável no momento em que se liga ou desliga o circuito. 
Apresenta frequência de repetição de pulso de no máximo de 5Hz;
A duração do pulso é longa de no mínimo 10ms, podendo chegar até 3000 ms com valores típicos de 100, 300 e 600 ms.
Efeitos da Corrente Sobre o Organismo
EFEITOS FÍSICOS:
IÔNICO - Produz transportes de íons de um pólo para outro
- Causa alterações químicas na junção da corrente de condução com a corrente de convecção.
Terá uma densidade de corrente determinada pela voltagem aplicada e pelo tamanho da área de aplicação para determinada resistência da pele.
TÉRMICO \u2013 O transporte da corrente através dos íons produz um ligeiro aumento da temperatura local
Efeitos Fisiológicos
Estimulação sensorial: leve sensação de formigamento ou pontadas.
Alívio da dor: estimulação das terminações nervosas cutâneas (alterações eletroquímicas) inibe a dor através das comportas da dor.
Vasomotor: produz vasolidação, hiperemia, aumento da irrigação sanguínea local.
Eletrotônus: caracteriza-se por alterações da excitabilidade e condutibilidade ao nível dos pólos do tecido tratado.
Efeitos Fisiológicos
Aceleração da cicatrização: Há evidências que a proliferação e a migração de células epiteliais e de tecido conjuntivo envolvidos no reparo das feridas, podem ser aumentado por um campo elétrico
Eletrosmose ou endosmose: consiste no deslocamento de líquidos do pólo positivo para o negativo
Cuidado para não confundir!!!!!
Ações dos pólos
Pólopositivo (ânodo)
Pólonegativo (cátodo)
vasoconstritor
vasodilatador
Analgésico
Causa dor
Detém sangramento
hemorragia
Desidrata os tecidos
Liquefaz os tecidos
Causa isquemia
Causahiperemia
QUAL É O
ELETRODO
ATIVO ?????
QUAL É O
ELETRODO
ATIVO ?????
Distúrbios degenerativos
Distúrbios de ordem inflamatória;
Problemas circulatórios periféricos
Estados traumáticos e pós-cirurgicos
Após lesões atléticas: estiramentos, contuões, hematomas\u2026
Indicações
Há riscos de queimaduras devido ao deslocamento eletrolítico;
Seu uso é desaconselhável em casos de:
Hiperssensibilidade à corrente;
Inflamações agudas;
Tumores malignos;
Osteossíntese.
Riscos e Contra- Indicação
Hipersensibilidade a corrente
Riscos e Contra- Indicação
Lesões dermatológicas
Riscos e Contra- Indicação
Tumores malignos
Riscos e Contra- Indicação
Osteossínteses
Riscos e Contra- Indicação
1	-Coloque o paciente em posição confortável
- Limpe a região a ser tratada com algodão e álccol
- Identifique os pontos motores com lápis dermográfico
- identifique o pólo ativo ou passivo para o tratamento
- Umedeça as almofadas
- Coloque os eletrodos no interior das almofadas
- os eletrodos devem ser colocados transversalmente ou longitudinalmente
- prenda os eletrodos com fita ou elático
- ligue o cabo no eletrodo, tendo o cuidado para que a garra não fique em contato com a pele
- certifique que o aparelho esteja zerado
- lique o aparelho e aumente a intensidade lentamente
- Ao final do tratamento, zere a intensidade lentamente 
- desligue o aparelho
Técnica de aplicação
Iontoforese
Também chamada de transferência iônica ou ionização, consiste na introdução de íons de medicamentos, a partir da pele e das mucosas para o interior dos tecidos.
Desta forma!!!
Se a medicação ativa de um medicamento apresenta carga positiva ?
Se a medicação ativa do medicamento apresenta carga negativa ?
E quando não sabemos a carga da medicação?
 Iontoforese Seleção dos Íons Medicamentosos
Produto
Polaridade
Solução
Efeito Fisiológico
Salicilato
-
2 %
Analgésicoeantiinflamatório
Cloreto de Cálcio
+
2 %
Antiespasmódico
Iodo
-
4 %
Bactericida
Citratode Potássio
-
2 %
AntiinflamatórioeAntiedematoso
Dexametasona
-
0,4%
Antiinflamatório
Sulfato de Magnésio
+
2 %
Vasodilatador e Antiespasmódico
ÁcidoAcético
-
2 %
Descalcificação
Óxido de Zinco
+
2 %
Cicatrizante
22
Iontoforese
Depende das substâncias medicamentosas utilizadas no tratamento
Efeito analgésico
Efeito antiespamódico
Efeito antiedematoso
Efeito cicatrizante
Efeito vasodilatador
Efeitos Fisiológicos
Iontoforese
Em certas doenças do sistema nervoso como: neuralgia do trigêmio, neurite, hemiplegia.
Doenças de pele, como micoses
Para relaxamento da espasticidade muscular
No tratamento de entorses, bursites, lombalgias, ciatalgias, espasmos crônicos
Indicações
Iontoforese
É desaconselhável para pessoas que apresentam resistência a corrente galvânica
Em reações alérgicas as substâncias utilizadas pela a iontoforese
Contra-indicações
Iontoforese
Início de baixa intensidade (0,1 \u2013 0,5mA) e por um tempo curto (10 min)
Intensidade e duração do tratamento