Direito Administrativo exercícios
52 pág.

Direito Administrativo exercícios


DisciplinaIntrodução ao Direito I86.583 materiais502.542 seguidores
Pré-visualização30 páginas
com base na Lei n.º 8.666/1993 tem-se a existência das denominadas cláusulas exorbitantes.
(MMA ANALISTA AMBIENTAL ADMINISTRAÇÃO CESPE/2008) Em razão das cláusulas exorbitantes comuns aos contratos administrativos, a administração, entre outras prerrogativas excepcionais, pode reduzir os valores compromissados na proporção da frustração da arrecadação e dos contingenciamentos orçamentários efetuados, sem prejuízo da obrigatoriedade de realização plena das obras e serviços contratados.
(PGE/PB PROCURADOR CESPE/2008) A respeito dos contratos administrativos, assinale a opção incorreta.
A) É possível a existência de contrato administrativo com prazo de vigência indeterminado.
B) Fato do príncipe é situação ensejadora da revisão contratual para a garantia da manutenção do equilíbrio econômicofinanceiro do contrato.
C) Força maior e caso fortuito são eventos imprevisíveis e inevitáveis, que geram para o contratado excessiva onerosidade ou mesmo impossibilidade da normal execução do contrato.
D) Ocorre fato da administração quando uma ação ou omissão do poder público especificamente relacionada ao contrato impede ou retarda a sua execução.
E) Interferências imprevistas consistem em elementos materiais que surgem durante a execução do contrato, dificultando extremamente a sua execução e tornando-a insuportavelmente onerosa.
O estado X firmou contrato administrativo de obra pública, no regime de administração contratada. Para tanto, foi feita a licitação, sendo vencedora a empresa Y, ficando a empresa Z em segundo lugar. Passados nove meses do início da execução da obra, o referido contrato foi rescindido pela contratada. 
(STJ ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) Uma das características do contrato administrativo é a existência das chamadas cláusulas exorbitantes e da limitação ao princípio geral dos contratos pacta sunt servanda. No entanto, constitui motivo legítimo para rescisão do contrato, por iniciativa do contratado, o atraso superior a noventa dias dos pagamentos devidos pela administração decorrentes de obras ou parcela destas já executadas.
(TCE/AC ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO CESPE/2008) No contrato administrativo, não constitui cláusula exorbitante a hipótese de
A) alteração unilateral.
B) rescisão unilateral.
C) aplicação de sanções administrativas.
D) redução dos valores da contratação.
E) ocupação provisória de bens, pessoal e serviços relacionados ao contrato de prestação de serviços.
9.3 \u2013 Alteração dos Contratos
(OAB CESPE/2007.1) A respeito dos contratos administrativos, assinale a opção correta.
A) Os contratos administrativos diferenciam-se dos demais contratos privados no que se refere às chamadas cláusulas exorbitantes, como a cláusula que autoriza à administração impor penalidades administrativas.
B) Como os contratos administrativos também se submetem ao princípio da formalidade, eles devem ser obrigatoriamente escritos.
C) A administração pode alterar, de forma unilateral, os contratos que celebrar. No entanto, no que se refere à alteração quantitativa, a lei estabelece, como limite para os acréscimos e supressões nas obras, serviços ou compras, o percentual de 50% em relação ao valor original do contrato.
D) A administração pode rescindir o contrato, de forma unilateral, na ocorrência de caso fortuito ou força maior, não ficando obrigada ao pagamento de qualquer indenização.
(OAB/RJ 32 CESPE/2007) Os contratos administrativos
A) são alteráveis qualitativa e quantitativamente pelo poder público, dentro de limites estabelecidos pela lei.
B) são sempre precedidos de licitação.
C) são rescindíveis exclusivamente pelo Poder Judiciário.
D) não admitem o uso da exceção do contrato não cumprido pelo poder público.
(MDIC ANALISTA DE COMÉCIO EXTERIOR CESPE/2008) Nos contratos administrativos, é vedada a alteração unilateral pela administração pública.
(ME ADMINISTRADOR CESPE/2008) O aumento da carga tributária que repercuta no contrato administrativo somente implicará revisão deste, se o aumento tiver ocorrido após a sua celebração.
(TJ/AL JUIZ SUBSTITUTO CESPE/2008) Medidas de ordem geral não-relacionadas diretamente com o contrato, mas que nele repercutem, provocando desequilíbrio econômico financeiro em detrimento do contratado, é um instituto aplicado aos contratos administrativos definido como
A) fato da administração.
B) força maior.
C) caso fortuito.
D) exceptio non adimpleti contractus.
E) fato do príncipe.
9.4 Execução dos contratos
(MS TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR DIREITO CESPE/2008) Na hipótese de superveniência de fato excepcional ou imprevisível, estranho à vontade das partes, que altere fundamentalmente as condições de execução do contrato, os prazos de início de etapas de execução, de conclusão e de entrega admitem prorrogação, mantidas as demais cláusulas do contrato e assegurada a manutenção de seu equilíbrio econômico-financeiro.
O estado X firmou contrato administrativo de obra pública, no regime de administração contratada. Para tanto, foi feita a licitação, sendo vencedora a empresa Y, ficando a empresa Z em segundo lugar. Passados nove meses do início da execução da obra, o referido contrato foi rescindido pela contratada. 
(STJ ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) Conforme determina a lei de regência, a execução indireta de obras, quando feita por administração contratada, faz que a administração contrate um empreendimento em sua integralidade, compreendendo todas as etapas da obra, dos serviços e das instalações.
9.5 Extinção do Contrato
(PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO PROCURADOR CESPE/2007) Quando a administração atrasa pagamentos \u2014 ou parcelas destes \u2014 relativos a obras, serviços ou fornecimentos já recebidos ou executados, há motivo para suspensão do contrato administrativo, não cabendo, para esses casos, a rescisão do contrato.
Em relação às licitações, aos contratos administrativos e às concessões de serviços públicos, julgue os itens subseqüentes.
(PGE/ES PROCURADOR DO ESTADO CESPE/2008) A administração pode rescindir o contrato administrativo em razão de seu descumprimento, mas não pode promover retenção do pagamento que lhe é devido.
Uma empresa pública criada com finalidade de prestar serviços em Tecnologia da Informação e Comunicações para o setor público foi contratada pela União para desenvolver dois novos programas de informática: um para a elaboração do imposto de renda das pessoas jurídicas e outro para a segurança de sistemas. O valor do contrato foi de R$ 100.000,00, sendo R$ 76.000,00 para o primeiro e R$ 24.000,00 para o segundo. Considerando essa situação hipotética, julgue os itens que se seguem, acerca das licitações e dos contratos.
(SEPRO ADVOGADO CESPE/2008) Caso a União resolva suprimir, unilateralmente, do contrato o serviço relacionado ao desenvolvimento do software do programa de segurança, a empresa em questão poderá rescindir unilateralmente o contrato.
(SEPRO ADVOGADO CESPE/2008) A rescisão do contrato por iniciativa da empresa, se cabível, deverá ser feita obrigatoriamente por via judicial.
9.6 \u2013 Inexecução do Contrato
(SEGER-ES ANALISTA DAMINISTRATIVO E FINANCEIRO FORMAÇÃO: DIREITO CESPE/2007) O fato do príncipe, previsto em lei, enseja revisão contratual para garantir a manutenção do equilíbrio econômico e financeiro do contrato.
(TRF 5ª REGIÃO JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO CESPE/2007) O equilíbrio econômico financeiro, ou equação econômico-financeira, é a relação de igualdade formada, de um lado, pelas obrigações assumidas pelo contratante no momento do ajuste e, de outro lado, pela compensação econômica que a ela corresponderá. As relações contratuais entre administração pública e particulares devem desenvolver-se na base do equilíbrio estabelecido no ato de sua estipulação.
(TRF 5ª REGIÃO JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO CESPE/2007) Não pode ser aplicada a teoria da imprevisão para a recomposição do equilíbrio econômico-financeiro do contrato administrativo na hipótese