ANTUNES, Celso   Manual de Técnicas de Dinâmica de Grupo de Sensibilização de Ludopedagogia
187 pág.

ANTUNES, Celso Manual de Técnicas de Dinâmica de Grupo de Sensibilização de Ludopedagogia


DisciplinaPsicologia dos Grupos64 materiais603 seguidores
Pré-visualização46 páginas
Celso Antunes
MANUAL DE TÉCNICAS 
DE DINÂMICA DE GRUPO 
DE SENSIBILIZAÇÃO 
DE LUDOPEDAGOGIA
5- Edição
VOZES
P e t r ó p o l i s
1992 ; ;
© 1987, Editora Vozes Ltda. 
Rua Frei Luís, 100 
25689-900 Petrópolis, RJ 
Brasil
Diagramação 
Valderes Barboza
ISBN 85.326.0365-3
Sumário
1. A QUEM ESTE LIVRO SE DESTINA, 9
2. COMO TUDO COMEÇOU, 13
3. AS TÉCNICAS E UMA EDUCAÇÃO PARA O AGORA, 17
4. TÉCNICAS PEDAGÓGICAS, 19
Técnica n. 1 \u2014 Autédrom o, 20
Técnica n. 2 \u2014 Cochicho, 24
Técnica n. 3 \u2014 Jogo de Palavras, 25
Técnica n. 4 \u2014 Jogo do Telefone, 27
Técnica n. 5 \u2014 Fórum, 28
Técnica n. ü \u2014 Hlperaiqulpélago, 29
Técnica n. 7 \u2014 Painel Integrado, 30
Técnica n. 8 \u2014 Arquipélago, 34
Técnica n. 9 \u2014 Dobro ou Nada, 35
Técnica n. 10 \u2014 Copa, 3(3
Técnica n. 11 \u2014 Copão, 40
Técnica n. 12 \u2014 Cliber, 43
Técnica n. 13 \u2014 Peritos e Interrogadores,
Técnica n. 14 \u2014 Torneio, 48
Técnica n. 15 \u2014 Cara ou Coroa, 49
Técnica n. 16 \u2014 Painel de Debates, 50
Técnica n. 17 \u2014 Painel A berto , 52
Técnica n. 18 \u2014 Bingo, 54
Técnica n. 19 \u2014 Painel com Especia listas,
Técnica n. 20 \u2014 Brainstorm ing, 59
1 tJCMÍUB li. 2()íiI \u2014 Ürainstorm ing-Criatividade, 61
1 ci iiM.a n. 21 \u2014 Irm logo, 63
1 ÚCIIÍC.I D. 22 \u2014 Painel O .V ., 64
1 Monica li. 23 \u2014 Seminário, 65
Técnica n. 24 \u2014 Quem é Quem, 68
1 ócriicíi n. 25 \u2014 Simpósio, 69
1 éciiica n. 26 \u2014 Rebuliço, 71
TÉCNICAS DE SENSIBILIZAÇÃO, 73
Técnica n. 1 \u2014 Quem Conta um Conto, 75
Técnica n. 2 \u2014 A utógrafos, 77
Técnica n. 3 \u2014 Painel de Relacionamento, 78
Técnica n. 4 \u2014 Apresentação, 80
Técnica n. 5 \u2014 Símbolos, 82
Técnica n. 6 \u2014 Albatroz, 83
Técnica n. 7 \u2014 Personality, 86
Técnica n. 8 \u2014 Knowledge, 87
Técnica n. 9 \u2014 Passeio nos Mares D istantes, 88
Técnica n. 10 \u2014 Elenco Sensacional, 91
Técnica n. 11 \u2014 Eleição, 92
Técnica n. 12 \u2014 Mess, 94
Técnica n. 13 \u2014 Ausdruck, 96
Técnica n. 14 \u2014 Jogo dos Quadrados, 97
Técnica n. 15 \u2014 Quadrados Com plicados 1 e 2, 99
Técnica n. 16 \u2014 Rótulos, 102
Técnica n. 17 \u2014 Experiência, 103
Técnica n. 18 \u2014 Opção de Valores, 105
Técnica n. 19 \u2014 Hierarquia, 106
Técnica n. 20 \u2014 Proury, 108
Técnica n. 21 \u2014 Arco-Íris, 110
Técnica n. 22 \u2014 Nickname, 111
Técnica n. 23 \u2014 Geschenk, 112
Técnica n. 24 \u2014 Passa-Passa, 113
Técnica n. 25 \u2014 Estudo do Caso, 113
Técnica n. 26 \u2014 Diálogo, 115
Técnica n. 27 \u2014 Rebuliço, 116
Técnica n. 28 \u2014 Change, 118
Técnica n. 29 \u2014 Faces, 119
Técnica n. 30 \u2014 Narciso, 120
Técnica n. 31 \u2014 Defier, 121
Técnica n. 32 \u2014 Contração, 123
Técnica n. 33 \u2014 Ser O Que Realmente Se É, 124
Técnica n. 34 \u2014 Jogo das Mãos, 126
Técnica n. 35 \u2014 Garrafas I, 127
Técnica n. 36 \u2014 Garrafas II, 130
Técnica n. 37 \u2014 Blocos I, 131
Técnica n. 38 \u2014 Biocos II, 133
Técnica n. 39 \u2014 Descobrindo Qualidades, 135
Técnica n. 40 \u2014 Círculo de Encerram ento, 135
6. TÉCNICAS LUDOPEDAGÓGICAS, 139
Jogos para desenvolver a atenção e a concentração, 141
Jogo de atenção n. 1 \u2014 A lfabe to V ivo, 141
Jogo de atenção n. 2 \u2014 Meu Pai Tem uma Loja, 142
Jogo de atenção n. 3 \u2014 Para Que Serve?, 142
Jogo de atenção n. 4 \u2014 Fofocando, 142
Jogo de atenção n. 5 \u2014 Frutas da Quitanda, 143
Jogo de atenção n. 6 \u2014 Passeio de Carruagem, 143
Jogo de atenção n. 7 '\u2014 Perguntas e Respostas Trocadas, 144
Jogo de atenção n. 8 \u2014 Aponte O Que Ouviu, 144
Jogo de atenção n. 9 \u2014 Quebra-Cabeça Lógico, 145
Jogo de atenção n. 10 \u2014 Capéu-Chapéu, 147
Jogos para desenvolver a sensib ilidade tá c til e a acuidade vis iual, 149
Jogo n. 1: Você Ficou D ife rente?, 150 
Jogo n. 2: Cores e Formas, 150 
Jogo n. 3: Objetos, 150 
Jogo n. 4: Comandante, 151 
Jogo n. 5: O Osso do Cachorro, 151 
Jogo n. 6: Colheres de Pau, 152 
Jogo n. 7: O Homem da Lua, 152 
Jogo n. 8: Corrida das Agulhas, 153
Jogo n. 9: Anúncios e Publicidade, 153
Jogo n. 10: Feijoada, 153
Jogos para desenvolver o paladar e a audição, 154
Jogo n. 1 : Caçada, 155
Jogo n. 2: No Castelo dos M il Sons, 155
Jogo n. 3: No Castelo dos M il Gostos, 155
Jogo n. 4: O Embrulho, 15B
Jogo n. 5: No Templo dos M il Chás, 156
Jogo n. 6: Jacó o Raquul, 157
Jogo n. 7: Apito Oculto. 157
Jogo n. 8: Montagem e Desmontagem, 158
Jogo n. 9: Conquiste 5eu Lugar Sem Barulho, 158
Jogo n. 10: Manhã de Primavera, 158
Jogos para desenvolver a imaginação e a criativ idade, 160
Jogo n. 1: Mensagens Cifradas, 160 
Jogo n. 2: Forca, 161 
Jogo n. 3: Alfândega, 162 
Jogo n. 4: Nos Cantos da Sala, 163 
Jogo n. 5: Transmissão, 163
Jogo n. 6: Puxa-Palavras, 164
Jogo n. 7: Não diga Não, 164
Jogo n. 8: Crime Sanfonado, 165
Jogo n. 9: Problemas Que Desafiam a Inteligência, 165
Jogo n. 10: Jogos com Palitos de Fósforo e Jogos Tipo Caminhão de
Mudança, 167
Jogos para desenvolver a m otricidade, 169
Jogo n. 1: A Travessia do Rio, 170
Jogo n. 2: Caixa de Surpresas, 171
Jogo n. 3: Corrente Maluca, 171
Jogo n. 4: O Ouadrado da Amizade, 172
Jogo n. 5: Frutas da Quitanda na Cadeira, 172
Jogo n. 6: Piscada Fatal, 172
Jogo n. 7: Turismo Maluco, 173
Jogo n. 8: Alfabeto Dinâmico, 173
Jogo n. 9: Caranguejos, 174
Jogo n. 10: Gato e Rato, 174
7. OS PROGRAMAS, 177
Ficha de observação comportamental do educando nos jogos, 181 
Gincanas para crianças de 10 a 14 anos, 187
8. AS TÉCNICAS E O DESAFIO DO AMANHÃ, 189
I
A quem este livro se destina
Este livro representa o produto de uma experiência de vinte e 
cinco anos em trabalhos de Dinâmica de Grupo, tanto em escolas de pri­
meiro, segundo e terceiro graus, atuando como professor, orientador edu­
cacional e diretor, como em empresas de naturezas diversas, organizando 
e conduzindo seminários na área de Gerenciamento e Recursos Humanos, 
ou ainda em cursos de treinamento e reciclagem do pessoal, ou identifi­
cação de lideranças. As mais de cem técnicas propostas, com as devidas 
adaptações, podem prestar-se também a outros usos, dos quais não se 
excluem propostas diversas de jogos ou gincanas para a educação no lar 
e ambientes voltados para o desenvolvimento do espírito crítico, a for­
mação da personalidade da criança e do Jovem, e o melhor relacionamen­
to pessoal do adulto.
As técnicas ora apresentadas, amplamente aplicadas pelo Autor 
em suas atividades ou aprendidas em diferentes cursos e seminários, re­
presentam uma rigorosa seleção, devidamente adaptada à realidade bra­
sileira. Após tantos anos de experiência prática, será impossível negar 
que a maior parte das técnicas, entretanto, são criações do autor a partir 
de análises comportamentais dos participantes em diferentes situações 
educacionais. Trabalhando com alunos, empresários, crianças carentes e 
Institucionalizadas, presidiários e um enorme segmento de grupos dife­
renciados, foi possível criar ou adaptar determinadas técnicas que, lenta 
e progressivamente, puderam ser aprimoradas para uma apresentação 
neste trabalho.
Considerando as observações expostas, acreditamos qi<e este tra­
balho será muito útil a pro fessores de prim eiro , segundo e te rce iro graus, 
que poderão dispor de diversas técnicas para aplicação em qualquer dis­
ciplina curricular ou em atividades que visem o despertar do espírito crí­
tico e a socialização do aluno. Válidas para trabalho com estudantes no
9
desenvolvimento de um conteúdo específico, acreditamos na utilidade das 
técnicas também para orientadores pedagógicos em trabalho com profes­
sores, mas principalmente para orientadores educacionais em programas 
desenvolvidos dentro e fora das salas de aula e que visem o despertar 
do educando para valores, raramçnte vivenciados no conteúdo curricular 
desta ou daquela disciplina.
A ampla validade do emprego das técnicas em diferentes situa­
ções escolares, entretanto, não exclui a importância de sua aplicação em 
atividades empresariais voltadas para o treinamento do pessoal e, nesse 
caso, extremamente válidas para especia listas em atividades de rec ic la ­
gem, seleção do pessoal ou uma ampla variedade de profissionais que 
trabalhem na área de