simples_nacional
4 pág.

simples_nacional


DisciplinaEstágio Supervisionado I6.451 materiais25.532 seguidores
Pré-visualização1 página
23/10/2013 
1 
 
SIMPLES NACIONAL 
 
Lucimar Frigeri 
Centro de Ciências Sociais e Aplicadas 
Curso de Ciências Contábeis 
Simples Nacional - 
Regime Tributário (ME 
e EPP) 
 Extinguiu o Simples Federal e o 
Simples Estadual. 
 
Receita Bruta 
Para fins de apuração do Simples 
Nacional, deve-se observar o 
produto da venda de bens e 
serviços , não incluídas as 
vendas canceladas e os 
descontos incondicionais 
concedidos. 
Receita Bruta 
Base de Cálculo: 
O valor a ser pago no SIMPLES é 
calculado pelo faturamento mensal. 
O Simples Nacional é cumulativo, ou 
seja, somam-se os valores de 
faturamento dos últimos 12 meses 
de exercício para verificar a 
mudança de faixa percentual. 
Quem está impedido 
de se enquadrar no 
Estatuto da ME e da 
EPP ? 
-A Lei Complementar nº 123/2006, instituiu, a partir de 
01.07.2007, novo tratamento tributário simplificado, também 
conhecido como Simples Nacional ou Super Simples. 
 
 
Quem está impedido 
de se enquadrar no 
Estatuto da ME e da 
EPP ? 
O Simples Nacional estabelece normas gerais relativas ao 
tratamento tributário diferenciado e favorecido a ser dispensado 
às microempresas e empresas de pequeno porte no âmbito da 
União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, 
mediante regime único de arrecadação, inclusive obrigações 
acessórias. 
 
Tal regime substituiu, a partir de 01.07.2007, o Simples Federal 
(Lei 9.317/1996), que foi revogado a partir daquela data. 
 
 
23/10/2013 
2 
Quem está impedido 
de se enquadrar no 
Estatuto da ME e da 
EPP ? 
DEFINIÇÃO DE MICROEMPRESA E DE EMPRESA DE 
PEQUENO PORTE 
 
Consideram-se microempresa ou empresas de pequeno porte, 
a sociedade empresária, a sociedade simples e o empresário a 
que se refere o art. 966 da Lei 10.406, de 10 de janeiro de 2002 
(Código Civil Brasileiro), devidamente registrados no registro de 
empresas mercantis ou no Registro Civil de Pessoas Jurídicas, 
conforme o caso, desde que dentro dos limites de receita bruta 
previstos na legislação. 
 
 
 
Quem está impedido 
de se enquadrar no 
Estatuto da ME e da 
EPP ? 
Valores Vigentes a partir de 01.01.2012 
 
 
 Através da Lei Complementar 139/2011, o 
Governo Federal elevou os limites de receita 
bruta, para fins de opção pelo Simples 
Nacional. Os novos limites, válidos a partir de 
2012, são: 
 
Quem está impedido 
de se enquadrar no 
Estatuto da ME e da 
EPP ? 
\u25cf- no caso da microempresa, aufira, em cada ano-
calendário, receita bruta igual ou inferior a R$ 
360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais); e 
\u25cfII - no caso da empresa de pequeno porte, aufira, em 
cada ano-calendário, receita bruta superior a R$ 
360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) e igual ou 
inferior a R$ 3.600.000,00 (três milhões e seiscentos 
mil reais). 
 
VEDAÇÕES 
 Determinadas atividades ou formas societárias estão 
vedadas de adotar o Super Simples - dentre essas 
vedações, destacam-se: 
 1) pessoas jurídicas constituídas como cooperativas 
(exceto as de consumo); 
2) empresas cujo capital participe outra pessoa 
jurídica; 
3) pessoas jurídicas cujo sócio ou titular seja 
administrador ou equiparado de outra pessoa 
jurídica com fins lucrativos, desde que a receita bruta 
global ultrapasse o limite de receita. 
 
 Ficaram fora da vedação ao regime, as empresas de 
serviços contábeis, que poderão ser optantes pelo 
Simples Nacional. 
 
Consulte também: 
http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/resolucao/
2007/cgsn/resol06.htm 
 
 Ficaram fora da vedação ao regime, as empresas de 
serviços contábeis, que poderão ser optantes pelo 
Simples Nacional. 
 
Consulte também: 
http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/resolucao/
2007/cgsn/resol06.htm 
 
23/10/2013 
3 
 
 RECOLHIMENTO ÚNICO 
 
 O Simples Nacional implica o recolhimento mensal, 
mediante documento único de arrecadação, do IRPJ, 
IPI, CSLL, COFINS, PIS, INSS, ICMS e ISS. 
 
 Entretanto, em alguns desses tributos há exceções, 
pois o recolhimento será realizado de forma distinta, 
conforme a atividade. 
 
 
 EFEITOS DA EXCLUSÃO POR EXCESSO DE 
RECEITA BRUTA (art. 2º, §§ 2º e 3º) 
 -Excesso de até 20%: exclusão no ano subsequente 
ao da ultrapassagem do limite; 
-Excesso superior a 20%: exclusão no mês 
subsequente ao da ultrapassagem do limite. 
 
SIMPLES NACIONAL - ANEXO I - COMÉRCIO SIMPLES NACIONAL \u2013 ANEXO II - INDÚSTRIA 
SIMPLES NACIONAL \u2013 ANEXO III \u2013 
LOCAÇÃO DE BENS MÓVEIS 
SIMPLES NACIONAL \u2013 ANEXO IV - SERVIÇOS 
23/10/2013 
4 
Pode ser acessado por meio da página da 
RFB, na internet, no endereço eletrônico 
www.receita.fazenda.gov.br 
ou diretamente por meio do link www8.receita. 
fazenda.gov.br/SimplesNacional