Microsoft PowerPoint - Antianêmicos
13 pág.

Microsoft PowerPoint - Antianêmicos


DisciplinaHematologia4.433 materiais26.011 seguidores
Pré-visualização1 página
Controle Terapêutico \u2013 2008
Farmacologia dos Antianêmicos e 
das Vitaminas
CC 106
Eduardo Shigueo Kitano
NºUSP: 5154766
CC 106
Controle Terapêutico \u2013 2008 Identificação e História Clínica
\u2022M.D.S;
\u2022 46 anos;
\u2022Mulher;
\u2022 Branca;
\u2022 Cansaço;
\u2022 Palpitações;
\u2022 Cefaléia e tontura;
\u2022 Sangramento excessivo 
\u2022 Branca;
\u2022 Casada;
\u2022 Dona-de-casa;
\u2022 Porto Alegre. 
durante a menstruação.
Endométrio proliferativo
Controle Terapêutico \u2013 2008 Exames Físicos e Complementares
\u2022FC: 96 bpm;
\u2022Descoramento do Leito 
ungueal e Mucosa conjuntival.
\u2022Hematócrito: 30% (N: 37-47%);
\u2022Hb: 9g% (N: 12-16g%);
\u2022Hipocromia discreta.\u2022Hipocromia discreta.
Diagnóstico: Anemia Ferropriva
Controle Terapêutico \u2013 2008 Anemia
Anemia é definida como uma redução na concentração de
hemoglobina (Hb) no sangue, seja por deficiência da massa
eritrocitária, seja por uma quantidade insuficiente de Hb em cada
célula.
Manifestações clínicas: 
Refletem os mecanismos corretivos ativados associados aos efeitos da Refletem os mecanismos corretivos ativados associados aos efeitos da 
hipóxia celular;
Resultados da diminuição do volume de sangue.
Sinais Clínicos
Aumento da FR Tontura
Aumento da FC Cefaléia
Aumento no DC Perturbação visual
Fadiga Desmaios
Controle Terapêutico \u2013 2008 Anemia
Tipos:
Hipocrômica microcítica;
Macrocítica;
Normocrômica normocítica;
Quadros mistos.
Causas:
Carenciais \u2013 deficiência de Fe, ácido fólico, vitamina B12;
Depressão da MO \u2013 toxinas (quimioterápicos), radioterapia, doenças 
(leucemias), redução da resposta à EPO ou diminuição da produção;
Destruição excessiva de eritrócitos \u2013 anemia hemolítica (falciforme);
Outras causas (doença renal, leucemias, doenças imunes, hereditárias, etc.)
Controle Terapêutico \u2013 2008 Anemia
Anemia Ferropriva:
Anemia microcítica hipocrômica;
Pode ser resultado de aporte inadequado de Fe, má absorção, perda de 
sangue ou aumento das necessidades;
Desenvolve-se após a depleção das reservas de ferro (ferritina e 
hemossiderina).hemossiderina).
Nos EUA \u2013 prevalência de 1-4%;
Diagnóstico:
o Contagem completa do sangue (RBCs, WBCs, hematócrito, MCV, Hb);
o Quantificação de ferritina e saturação de transferrina ;
o Quantificação de Fe sérico;
o Presença de reticulócitos e protoporfirinas livres.
Controle Terapêutico \u2013 2008 Anemia
Anemia Ferropriva:
Pode ser dividida em três fases:
1. Depleção de Fe, Hb dentro dos limites; aumento da absorção 
de Fe;
2. Redução dos estoques de Fe, Fe sérico baixo, baixa saturação 2. Redução dos estoques de Fe, Fe sérico baixo, baixa saturação 
de transferrina, pode haver discreta anemia sem alteração 
morfológica;
3. Ferritina e saturação de transferrina muito baixos, Fe e Hb
baixos, microcitose, hipocromia, protoporfirina livre alta.
Controle Terapêutico \u2013 2008 Perguntas
1. Escolha um sal de ferro para tratamento.
Sulfato Ferroso \u2013 hidratado (20% de Fe) ou desidratado (32% de
Fe); Absorção de sais ferrosos é 3X maior que sais férricos.
Outros:
o Succinato ferroso;
o Gliconato ferroso (também bastante utilizado);
o Fumarato ferroso;
o Ferrodextrana, ferro-sacarose, gliconato férrico de sódio em
sacarose (parenterais).
Controle Terapêutico \u2013 2008 Perguntas
2. Esquema de administração e fatores que interferem na
biodisponibilidade.
Administração VO ou parenteral (em situações especiais como síndrome de
má absorção, procedimentos cirúrgicos ou inflamação no TGI, IRC+EPO);
Dose média para tratamento da anemia ferropriva é de 200 mg/dia (3 dosesDose média para tratamento da anemia ferropriva é de 200 mg/dia (3 doses
de 65 mg). Se não exige emergência, pode-se adotar dose de 100 mg/dia (3
doses de 35 mg). Em alguns casos pode chegar a dose de 120 mg 4x ao dia;
Intervalo entre doses deve ser constante para manter concentração elevada
e contínua de Fe;
Controle Terapêutico \u2013 2008 Perguntas
2. Esquema de administração e fatores que interferem na
biodisponibilidade.
Ácido ascórbico estimula a absorção do ferro, com formação de complexo
solúvel de ferroascorbato;
Tratamento concomitante com:Tratamento concomitante com:
o Tetraciclina diminui absorção de ferro, formando complexo insolúvel;
o Antiácidos diminuem absorção.
Absorção é prejudicada quando ferro é ingerido junto com alimentos (ação
inibitória de fosfatos).
Controle Terapêutico \u2013 2008 Perguntas
3. Por qual mecanismo o ferro corrigirá a anemia?
A administração de ferro oral na anemia ferropriva visa
restabelecer a quantidade de ferro necessária para a produção
normal de Hb e, conseqüentemente, de eritrócitos .normal de Hb e, conseqüentemente, de eritrócitos .
A Hb é composta por 4 subunidades (2 alfas e 2 betas),
constituída de 4 núcleos pirrólicos ligados ao heme
(protoporfirina) e contém 4 átomos de Fe, que se ligam ao
oxigênio.
Controle Terapêutico \u2013 2008 Perguntas
4. Efeitos adversos dos sais de ferro.
São doses-dependentes;
Náuseas, cólicas abdominais, diarréia ou prisão de ventre;
Reações anafilactóides (parenterais);
Toxicidade aguda (comum em crianças) e crônica (rara).
Os efeitos gastrintestinais podem ser amenizados administrando-se os sais de
ferro 30 minutos antes das refeições.
OBS: administra-se desferroxamina (via intragástrica, intramuscular ou
intravenosa) para o tratamento da intoxicação aguda ou crônica por ferro.
Atua como quelante, impedindo absorção de ferro pelo intestino e também
forma complexo com ferro, que é eliminado na urina.
Controle Terapêutico \u2013 2008 Perguntas
5. O que determina a duração do tratamento?
A duração do tratamento depende dos fatores:
Severidade da anemia (quanto mais grave, maior o tempo);Severidade da anemia (quanto mais grave, maior o tempo);
Capacidade do paciente em absorver ou tolerar sais de ferro
por via oral;
Quantidade de Fe apresentada aos precursores da MO;
Fatores complicadores (doença na MO, doenças inflamatórias,
perda contínua de sangue);
Pacientes com dieta inadequada de Fe podem necessitar de
terapia contínua com pequenas doses.