02 Apostila_Revestimentos_Cerâmicas
8 pág.

02 Apostila_Revestimentos_Cerâmicas


DisciplinaTécnicas Construtivas350 materiais2.596 seguidores
Pré-visualização3 páginas
cerâmicas. Após secagem inicial da argamassa, 
remover o excesso com pano, esponja ou estopa úmida. Depois de transcorrido mais algum tempo, que garan-
ta princípio de endurecimento da argamassa, frisar as juntas, obtendo assim acabamento liso e regular. Esta 
operação pode ser feita com instrumentos de madeira, desenhados especialmente para esse fim, ou com auxí-
lio de cabos elétricos dobrados. Limpar novamente com estopa ou pano secos, para remoção de quaisquer 
resíduos de argamassa aderidos sobre o revestimento cerâmico. 
 
 
 
Limpeza: 
 
Esta é a operação final e tem a finalidade de eliminar resíduos de argamassas ou outros materiais usa-
dos no processo de assentamento. 
A limpeza de revestimentos com ácido é contra-indicada, pois pode prejudicar tanto a superfície da 
peça cerâmica como o rejunte. Entretanto, quando for necessária a limpeza com ácido, deve-se usar uma par-
te de ácido para dez partes de água. Neste caso, deve-se proteger previamente com vaselina os componentes 
susceptíveis ao ataque pelo ácido. Após a limpeza, que deve ser feita com água em abundância, utiliza-se uma 
solução neutralizante de amônia (uma parte de amônia para cinco partes de água) e se enxágua com água em 
abundância. Finalmente, enxuga-se com um pano, para remover a água presente nas juntas. 
 
 
 
Cura: 
 
Após a limpeza, as operações para o revestimento da parede estão completas, muito embora a parede 
ainda não esteja adequada para uso. É necessário esperar aproximadamente 15 dias para que as reações físi-
cas e químicas, que ocorrem com as argamassas, possam acontecer. Estas reações são fundamentais para a 
qualidade da aderência entre as diversas camadas que compõe a parede revestida com placas cerâmicas. 
 
Revestimentos em PASTILHAS 
 
É outro revestimento impermeável, empregado nas paredes, principalmente nas fachadas de edifícios. 
É constituída de pequenas peças coladas sobre papel grosso. A preparação do fundo para sua aplicação deve 
ser feita como segue: 
 
- para pisos: fundo de argamassa de cimento e areia (1:3) com acabamento desempenado. 
- para paredes: o fundo será a própria massa grossa (emboço) dosada com cimento, desempenada. 
 
A argamassa de assentamento será de cimento branco e caolin em proporção igual (1:1), ou argamassa 
de cimento colante, de uso interno ou externo, própria para pastilhas. A argamassa de assentamento é esten-
dida sobre a base e as placas de pastilhas são arrumadas sobre ela fazendo pressão por meio de batidas com a 
 
 
 
 
desempenadeira. O papelão ficará na face externa e após a pega, que se dá aproximadamente em dois dias, o 
papelão é retirado por meio de água. O rejuntamento é executado com pasta de cimento branco ou rejunte. 
 
O assentamento das pastilhas: 
 
 
 
 
\uf0a7 Molhe bem a camada de emboço (massa grossa) momentos antes da aplicação do reboco. 
\uf0a7 Aplique o reboco na espessura de 3 mm a 5 mm, utilizando uma desempenadeira de madeira. O rebo-
co deve ser aplicado em trechos limitados, evitando-se a sua secagem, para que esteja fresco e úmido ao re-
ceber as placas de pastilhas. 
\uf0a7 Marque na parede a altura e a largura de uma placa de pastilhas. 
\uf0a7 Nivele e aprume guiando-se pelas duas marcas em toda a extensão da parede recoberta com reboco, 
da esquerda para a direita e de cima para baixo. 
\uf0a7 Coloque a placa de pastilhas sobre uma superfície plana, horizontal e seca, com a face do papel volta-
da para baixo. 
\uf0a7 Com a colher ou a desempenadeira lisa, preencha as juntas das placas de pastilhas com a nata, man-
tendo uma espessura uniforme de 2 mm a 3 mm. 
\uf0a7 Posicione a placa sobre o reboco fresco e úmido, observando a marcação existente de prumo e de ní-
vel (pressione com as mãos). 
\uf0a7 Bata levemente a placa usando um pedaço de viga madeira (tolete) e um martelo de borracha. 
 
Obs.: Após colocar cerca de 1 m², faça com a ponta da colher dois cortes no papel em cada placa e rebata no-
vamente para expelir o ar. Complete o pano (área revestida de aproximadamente 5 m²), repetindo o processo. 
 
 
Orientação de fabricantes \u2013 modelos (02): 
 
 
Modelo 01: 
 
 
 
Modo de aplicação: 
 
\uf0a7 01 - Prepare e aplaine a superfície. 
\uf0a7 02 - Assente a argamassa flexível na superfície onde será aplicada a pastilha. Procure utilizar argamas-
sa da mesma cor da pastilha caso deseje rejunte de mesma tonalidade. Em caso contrário utilize a cor 
branca. 
\uf0a7 03 - Após 24 horas do assentamento umedeça o papel que cobre as placas. Após 15 minutos, retire in-
teiramente o papel que cobre as pastilhas. 
\uf0a7 04 - Preencha as possíveis falhas de rejunte com a mesma argamassa utilizada no assentamento. 
\uf0a7 05 - Limpe com um pano o excesso de argamassa mantendo a superfície da pastilha totalmente limpa. 
 
 
 
 
 
Modelo 02: 
 
Na medida do possível, opte por pastilhas de qualidade. Nada pior que comprar um produto e na hora de as-
sentar as pastilhas elas se quebrarem porque possuem em sua composição um material fraco. O segundo pas-
so é seguir as dicas de como assentar as pastilhas. 
 
 
Preparação da argamassa para assentar pastilhas: Misture com água o con-
teúdo do produto (medida indicada na embalagem) em um recipiente limpo 
e livre do sol. Mexa até obter uma massa pastosa sem grumos e deixe des-
cansar por 15 minutos. Use o produto por no máximo 2 horas e meia após a 
preparação. Se você está em dúvida de como assentar pastilhas esta primeira 
dica é essencial para evitar erros. 
 
Comece a estender a argamassa com o lado liso da desempenadeira, depois 
passe o lado com dentes em um ângulo de 60° em relação à base. Faça por 
partes aplicando a argamassa para 3 ou 4 placas de pastilhas de cada vez. 
 
 
 
 
 
 
Com a desempenadeira de borracha espalhe a massa de assentamento e 
rejunte no verso das placas, evitando ao máximo deixar excesso do produto 
na hora de assentar as pastilhas. 
 
Depois, encaixe a placa de pastilha na parede com argamassa batendo com 
um martelo de borracha. A espessura do assentamento deve ser de no má-
ximo 5 mm. 
 
 
 
Remova o papel protetor somente após uma hora de assentar as pastilhas. O 
acabamento pode ser feita com uma esponja umedecida, 40 minutos após a 
retirada do papel. 
O processo de como assentar pastilhas é fácil. Mas lembre-se, sempre peça 
orientação profissional para utilizar este tipo de revestimento. 
 
edi / tc III / fgc